Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma 
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

A parábola do padre Zezinho “para incomodar os que não se incomodam”

enchente

Photobank Gallery - Shutterstock

Reportagem local - publicado em 08/01/21

O sacerdote escreveu e compartilhou uma breve história sobre "a parte do povo que não coopera"

A parábola do padre Zezinho “para incomodar os que não se incomodam” tem como protagonistas aqueles “que não cooperam”. O sacerdote publicou em sua rede social uma breve história em que compara a indiferença dos protagonistas com a dos brasileiros que não se importam com as consequências das próprias atitudes durante a pandemia de covid-19 no país. Foi ele próprio quem descreveu o seu texto como “uma parábola para incomodar os que não se incomodam com nada no Brasil”.

A parábola do padre Zezinho

Eis o que ele escreveu:

O rio estava enchendo assustadoramente e toda a cidade foi convocada para empilhar sacos de areia na entrada, para desviar o rio. Se em cinco horas conseguissem desviar o rio, a água não invadiria o hospital, nem a escola, nem as cento e trinta casas do lado sul.

Como a maioria morava a dez metros acima das águas, poucos apareceram. E as águas inundaram o hospital, a escola e as casas dos mais pobres. Se mil cidadãos tivessem descido, havia suficiente areia e sacos para barrar o rio.

Mas os de cima não acreditaram que o rio invadiria a cidade. “Nunca acontecerá isto!”… O rio invadiu e causou erosão no barranco e quarenta casas de alto padrão foram gravemente danificadas.

Comparando: no caso da pandemia no Brasil, milhares acharam que o vírus não os atingiria. E, em vez de cooperar, preferiram ir dançar, beber e cantar. E até hoje duvidam que o novo coronavírus os atinja!

O vírus já estava no Carnaval, nas eleições, nas festas de fim de ano. Mas os festeiros acham que o vírus não chegará nos bailes e nas aglomerações. São negativistas e se orgulham de sua negação!

Enquanto isto, em muitas cidades não há mais leitos para as vítimas da peste mundial que já fez 200 mil mortos no Brasil. Eles continuam achando que o problema é dos outros. E simplesmente não obedecem e não cooperam e continuam a se aglomerar.


Pe. Zezinho detona festas clandestinas

Leia também:
Padre Zezinho detona festas clandestinas: “noitadas valem mais que familiares”

Tags:
Covid
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
4
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
5
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia