Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 02 Março |
Santa Inês de Boêmia
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

Como Santa Isabel da Hungria resolveu a superlotação dos hospitais

ELIZABETH

Wellcome Images / CC BY-NC 2.0

Philip Kosloski - publicado em 17/11/20

A superlotação dos hospitais é um problema antigo e Santa Isabel o administrou com maestria

Santa Isabel da Hungria percebeu um problema em seu reino: os enfermos não estavam sendo atendidos adequadamente. Isso criou uma grande angústia em seu coração e ela não demorou a lidar com o problema da superlotação dos hospitais.

Na verdade, ela chegou ao ponto de transformar seu castelo em um hospital!

Isso fica claro em um texto de Conrado de Marburg, diretor espiritual de Santa Isabel:

“Ela ordenou que um de seus castelos fosse transformado em um hospital no qual ela reuniu muitos dos fracos e enfermos. Generosamente, deu esmolas a todos os necessitados, não apenas naquele lugar, mas em todos os territórios do império de seu marido. Ela gastou todas as receitas dos quatro principados de seu esposo e, finalmente, vendeu seus bens luxuosos e roupas caras para o bem dos pobres.”

Novos hospitais

No entanto, isso não foi suficiente para resolver o problema da superlotação dos hospitais. O autor Charles Forbes explica que ela se certificava da utilização de todos os leitos. Se isso acontecesse, em seguida, abria novos hospitais para lidar com a crise de saúde. Diz ele:

“Os enfermos que requeriam cuidados especiais ela internava no hospital com vinte e oito leitos que ela instalou na encosta da montanha no caminho para o castelo; logo que um dos reclusos morria, a sua cama era imediatamente ocupada por outro. Posteriormente, ela estabeleceu dois novos hospitais na cidade de Eisenach, um sob a invocação do Espírito Santo, perto do portão de São Jorge, para mulheres pobres, o outro sob a [invocação] de Sant’Ana, para os enfermos em geral. O último ainda existe.”

Santa Isabel e suas visitas diárias

Além disso, a própria Santa Isabel cuidava desses enfermos, visitando diariamente o hospital.

“Duas vezes por dia, de manhã e à noite, sem falta, a jovem duquesa descia e subia o longo e acidentado caminho montanhoso que levava de Wartburg a esses hospitais, apesar do cansaço que a fazia visitar essas pessoas pobres e trazer-lhes artigos tanto por necessidade quanto por conforto. Tendo entrado nestas moradas de sofrimento, ia de cama em cama perguntando aos enfermos o que queriam e prestando-lhes os serviços mais repulsivos, com um zelo e ternura que só o amor de Deus e sua graça especial poderiam ter inspirado. Ela cuidou com suas próprias mãos daqueles que sofriam das doenças mais nojentas, arrumou suas camas, levantou-os e carregou-os nas costas ou nos braços para outras camas, e enxugou seus rostos com o véu que ela usava na cabeça.”

Exemplo e inspiração

Santa Isabel, portanto, é uma verdadeira inspiração, especialmente para todos os profissionais de saúde, enfermeiras e médicos. Seu exemplo de caridade abnegada é digno de imitação. Além disso, a maneira como ela administrava a superlotação dos hospitais com foco nas necessidades dos pacientes é uma inspiração para todos nós.

Acima de tudo, ela via Jesus Cristo em cada enfermo e servia a cada pessoa como se fosse o outro fosse o próprio Jesus.


saint-elizabeth-of-hungary-chairty-for-poor-roses

Leia também:
Santa Isabel da Hungria: um exemplo para os jovens de hoje

Tags:
hospitalSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KOMUNIA NA RĘKĘ
Claudio de Castro
Padre chora copiosamente diante da falta de respeito com a Eucari...
2
missionárias mártires iêmen
Reportagem local
A corajosa última oração destas 4 freiras antes de serem mortas p...
3
PRAYER
Desde la Fe
Coisas que você não deve fazer na Missa e talvez não saiba
4
HOLY FAMILY
Philip Kosloski
A antiga oração a São José que é “conhecida por nunca ter falhado...
5
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
6
Kathleen N. Hattrup
O homem que beijou a testa do Papa diz que se curou em Lourdes
7
PRAY YOUNG
Arquidiocese de São Paulo
Rezar o terço sem contemplar os mistérios é válido?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia