Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 14 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Padre Márlon Múcio: “Os apitos da UTI são, para mim, como sinos das catedrais”

SAN FRANCISCO

Shutterstock | fotos59

Reportagem local - publicado em 27/11/20

A cada apito, o padre faz uma oração...

O Padre Márlon Múcio está internado na UTI por causa das complicações de uma doença rara contra a qual ele luta há tempos. Trata-se da Deficiência do Transportador de Riboflavina (RTD), que provoca dor, cansaço, fraqueza nos músculos e dificuldades para respirar, por exemplo.

O sacerdote sempre foi muito ativo nas redes sociais. Mas agora é o irmão dele que atualiza seus perfis e informa os seguidores sobre o estado de saúde do Padre Marlón Múcio.

Padre Márlon e os apitos da UTI

Em uma de suas publicações no Instagram, Paulo Gustavo diz que perguntou ao irmão como ele conseguia suportar os intermináveis apitos dos aparelhos da UTI. A resposta do sacerdote foi fantástica:

“Os apitos da UTI são, para mim, como os sinos das catedrais: lembram-me que sou miserável e necessito urgentemente de rezar”.

Na publicação, o irmão do padre destacou que o sacerdote reza sempre que ouve um apito. Como na UTI esses barulhos são constantes, podemos inferir que o Padre Marlón Múcio está rezando o tempo todo. Diz o post:

“Ou o Padre Márlon está rezando a Missa, a Liturgia das Horas e o Rosário, ou fazendo jaculatórias. Apitou? ‘Jesus, eu confio em Vós!’, ‘Maria, passa à frente!’, ‘Jesus, manso e humilde de Coração, fazei o meu coração semelhante ao vosso’, ‘Ó Maria, concebida sem pecado, rogai por nós, que recorrermos a vós’, ‘Senhor, põe teus Anjos aqui’…”

Estratégia de cura

O Padre Márlon Múcio, portanto, não reclama dos apitos. Pelo contrário: para ele, o barulho desencadeia um processo de cura:

“[Trata-se de] um esquema para salvar a minha alma enquanto aqui no hospital eles buscam salvar o meu corpo…Mantenho-me bem ocupado e isso ajuda no meu tratamento”.
View this post on Instagram

A post shared by Padre Márlon Múcio, mss (@padremarlonmucio)

Missas diárias

Mesmo estando na UTI, o Padre Marlon Múcio nunca deixou de rezar a Missa. Ele, inclusive, pediu para não ser intubado, a fim de que pudesse manter seu ofício. Aliás, ele celebra a Missa todos os dias há 20 anos (há sete meses na cama), como informamos em outro artigo aqui na Aleteia (clique aqui para ler).

Algumas missas do Padre Márlon também são transmitidas ao vivo pela internet.

Tags:
DoençaMissaOração
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia