Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 26 Novembro |
São Silvestre Guzzolini
home iconAtualidade
line break icon

Filme polêmico da Netflix acusado de sexualização infantil é pré-indicado ao Oscar

Lindinhas é um filme polêmico da Netflix

Reprodução Redes Sociais

Poster de divulgação lançado pela Netflix, aqui com efeito para ocultar o rosto das menores

Reportagem local - publicado em 20/11/20

Produção foi muito questionada por acusações de apologia à pedofilia

Filme polêmico da Netflix é pré-indicado ao Oscar para representar o seu país de origem, a França: trata-se de “Mignonnes”, ou “Lindinhas”, título adotado no Brasil. A produção foi uma das mais criticadas do ano, acusada de promover a sexualização infantil e até de fazer apologia à pedofilia.

A sinopse divulgada também era bastante provocativa:

“Amy tem 11 anos e quer pertencer a um grupo de meninas da sua idade que dançam sensualmente. Ela começa a explorar sua feminilidade e a desafiar a sua família religiosa”.

Milhares de pessoas de dezenas de países assinaram petições online para que o filme fosse retirado da plataforma de streaming.

A própria Netflix teve de pedir desculpas ao público pela promoção extremamente infeliz que havia feito do filme, mostrando meninas em poses sensuais que despertaram indignação internacional.

No entanto, a plataforma se recusou a reconhecer o filme em si como inadequado. Sua resposta em defesa da exibição alegava que o objetivo dessa “história poderosa” era mostrar a pressão que as redes sociais exercem sobre as meninas de hoje, principalmente à medida que elas vão crescendo e entrando na adolescência.

Apesar das controvérsias, a França selecionou “Lindinhas” entre as produções que podem representar o país na disputa pelo Oscar de melhor filme estrangeiro.

Filme polêmico da Netflix: “Lindinhas” não é o único

Outra produção veiculada pela plataforma de streaming que despertou forte rejeição foi “A Primeira Tentação de Cristo“, do grupo brasileiro Porta dos Fundos. O assim descrito “especial de Natal” chegou a parar na Justiça. Em setembro deste ano, um tribunal de Madri acolheu uma denúncia apresentada pela Associação de Advogados Cristãos da Espanha, segundo a qual a plataforma teria cometido crime tipificado no artigo 525 do Código Penal espanhol por escárnio contra a crença e o sentimento religioso.

A obra, de fato, representa Jesus Cristo como um profeta gay e Nossa Senhora como uma prostituta, o que excede o âmbito da paródia e da própria comédia.

Um representante legal da Netflix na Espanha, em declaração ao tribunal, admitiu que o filme é de fato ofensivo contra os cristãos.

Recorde o caso acessando o artigo abaixo.




Leia também:
Netflix admite: “especial de Natal” do Porta dos Fundos é ofensivo aos cristãos

Tags:
CinemaCriançaspedofiliaSexualidade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • A Aleteia é publicada em 8 idiomas: Português, Francês, Inglês, Árabe, Italiano, Espanhol, Polonês e Esloveno.
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
MARYJA
Philip Kosloski
A melhor oração mariana para quando você prec...
Papa Francisco com máscara contra covid
Reportagem local
As 3 “covids” do Papa Francisco
WEB2-COMMUNION-EUCHARISTIE-HOSTIE-GODONG-DE354465C-e1605635059906.jpg
Reportagem local
Internado na UTI, Pe. Márlon Múcio continua c...
pildorasdefe.net
Por que você não vai para frente? Talvez este...
No colo de Maria
Como rezar o terço? Um guia ilustrado
Confissão não é para contar problemas, mas para contar pecados
Pe. Gabriel Vila Verde
Confissão não é para contar problemas, mas pa...
RED WEDNESDAY
Reportagem local
Perseguição aos cristãos no mundo é denunciad...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia