Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 21 Outubro |
São Bertoldo de Parma 
Aleteia logo
home iconHistórias Inspiradoras
line break icon

Descobridor da Síndrome de Down está em processo de beatificação

Jérôme Lejeune

Alain PINOGES/CIRIC

Francisco Vêneto - publicado em 22/01/21

O Dr. Jérôme Lejeune, porém, sofreu covardes boicotes à sua carreira porque era firmemente contrário ao aborto

Descobridor da Síndrome de Down está em processo de beatificação: trata-se do médico francês Jérôme Lejeune, que também foi um grande defensor da vida humana desde a concepção e que, por isso mesmo, sofreu boicotes em sua carreira ao se posicionar claramente contra o aborto.

Em 21 de janeiro de 2021, o Papa Francisco autorizou a Congregação para as Causas dos Santos a promulgar o decreto que reconhece as virtudes heroicas do Dr. Lejeune. Esta etapa é necessária para o andamento do seu processo de beatificação e, posteriormente, de canonização.

Descobridor da Síndrome de Down

Jérôme Lejeune (1926-1994) descobriu em 1958 a trissomia do par de cromossomos 21, que leva à Síndrome de Down. Seu estudo a respeito foi publicado no ano seguinte pela revista Nature, dando-lhe grande projeção internacional.

O médico passou então a defender enfaticamente as crianças com a síndrome, visando protegê-las contra o aborto. Foi uma postura heroica e profética, já que vários países, atualmente, permitem o livre aborto de bebês só porque eles apresentam a Síndrome de Down. O caso mais extremo e trágico é o da Islândia, país em que chocantes 100% dos bebês com a síndrome são hoje abortados.

Boicotes por causa da defesa da vida

A pública defesa do direito à vida por parte do Dr. Jérôme Lejeune o levou a ser sistematicamente boicotado, impedindo-se até mesmo a sua candidatura ao Prêmio Nobel de Medicina de 1970 apesar da grande importância da sua descoberta sobre a trissomia.

O médico também passou a sofrer uma série de outros boicotes à sua carreira. Conforme os relatos de sua viúva, Birthe Lejeune, o Dr. Jérôme parou de receber apoios econômicos para as suas pesquisas devido à sua oposição à liberação do aborto. Grandes meios de comunicação também pararam de publicar seus artigos e de convidá-lo a programas de televisão. Também cessaram os convites para congressos internacionais, embora ele tivesse sido o palestrante principal em vários congressos anteriores.

A rejeição orquestrada em nome da ideologia foi motivo de muito sofrimento para o médico, principalmente por constatar que boa parte dos que passaram a boicotá-lo eram antes amigos próximos.

A amizade do Papa da Família

Durante esse duro período de abandono, porém, o Dr. Jérôme Lejeune recebeu um dos mais importantes reconhecimentos da sua carreira: o Papa São João Paulo II o convidou a ser membro da Pontifícia Academia para a Vida e consultor do Pontifício Conselho para os Trabalhadores da Saúde.

A amizade entre o Papa da Família e o médico defensor da vida perdurou solidamente. Embora fosse seis anos mais jovem que João Paulo II, o Dr. Jérôme partiu deste mundo onze anos antes que ele, em 1994. Aliás, na Jornada Mundial da Juventude de 1997, em Paris, o Papa fez questão de visitar o túmulo do amigo.

Em 2007, já no pontificado de Bento XVI, teve início a causa de beatificação do Dr. Jérôme Lejeune.




Leia também:
Dr. Jerome Lejeune, um santo para a causa da vida

Tags:
AbortomedicinaSantosSaúdeSíndrome de downTestemunhoValoresVida
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
3
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
4
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
5
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
6
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
7
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia