Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 27 Novembro |
São Máximo de Lérins
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

Santa Isabel da Hungria: um exemplo para os jovens de hoje

saint-elizabeth-of-hungary-chairty-for-poor-roses

PUBLIC DOMAIN

Cecilia Pigg - publicado em 12/11/20

Ela ofereceu sua juventude, seu casamento e sua influência como princesa a Deus

Santa Isabel da Hungria foi uma jovem que se tornou santa pela forma como levou a sua vida e sua vocação. Ela só viveu até aos 24 anos. Isso, portanto, não é muito tempo. Mas vamos ver o que ela fez e como sua vida pode se relacionar com a de outros jovens, apesar dos muitos séculos que se passaram desde sua morte.

1. Santa Isabel era influenciadora

Não, naquela época não existia Instagram, mas ela tinha uma posição de poder – ela era casada com um rei. Portanto, as pessoas a notavam e observavam tudo o que ela fazia. E o que ela escolheu fazer com seu poder e suas conexões foi servir aos pobres e enfermos. De fato oferecia-lhes comida e os servia em suas casas e hospitais. Talvez você seja um influenciador nas redes sociais ou em seu próprio círculo de amigos e familiares. De qualquer forma, as pessoas estão olhando como você leva a sua vida. Então, cuidado! Deus tem um lugar especial na sua jornada?

2. Jovem e apaixonada

Santa Isabel da Hungria se casou aos 14 anos e viveu apenas até os 24 anos. Mesmo tendo um casamento arranjado, ela era muito apaixonada pelo marido e ficou arrasada com a morte dele apenas seis anos após o casamento. Alguns dias antes, ela tinha dado à luz o seu filho mais novo. O relacionamento dela com o marido, de fato, fortaleceu os dois e aproximou cada um de Cristo. Seu marido, Louis, não foi canonizado, mas muitos o consideram santo também.

3. Quase ninguém a entendia

A corte não gostava do fato de Isabel ser religiosa. Eles também não gostavam que ela fosse para as casas dos pobres e doentes do seu reino para levar comida e remédio. De certa forma, isso não era visto como uma maneira segura ou adequada de viver como nobre. Seu relacionamento com os sogros, portanto, era tenso, pois ela costumava protestar quando a comida servida pelo palácio era tirada de pessoas que dela precisavam.

Ela ofereceu sua juventude, seu casamento e sua influência a Deus. Como consequência, melhorou a qualidade de vida dos pobres e doentes de sua região.

Seguir o exemplo agora

Se você se sente chamado(a) para servir e está na adolescência ou na casa dos vinte anos, não tenha medo. Você não tem que esperar até ficar mais velho(a) e ter mais experiência. Como você pode servir em sua vida agora?

Siga, então, o exemplo de Santa Isabel da Hungria, ajudando as pessoas que estão em sua vida hoje. Ela começou com seu marido, filhos e amigos íntimos, e depois dedicou-se aos pobres e doentes em seu reino.

Não importa o quão preso(a) você se sinta na vida ou na sua rotina, os pequenos esforços que você faz pelos outros são o que importa no final. Veja quem está em sua vida. Comece com pessoas que você conhece e ama. Em seguida, mude para pessoas que você apenas conhece. Depois, mude para pessoas em sua cidade que você não conhece. Estamos falando de pequenas coisas. Um telefonema, uma palavra amável, por exemplo.

E, finalmente, há um ministério que você pensou em ingressar ou um grupo de pessoas que você se sente chamado(a) a ajudar? Que dons e talentos você possui que poderia usar para ajudar outras pessoas? E se você não consegue pensar em nenhum dom que você tem, isso não é uma boa desculpa para não se envolver com algo. Você não pode saber como vai ser até tentar.

Santa Isabel da Hungria, rogai por nós!


gratitude

Leia também:
Como saber a minha vocação?


ROBOTICS

Leia também:
10 frases de santos para ajudar a descobrir a vocação

Tags:
JovensSantosVocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
MARADONA
Pablo Cesio
Pelé sobre Maradona: "Espero que um dia jogue...
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
John Burger
A melhor maneira de contar a seus filhos a ve...
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
POINSETTIAS,CHRISTMAS,ALTAR
A. J. Clishem
O segredo do grau de inclinação da cabeça de ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia