Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 27 Novembro |
Bem-aventurado Bernardino de Fossa (João Amici)
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Quais são as vantagens do silêncio?

WOMAN,PRAYING

Es5669 | Shutterstock

Alvaro Real - publicado em 27/11/20

Descubra as riquezas oferecidas por este recurso privilegiado para encontrar a verdade

O Papa Francisco já propôs como intenção de oração o tema do silêncio: “para que os homens e mulheres do nosso tempo, tantas vezes mergulhados num ritmo frenético de vida, redescubram o valor do silêncio e saibam escutar Deus e os irmãos”. Mas para que estar em silêncio? Quais são suas vantagens?

Bento XVI respondeu a estas perguntas em sua mensagem para o Dia Mundial das Comunicações Sociais de 2012. O documento destaca que o silêncio não é ausência de som, mas “parte integrante da comunicação e, sem ele, não há palavras densas de conteúdo”.

No silêncio, nós também escutamos e conhecemos melhor a nós mesmos; nele, “nasce e aprofunda-se o pensamento, compreendemos com maior clareza o que queremos dizer ou aquilo que ouvimos do outro, discernimos como exprimir-nos”.

Vantagens do silêncio: ele nos liberta

Da mesma forma, é preciso calar-se, porque assim, segundo explica o papa emérito, “permite-se à outra pessoa que fale e se exprima, e permite-nos a nós não ficarmos presos, por falta da adequada confrontação, às nossas palavras e ideias”.

Bento XVI dá alguns exemplos desta necessidade do silêncio: nele, explica, “se identificam os momentos mais autênticos da comunicação entre aqueles que se amam: o gesto, a expressão do rosto, o corpo, enquanto sinais que manifestam a pessoa”.

Também é no silêncio que “falam a alegria, as preocupações, o sofrimento – que encontram, precisamente nele, uma forma particularmente intensa de expressão”.

Além disso, o silêncio não é uma comunicação simples, mas se torna exigente, porque “faz apelo à sensibilidade e àquela capacidade de escuta que frequentemente revela a medida e a natureza dos laços”; e permite “discernir o que é importante daquilo que é inútil ou acessório”.

O silêncio e Deus

O silêncio permite “a quem se interroga descer até ao mais fundo de si mesmo e abrir-se para aquele caminho de resposta que Deus inscreveu no coração do homem”, explicou Bento XVI, mostrando como, nas diversas tradições religiosas, a solidão e o silêncio são espaços privilegiados para reencontrar-se consigo mesmo e com a verdade.

E Deus fala por meio do silêncio: “No silêncio da cruz, fala a eloquência do amor de Deus vivido até ao dom supremo. Depois da morte de Cristo, a terra permanece em silêncio e, no Sábado Santo – quando ‘o Rei dorme (…), e Deus adormeceu segundo a carne e despertou os que dormiam há séculos’ –, ressoa a voz de Deus cheia de amor pela humanidade”.

É por isso que Bento XVI defende a contemplação silenciosa, que “faz-nos mergulhar na fonte do Amor, que nos guia ao encontro do nosso próximo, para sentirmos o seu sofrimento e lhe oferecermos a luz de Cristo, a sua mensagem de vida, o seu dom de amor total que salva”, e dela emerge “aquela Palavra eterna pela qual o mundo foi feito”.

Aprender a escutar

A mensagem termina recordando a relação entre palavra e silêncio: “Educar-se em comunicação quer dizer aprender a escutar, a contemplar, para além de falar; e isto é particularmente importante paras os agentes da evangelização”.

“Silêncio e palavra são ambos elementos essenciais e integrantes da ação comunicativa da Igreja, para um renovado anúncio de Jesus Cristo no mundo contemporâneo.”


Deus age em silêncio

Leia também:
“Deus age em silêncio. Quem chega ostensivamente é carreata de vereador”


AMAZONAS

Leia também:
A natureza e o silêncio revelam a grandeza de Deus 

Tags:
OraçãoPapa FranciscosilencioVerdade
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia