Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 27 Novembro |
São Máximo de Lérins
home iconAtualidade
line break icon

Ethan Hawke interpreta cristão abolicionista em série

ETHAN HAWKE

Matteo Chinellato / Shutterstock.com

Octavio Messias - publicado em 18/11/20

Na série Good Lord Bird, ator vive o personagem histórico John Brown, que lutou contra a escravidão em nome de Deus 

Conhecido por suas interpretações em filmes como Antes do Amanhecer (1995), Dia de Treinamento (2001) e Boyhood: Da Infância à Juventude (2014), tendo sido indicado ao Oscar pelos dois últimos, Ethan Hawke estrela o seriado The Good Lord Bird, recém-lançado nos Estados Unidos pelo canal Showtime. Além de interpretar o protagonista, Hawke foi criador, produtor-executivo e um dos roteiristas da série, baseada no livro histórico, homônimo, de autoria de James McBride. 

Dividida em sete episódios, narra a trajetória de John Brown (1800–1859), católico fervoroso que fez da luta contra a escravidão e pela justiça – usando de violência quando necessário – a missão de sua vida. A história se passa pelos olhos de Henry “Onion” Shackelford (Joshua Caleb Johnson), uma criança negra resgatada de campos de plantação do sul dos EUA. O elenco ainda conta com Steve Zahn (de The Wonders – O Sonho Não Acabou), Keith David (Platoon) e Maya Hawke, 22 anos, filha de Ethan com a atriz Uma Thurman.  

Recebemos aquilo que damos

Brown acreditava na chamada Regra Dourada, espécie de princípio da reciprocidade pelo qual atraímos aquilo que damos para o próximo. E costumava dizer que “todos os homens são iguais”, trecho tirado da Declaração de Independência, queria dizer exatamente a mesma coisa. Com isso em mente, o destemido Brown formou um pequeno exército de voluntários para visitar plantações pelo sul dos Estados Unidos que faziam uso de trabalho escravo. Primeiro ele tentava dialogar com o dono de terra ou com as autoridades, argumentar, apelar à razão. Se isso não funcionasse, ou se ele sequer identificasse alguém que defendesse a escravidão, era chumbo.  

Abolicionista fervoroso

Seminarista de formação, John Brown acreditava que Deus o havia colocado no mundo para acabar com a escravidão. O que ele ajudou a fazer, uma vez que, segundo historiadores, sua cruzada levou à secessão do sul dos EUA, o que deu início à Guerra Civil (1861-1865), cujo desfecho foi a abolição do trabalho escravo no país norte-americano. 

Confrontos

Como mostra a série, John Brown, nascido no estado de Connecticut, nordeste dos EUA, à frente do seu pequeno exército anti-escravagista, participou dos principais confrontos com o sul pré-Guerra Civil, como a sequência de batalhas Bleeding Kansas (“Kansas sangrando”, em português), ao longo da década de 1980. Eles lutaram em basicamente todos os principais confrontos armados que antecederam a Guerra Civil. Entre eles o Massacre de Pottawatomie, a Batalha de Black Jack e a Batalha de Osawatomie, todos em 1856.      

Louco ou salvador?

Como mostra a série, John Brown foi firme e determinado com relação a sua causa até o final, o que faz com que ele até hoje seja considerado um mártir. Há quem o compare a um profeta. Por outro lado, obviamente, muitos o consideram um louco – só de assistir ao trailer, abaixo, já dá para imaginar. No entanto, como qualquer personagem interessante, mesmo os históricos, ele foi um homem cheio de contradições. O que não diminuiu seu compromisso assim como a legitimidade de sua causa.




Leia também:
A série católica que teve público de mais de 1 bilhão


NEWS

Leia também:
10 séries para maratonar na quarentena

Tags:
ArteCinema
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Jesús V. Picón
Padre com câncer terminal: perde os olhos, ma...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
MARADONA
Pablo Cesio
Pelé sobre Maradona: "Espero que um dia jogue...
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
John Burger
A melhor maneira de contar a seus filhos a ve...
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
POINSETTIAS,CHRISTMAS,ALTAR
A. J. Clishem
O segredo do grau de inclinação da cabeça de ...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia