Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconEspiritualidade
line break icon

Por que às vezes parece que Deus não escuta as nossas orações?

Prayer Vigil for Priests

JEFFREY BRUNO

Julio De la Vega Hazas - publicado em 10/11/20

Em nossos momentos de diálogo com Deus, nós agradecemos, louvamos, mas também abrimos nosso coração ao Senhor, apresentando-lhe nossos pedidos. Mas por que temos essa sensação de que nem sempre Ele nos escuta e nos atende?

Deus sempre escuta as nossas orações, mas nem sempre faz o que lhe pedimos. O que Deus permite é sempre para o nosso bem, ainda que às vezes seja difícil compreender isso.

De fato, essa é uma das grandes perguntas que surgem sobre a fé. A ela respondeu Santo Agostinho, um dos grandes pilares do pensamento cristão.

Comentando a 1ª Carta de São João, Santo Agostinho se encontra com a frase “tudo o que lhe pedirmos, receberemos dele porque guardamos os seus mandamentos e fazemos o que é agradável a seus olhos” (1 Jo 3, 22). No entanto, ele menciona São Paulo, quando este pede a Deus que o livre desse “espinho na carne, um anjo de Satanás para me esbofetear”, mas explicitamente isso não lhe é concedido (cf. 2 Cor 12, 7-9).

Aqui se apresentam juntas pergunta e resposta: “Mas por quê? Porque isso não lhe convinha. Por isso, foi escutado quanto à salvação aquele que não foi escutado em sua vontade. (…) Discernamos as atenções de Deus. Encontramos aqueles que não são escutados em sua vontade, mas o são em sua salvação, e também aqueles que são escutados em sua vontade e não quanto à sua salvação”. O exemplo que ele dá é muito significativo: o livro de Jó. Aqui, o que se lê em um princípio é que quem é atendido em seus pedidos não é Jó, o homem bom, mas o diabo, o mau por excelência.

O sofrimento do justo

Isso entra no campo de uma questão ainda mais geral: a do sofrimento do justo. No Antigo Testamento, valoriza-se a progressividade da Revelação. No começo, a recompensa pela obediência a Deus é temporal: a terra prometida, que “mana leite e mel”, e a consequente paz e prosperidade. O livro de Jó apresenta o sofrimento do justo neste contexto.

Não há dúvida de que Jó é bom, mas sofre muito. Por quê? A única resposta que se dá é de que os desígnios de Deus são inescrutáveis: Ele sabe mais do que nós. Certamente, é verdade e, em crenças como o Islã, esta é a resposta previsível. Mas, na história da salvação, isso não fica assim. Em um dos últimos relatos do Antigo Testamento, o martírio dos 7 irmãos macabeus junto à sua mãe (2 Mac 7), continua-se falando do castigo pelos pecados, mas a perspectiva já é a eternidade.

O último irmão a morrer diz a Antíoco: “Quanto a nós, é por causa de nossos pecados que sofremos e se, para nos punir e corrigir, o Deus vivo e Senhor nosso se irou por pouco tempo contra nós, ele há de se reconciliar de novo com seus servos”. Sua mãe havia lhe pedido: “Sê digno de teus irmãos e aceita a morte, para que no dia da misericórdia eu te encontre no meio deles”.

Jesus Cristo: a reposta

A resposta definitiva chega com o Novo Testamento e tem nome próprio: Jesus Cristo.

Jesus Cristo é o Justo por excelência, que nos deixa o grande exemplo das orações aparentemente não escutadas, quando pede, no Horto das Oliveiras, que Deus afaste dele aquele cálice (cf. Lc 22, 42) – que era nada menos que a cruz. A cruz, que parece humanamente como um fracasso, é instrumento para a redenção e para a glorificação de Cristo – e a nossa.

O cristão é filho e, como tal, acompanha o Filho na cruz, para acompanhá-lo também como triunfador na glória. Este é o nosso bem definitivo, ainda que neste mundo ele seja, às vezes, nosso doloroso bem.

Em muitas ocasiões, quando entramos em uma igreja e ouvimos o cântico cuja letra (tirada de São Paulo) diz “se com Ele morremos, com Ele reinaremos”, possivelmente não captamos, na hora, seu significado profundo. Mas estas palavras indicam o sentido da nossa existência, sua finalidade, e aquilo com relação ao qual Deus sempre nos escuta.

Agora, a oração de Jesus serviu e serve para que possamos seguir o caminho que Ele seguiu e chegar ao mesmo final.


PESSOA EM ORAÇÃO PROFUNDA

Leia também:
Oração para pedir a Deus que nos livre de uma morte inesperada


JEZUS NA KRZYŻU

Leia também:
Uma oração poderosa para fazer diante do crucifixo

Tags:
BíbliaDeusOração
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia