Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quinta-feira 22 Fevereiro |
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

Como encarar o medo de ter filho durante a pandemia

web3-young-pregnant-woman-in-medical-mask-shutterstock_1673560747.jpg

PH888 | Shutterstock

Violeta Tejera - publicado em 21/01/21

O medo de gerar uma vida neste momento incerto aterroriza muitas mulheres. Apegar-se a Deus é o primeiro passo na luta contra esse sentimento

A pandemia trouxe incerteza e preocupações para todos. Com as grávidas não seria diferente. O medo de ter filho neste período acomete muitas mulheres. O que pode acontecer com o bebê? O que o coronavírus pode provocar no corpo da gestante? São as dúvidas que, muitas vezes, geram pânico.

Vale dizer, entretanto, que a vida, do começo ao fim, é um presente de Deus. Uma graça que Ele nos dá e nos faz cúmplices da Sua obra criadora.

Por isso, diante do medo de ter filho na pandemia, é importante confiar no Senhor.

Os medos das grávidas

De fato, na pandemia, muitas mulheres têm experimentado medos próprios da situação. Por exemplo: medo de contaminar o bebê se ela estiver infectada, de contrair o vírus quando for ao médico para o pré-natal, medo de trazer o pequeno ao mundo em um momento incerto e de até ficar sozinha no hospital no momento do parto.

Entretanto, os especialistas dizem que todos esses medos são normais. É por isso que em tempos de crises, tragédias e incertezas a taxa de natalidade diminui. Como manteremos nossos filhos? É o que pensam os pais.

A primeira coisa a fazer para vencer o medo é colocar tudo nas mãos de Deus. Depois, é preciso buscar ajuda profissional.

As psicólogas Ruth Otero e Blanca Sicilia elencaram os principais temores das grávidas nesse período de pandemia, bem como as possíveis soluções.

Possíveis problemas

A incerteza gerada pelo coronavírus pode provocar ansiedade, tristeza, estresse, fobias e sensação de culpa. Isso se manifesta em situações e pensamentos como, por exemplo:

  • não poder levar uma vida normal em um momento tão bonito, como é a gestação;
  • não poder ter o carinho dos parentes nem compartilhar com eles os primeiros meses do recém-nascido;
  • o medo que impede a grávida de realizar o planejado e seguir com o projeto de vida.

Soluções

O que fazer nesta situação? Como enfrentar o medo da gravidez durante a pandemia? Segundo as especialistas, é importante reconhecer o que está acontecendo. Elas propõem estas dicas práticas:

  • dar nome ao que está acontecendo, à nossa sensação: ansiedade, medo, tristeza, solidão;
  • depois de detectar o que está acontecendo, escrever em um papel o nome daquilo que nos causa tristeza, medo ou solidão;
  • colocar em prática atividades que sirvam de escape ou pedir ajuda às pessoas próximas; 
  • lembrar dos momentos em que já foi possível controlar sensações semelhantes;
  • se a situação se agravar, procurar um profissional.

Confiança no Senhor

Diante de tudo isso e apesar da pandemia, devemos ter em mente que Deus sabe mais. Embora não consigamos enxergar este momento como o ideal para receber o novo membro da família, Ele proverá.

Então, confie! Deus está te abençoando com uma nova criatura no melhor momento para o crescimento espiritual. Por isso, um diálogo profundo, diário e confiante com Deus será fonte de paz e descanso.


pregnant

Leia também:
3 grandes vantagens de estar grávida na pandemia

Tags:
GravidezPandemia
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia