Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 13 Abril |
São Martinho I
home iconReligião
line break icon

Cristãos sofrem “genocídio calculado” na Nigéria, afirma bispo

BOKO HARAM NIGÉRIA

Audu Marte | AFP

Francisco Vêneto - publicado em 22/12/20

A ACNUR, agência de refugiados da ONU, estima em mais de 2 milhões o total de deslocados internos da Nigéria

Cristãos sofrem “genocídio calculado” na Nigéria, afirma o bispo de Gboko, dom William Avenya. Ele fez esta denúncia ao Congresso nigeriano em 17 de dezembro e enfatizou que o mundo não pode mais ignorar o “genocídio” que os cristãos do país estão sofrendo.

A audiência com os parlamentares tratou do tema “Conflitos e Assassinatos no Cinturão Médio da Nigéria”, que é uma região da parte central do país na qual fanáticos islâmicos têm atacado vilarejos de maioria cristã com brutalidade crescente. A violência é tamanha que “cumpre os critérios para ser definida como um genocídio calculado segundo a Convenção sobre Genocídio”, denunciou dom William.

O bispo descreveu a região como “um vale de lágrimas onde os enterros em massa se tornaram comuns”.

De fato, os dados do International Crisis Group apontam média superior a 2 mil mortes por ano entre 2011 e 2016 na área do Cinturão Médio. Só em 2020, houve só nessa região 600 assassinatos vinculados à perseguição contra os cristãos.

Boko Haram, Fulani e Iswap

Os ataques são perpetrados principalmente pelos militantes Fulani e por grupos terroristas como o sanguinário Iswap (sigla em iglês para Estado Islâmico da Província da África Ocidental). Este é o novo nome adotado pelo bando jihadista Boko Haram, que, aliás, sofreu uma dissidência: os terroristas que se separaram do bando original criaram um novo grupo, que continua se apresentando como Boko Haram.

Quanto aos Fulani, trata-se de pastores nômades islâmicos fundamentalistas que vêm atacando aldeias cristãs com violência equiparável à dos grupos terroristas. Eles são hoje o principal vetor do conflito no Cinturão Médio. O episcopado católico denunciou ainda em 2017 que os Fulanis estavam usando armamentos sofisticados, o que denota um grau de preparo premeditado em suas investidas contra povoados e igrejas cristãs.

Cristãos sofrem “genocídio calculado”, mas autoridades não agem à altura

As autoridades nigerianas, acusadas reiteradamente de incompetência para lidar com o cenário de massacres, alegam que as causas da violência são complexas. Enquanto isso, a ACNUR, agência de refugiados da ONU, estima em mais de 2 milhões o total de deslocados internos da Nigéria – mas a própria ONU se mostra pouco ativa em impulsionar medidas de proteção à população perseguida e de solução para as raízes da violência.


BOKO HARAM NIGÉRIA

Leia também:
Terroristas islâmicos degolam mais de 100 pessoas na Nigéria: Papa deplora

Dom William Avenya é um dos bispos que acusam o governo da Nigéria de fracasso em proteger os cristãos do país. A respeito de um recente atentado em que mais de 100 pessoas foram decapitadas pelos fanáticos, ele declarou:

“Como é possível explicar um cenário em que centenas de moradores inocentes e indefesos do interior do país são mortos num só ataque e ninguém diz nada? Parece que o sistema não apenas permitiu, mas também está ajudando a entronizar as visões supremacistas de um grupo religioso sobre os outros”.

Além das chacinas, a Nigéria sofre o flagelo dos sequestros. Neste mês, o Boko Haram se declarou autor do sequestro massivo de mais de 300 crianças de uma escola do noroeste do país, quase ao mesmo tempo em que, no sudeste, um padre foi raptado por homens armados. Em ambos os casos, os reféns foram libertados – o que nem sempre acontece, já que, também neste ano, causou consternação mundial o assassinato covarde de um seminarista que havia sido sequestrado com outros três companheiros de seminário.


Les actes terroristes sont presque quotidiens au Nigeria

Leia também:
Bispo nigeriano: “Estão matando cristãos como frangos”

Tags:
PerseguiçãoViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
PRINCE PHILIP
Cerith Gardiner
11 fatos interessantes sobre o falecido príncipe Philip
2
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel fez o que pode ser considerado um dos maiores discur...
3
DIVINE MERCY
Reportagem local
Como obter indulgência plenária no Domingo da Divina Misericórdia...
4
CARDEAL RANIERO CANTALAMESSA
Francisco Vêneto
Desobediência à Igreja dilacera a fraternidade católica, diz preg...
5
Reportagem local
Santo Sudário, novo estudo: “Não é imagem de morto, mas de ...
6
LOVE AND MERCY FILM
Aleteia Brasil
O filme sobre Santa Faustina e a Divina Misericórdia já está disp...
7
Pe. Gabriel Vila Verde
Reportagem local
Ditadores proibiram missas ao longo da história, recorda pe. Gabr...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia