Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Jesuítas: será que tudo o que dizem sobre eles é verdade?

St. Ignatius of Loyola

Fr Lawrence Lew, O.P. | Flickr CC BY-NC-ND 2.0

Manuel Bru - publicado em 27/11/20

Nem tão progressistas, nem tão suspeitosos; e os que os criticam não se destacam precisamente pela fidelidade à verdade e à unidade

Nos últimos 20 anos, difundiu-se em muitos lugares, principalmente no âmbito eclesial, um acentuado – e maliciosamente intencionado – descrédito dos jesuítas: que são progressistas, que seus teólogos são controversos etc.

Se por “progressistas” se entende que estão na vanguarda da missão da Igreja, nas fronteiras, tanto geográficas como existenciais, culturais ou sociais, este é o seu carisma! Por outro lado, não conheço nenhuma outra instituição eclesial que seja tão conservadora, assim como não conheço nenhuma outra instituição eclesial que tenha tanto a ser conservado.

Quanto aos seus teólogos controversos… Bem, na pesquisa teológica, uma coisa são os avanços e outra, os retrocessos. E uma coisa é o avanço fiel à tradição e ao magistério, e outra é aquela que se dá à margem de ambos. E sob o qualificativo de “controversos” podem se esconder todas as variações possíveis destes conceitos.

Santidade

Apesar da crise, não de vocações, mas de respostas – que não é um problema dos jesuítas, mas de toda a Igreja e, se não me engano, também da sociedade secularizada inteira –, todo mundo sabe que a Companhia de Jesus é muito grande: 17 mil jesuítas no mundo, 5 mil professores, 170 mil alunos, 2 mil paróquias.

Porém a Companhia é grande especialmente devido a um dado difícil de medir, mas que, para a Igreja, é o mais importante: quanta santidade, quanta vida entregue, quantas crianças, jovens, homens e mulheres beneficiados pelos jesuítas! Só como exemplo, basta recordar que a Companhia de Jesus é a instituição religiosa que tem mais fundadores religiosos em suas fileiras.

A eleição do Papa Francisco, sendo sul-americano, mas também jesuíta, foi uma dessas surpresas do Espírito Santo, entre outras coisas, a tanta maledicência que a Companhia de Jesus teve de suportar, e continua suportando, por parte de alguns irmãos que, muitas vezes, não se destacam precisamente pela fidelidade à verdade e à unidade.

Para os jesuítas, no entanto, estas coisas não lhes tiram o sono nem os distraem, nem um minuto, da sua entusiasta missão.




Leia também:
A bela amizade entre Santo Inácio e São Francisco Xavier


IGNATIUS LOYOLA

Leia também:
A extraordinária trajetória de vida de Santo Inácio de Loyola, fundador dos jesuítas

Tags:
Papa FranciscoReligiosos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia