Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 02 Dezembro |
São Cromácio de Aquileia
home iconEstilo de vida
line break icon

Como o jejum nos liberta tanto física quanto espiritualmente

POST

SewCream | Shutterstock

Michael Rennier - publicado em 16/11/20

A prática do jejum ajuda a trazer equilíbrio para nossa vida

Foi há cerca de 10 anos que percebi que tinha uma relação errada com a comida. Na época, alguns de nossos filhos estavam lidando com problemas crônicos de saúde. Para ajudá-los no processo de cura, toda a nossa família se comprometeu com a dieta GAPS, que é um protocolo alimentar que incentiva a cura do sistema digestivo. Foi nosso ingresso em um tipo de “jejum” secular.

Durante os primeiros estágios da dieta, só podíamos comer vegetais cozidos, carne e um pouco de caldo. Dentro do razoável, poderíamos comer tanto dessas três categorias de alimentos quanto quiséssemos, mas absolutamente nenhum outro tipo de alimento.

Em poucos dias, eu senti como se estivesse morrendo de fome. Meu corpo gritava. De fato, o desejo por açúcar era implacável.

Na verdade, eu vinha ingerindo muitas calorias – mais do que o suficiente. E o meu corpo estava tão adaptado ao açúcar extra que estava convencido de sua necessidade. Meu cérebro continuava enviando sinais para comer. Se eu não tivesse seguido a dieta em solidariedade aos meus filhos, teria desistido.

Vício de açúcar

Um pouco depois, meu corpo se adaptou e eu fiquei bem. Mas aquelas semanas ajustando os tipos de alimentos que eu comia e cortando o açúcar me fizeram perceber que eu era viciado em um estilo de vida pouco saudável. Mesmo se eu não comesse absurdamente demais, eu estava me entregando a um comportamento glutão.

O objetivo da dieta GAPS não é servir apenas cozidos e vegetais. Mas à medida que nos tornamos mais saudáveis ​​e reintroduzimos mais variedade em nossas refeições, a moderação é o objetivo de longo prazo. Hoje, temos uma dieta bastante normal, com a exceção de que nosso consumo de açúcar é muito menor do que costumava ser.

Jejum: estilo de vida com moderação

Nunca fui um grande fã de tomar café da manhã. E desde que mudei minha dieta, também eliminei intencionalmente o café da manhã para poder manter um jejum intermitente.

Esse tipo de jejum, que para mim significa não comer por um período de cerca de 14 horas por dia, traz vários benefícios à saúde.

Tal como acontece com a dieta GAPS, o objetivo do jejum intermitente não é ir ao extremo – eu ainda como duas refeições completas por dia e às vezes um lanche ou dois – mas o objetivo é moderar a quantidade de tempo que gasto comendo .

Para muitos, a ideia de ficar sem uma única refeição parece extrema. Porque você faria isso? Quanto mais aprendo sobre o jejum, mais entendo que não é nada extremo, mas faz parte de um estilo de vida de moderação. Parece-me que muitos de nós temos áreas de excesso em nossas vidas – muita comida, muita fofoca, muita tentação sexual, muitas compras.. Assim, o jejum é uma ferramenta que podemos usar para combater esses excessos. O jejum nos liberta do vício do consumo.

Disciplina

A princípio, a ideia de pular uma refeição parece não estar totalmente relacionada ao fato de eu fofocar sobre meus amigos ou ter problemas com a luxúria. Mas São Tomás de Aquino e outros filósofos vinculam diretamente a virtude da moderação, particularmente no que diz respeito à castidade, com a disciplina do jejum.

Aqueles que têm problemas para manter a pureza de coração fariam bem em jejuar. É uma disciplina que, em vez de nos levar ao extremo, ajuda-nos a trazer equilíbrio e equilíbrio para nossas vidas. Ele nos liberta de desejos extremos e de escolhas de estilo de vida prejudiciais e excessivas.

Mudança positiva

O Advento se aproxima rapidamente e com ele chegará uma série de dias chamados Dias de Ember. Uma vez a cada três meses, chega outro conjunto de três Dias de Ember. Esses dias aparecem com a mudança da estação.

Por exemplo, os próximos Dias Ember são em 16, 18 e 19 de dezembro, e marcam a chegada do Solstício de Inverno. Os dias em si são tradicionalmente dedicados a fazer uma mudança positiva por meio da oração, jejum e penitência.

Um pouco antes da festa de Natal e de todas as tentações de consumo excessivo, talvez um pouco de jejum nesses dias – mesmo que apenas pulando o café da manhã ou o almoço – nos faça bem.

O jejum não é um hábito que se opõe aos nossos corpos. Nossos corpos realmente ganham saúde com o jejum ocasional. Na verdade, o mesmo acontece com a alma. Lembre-se de que nossos desejos naturais não são necessariamente errados, mas, por causa de nossas falhas e fraquezas, eles facilmente fogem do controle e começam a nos dominar. Se não forem controladas, nossas paixões nos levarão a comportamentos destrutivos, como a gula, o fascínio pela luxúria ou vícios de todos os tipos. De fato, com o jejum nós recuperamos a liberdade.

Fortalecimento

São Basílio, o Grande, descreve isso de maneira bela quando diz: “O jejum dá origem a profetas e fortalece os poderosos; torna os legisladores sábios. O jejum é uma boa proteção para a alma, um companheiro inabalável para o corpo, uma arma para os valentes e um ginásio para os atletas. O jejum repele a tentação, unge para a piedade, é companheiro da vigilância e artífice da castidade. Na guerra, ele luta bravamente, na paz ensina a quietude.”


FASTING

Leia também:
Quais são as normas católicas sobre o jejum?


FISH

Leia também:
As virtudes terapêuticas do jejum

Tags:
JejumPenitênciaSaúde
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
PERU
Pablo Cesio
Peru: o menino de 6 anos que reza a Deus de j...
Aleteia Brasil
Oração do Advento
SANTUÁRIO DE APARECIDA INTERIOR BASÍLICA
Reportagem local
Suposto surto de covid-19 entre padres do San...
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento...
READING
Gelsomino Del Guercio
3 regras fundamentais para os leitores da mis...
Papa Francisco
Reportagem local
A oração diária de Advento que o Papa Francis...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia