Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 17 Outubro |
Santo Inácio de Antioquia
Aleteia logo
home iconReligião
line break icon

10 encontros entre o Papa Francisco e doentes em estado grave

POPE FRANCIS

Antoine Mekary | ALETEIA

Gelsomino Del Guercio - publicado em 30/12/20

10 gestos sublimes do papa que farão as lágrimas marejarem os seus olhos!

A cultura do encontro, da solidariedade, do acolhimento: esta é a cultura que tem caracterizado o pontificado de Francisco, repleto de gestos concretos de amor para com os menos afortunados. A eles, o papa nunca hesita em dedicar uma carícia espontânea, um abraço amigo, uma bênção e uma oração.

Relembremos 10 dos encontros mais emblemáticos, comoventes e ternos entre o papa Francisco e pessoas a quem a vida provou com sofrimentos indizíveis:

1) O tetraplégico Cesare Cecconi

Cesare Cecconi e Papa Francisco

19 de março de 2013: eleito papa havia poucos dias, o papa Francisco passava de papamóvel saudando os fiéis na Praça de São Pedro quando, em dado momento, fez o carro parar, desceu e foi até um senhor tetraplégico. Francisco olhou para ele sorrindo e beijou a sua testa. Era Cesare Cecconi, homem de 50 anos de idade, tetraplégico desde os oito meses de vida. Cece, como era carinhosamente chamado, faleceu este ano, no dia 22 de fevereiro. Poucos meses antes, ele tinha escrito ao papa Francisco perguntando se ele se lembrava daquele encontro. O papa respondeu que o mantinha sempre vivo e presente na memória, bem como o carinho dos seus amigos da organização UNITALSI, que estavam com ele na praça. Junto com a carta, o papa tinha lhe enviado como presente uma coroa do rosário.

2) Vinicio Riva, o homem das chagas

Vinicio Riva

Após a audiência de 6 de novembro de 2014, deram a volta ao mundo as imagens do papa beijando as chagas de Vinicio Riva, um homem italiano desfigurado no rosto e no corpo pela Síndrome de Von Recklinghausen, conhecida como neurofibromatose de tipo 1. O próprio Vinicio relata o “encontro mágico” que teve com o papa: “Eu beijei a mão dele, enquanto ele, com a outra mão, acariciou a minha cabeça e as feridas. Logo depois, ele me abraçou forte e deu um beijo na minha face. Eu fiquei com a cabeça no seu peito e os braços dele em volta de mim. Ele me segurou com força, com carinho, sem se afastar. Eu tentei falar, dizer alguma coisa para ele, mas não consegui: a emoção era forte demais. Tudo durou pouco mais de um minuto, mas, para mim, pareceu uma eternidade”.

3) O desconhecido homem sem rosto

Homem sem Rosto

Duas semanas após o comovente abraço em Vinicio, o papa encontrou, na audiência de 20 de novembro, o “homem sem rosto”, alguém cuja identidade permanece desconhecida: é um homem que perdeu a maior parte do rosto devido a uma doença que o desfigurou quase por completo. Francisco conversou com ele e, em seguida, lhe deu um forte abraço e o abençoou.

4) O menino com câncer que convidou o papa a visitá-lo em sua casa

Em 15 de maio de 2014, um grupo de cerca de mil pessoas da província de Nápoles, território com alta infiltração da máfia, foi à Praça de São Pedro para a audiência das quartas-feiras. Entre elas, um menino doente de câncer. A bordo do papamóvel, Francisco parou perto do grande grupo napolitano. Foi quando a mãe do menino o aproximou dos seguranças. O papa o abraçou com efusão, para imensa alegria do pequeno, que perguntou ao papa sem meias palavras: “Quando você vai me visitar na minha casa?”. Francisco sorriu, se comoveu e, fazendo um aceno de cabeça, pareceu dizer-lhe simplesmente um “sim”. De repente, das mãos daquela criança forçada a viver numa cadeira de rodas, brotaram duas cartas manuscritas, que o pequeno colocou com delicadeza nas mãos do papa. Francisco as recebeu, surpreso e sorridente.

5) Uma carícia para Pasquale, um jovem doente em fase terminal

Um destino atroz e irreversível. E um último desejo: ganhar um abraço do papa Francisco. O pequeno Pasquale, de 13 anos, doente terminal, estava em sua cadeira de rodas quando o sonho virou realidade. Em visita a Caserta, no sul da Itália, o papa Francisco lhe perguntou: “Como você está?”, acariciando o seu rosto várias vezes e lhe dando a sua bênção, em julho de 2014. Foi o prefeito Pio Del Gaudio quem conheceu “por acaso” os pais de Pasquale Trentola Ducenta numa clínica próxima, já durante a visita do papa. Os pais pediram ao prefeito, com lágrimas nos olhos, para conseguir um encontro com o Santo Padre. Del Gaudio conversou com o chefe da segurança do Vaticano. O papa foi informado e, imediatamente, quis encontrar a família e abençoar o jovem Pasquale.

6) A menina anencéfala e seus pais, no Rio de Janeiro

Ruhama e o papa Francisco

As crianças portadoras de deficiências estão sempre dentro do coração do papa Francisco. Na missa de encerramento da Jornada Mundial da Juventude em Copacabana, no Rio, o casal potiguar Haroldo e Mariselma subiu até o altar no momento do ofertório com a pequena filha Ruhama, nascida sem cérebro. Os médicos tinham recomendado o aborto, mas o casal optou por trazer a filha ao mundo. O papa Francisco já tinha encontrado o casal na véspera, na catedral do Rio: eles tinham lhe apresentado a menina e, por sua própria iniciativa, o papa mesmo os convidou a participar do ofertório no dia seguinte!

7) Uma inesperada visita a Roberta

Roberta e o papa Francisco

Em sua visita à Calábria, o papa fez uma parada imprevista à beira da estrada, diante da casa de uma jovem de 21 anos de idade que é deficiente desde o nascimento: Roberta Leonardi. Foram as faixas e cartazes pendurados pelos pais dela que atraíram a atenção do papa: “Pare aqui! Aqui tem um anjo à sua espera”. E o papa parou! Francisco desceu do carro para conversar e abraçar a jovem e sua família, que mal podia acreditar que estava com o própria papa no jardim de casa!

8) Os doentes paralisados pela esclerose lateral amiotrófica

Durante a visita pastoral a Cagliari, 1.600 deficientes esperavam o papa no santuário de Bonaria. Entre eles, presos às suas macas, um grupo de pacientes com esclerose lateral amiotrófica, a infame E.L.A., uma doença que, gradualmente, paralisa o sistema nervoso e que ainda não tem cura. O papa Francisco se aproximou dos pacientes, alguns dos quais capazes apenas de mexer os olhos, e os acariciou, sussurrando-lhes palavras de conforto em meio a tanto sofrimento.

9) Um lava-pés muitíssimo especial

Na Quinta-Feira Santa de 2014, Francisco decidiu que os 12 apóstolos seriam representados por 12 portadores de deficiências durante o lava-pés. Eles tinham de 16 a 86 anos de idade. Um deles era líbio muçulmano. “A herança que Jesus nos deu é a de ser servidores uns dos outros”, afirmou o papa na breve homilia daquela missa, que ficará para sempre gravada na história.

10) O polêmico “exorcismo” na Praça de São Pedro

Suposto exorcismo feito por Francisco

Em 20 de maio de 2013, na Praça de São Pedro, o papa Francisco foi cumprimentar um grupo de pessoas com deficiência. Sobre a testa de um deles, Francisco impôs as mãos e fez uma oração. O homem, sentado em uma cadeira de rodas, pareceu se retrair e rosnar contra o pontífice. A bênção foi divulgada pela mídia como “um exorcismo feito pelo papa” em plena Praça de São Pedro, mas o Vaticano sempre falou do caso como sendo uma oração normal. Entrevistado pelo jornal espanhol El Mundo (27 de maio de 2014), o homem de 43 anos de idade, chamado Ángelo e de origem mexicana, disse que ficou melhor depois do encontro com Francisco. “Agora eu estou salvo”, declarou Ángelo, que voltou a andar com as próprias pernas e não sofreu mais daquilo que o jornal descreveu como “possessões”, começadas em 1999.




Leia também:
“O Papa não teve medo de me abraçar”

Tags:
DoençaPapaPapa FranciscoSaúde
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
2
Milagre do Sol em Fátima
Reportagem local
13 de outubro: o dia em que o mundo presenciou o Milagre do Sol e...
3
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
4
MULHER REZANDO
O São Paulo
Rezar deitado: é certo ou errado?
5
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
6
Claudio de Castro
Uma alma do Purgatório te agradecerá por isto
7
AVENIDO BROTHERS
Agnès Pinard Legry
Três irmãos são ordenados padres no mesmo dia
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia