Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 02 Março |
Santa Inês de Boêmia
home iconAtualidade
line break icon

De repente, alguém lhe pergunta: “O que você acha do casamento gay?”

HEALTHY

Shutterstock | Monkey Business Images

Tom Hoopes - publicado em 27/01/21

4 modos cristãos de responder, inspirados no exemplo do papa Francisco

Mais cedo ou mais tarde, vai acontecer com você uma cena parecida com esta: você está batendo um papo com seus colegas e com seu chefe durante um breve intervalo ao lado do bebedouro, quando o seu chefe comenta:

“Me convidaram para um casamento gay neste fim de semana. É a primeira vez que eu vou. O que você acha do casamento gay?”.

O que um católico pode responder, de forma clara e ao mesmo tempo sem prejudicar a própria carreira, de forma respeitosa, mas não indulgente, de forma verdadeira, mas não áspera?

O papa Francisco já nos deu muitas dicas de como dar testemunho perante o mundo. Aqui vão algumas delas:

1. A sua vida deve falar por você mais do que as palavras.

“A evangelização não consiste em fazer proselitismo, porque o proselitismo é uma caricatura da evangelização. A evangelização consiste em atrair com o testemunho aqueles que estão afastados. Significa aproximar-se de quem se sente distante de Deus na Igreja, de quem se sente julgado e condenado por aqueles que se consideram perfeitos e puros” (Papa Francisco, 7 de julho de 2015, na viagem ao Equador).

Seja o tipo de pessoa que serve aos outros sem julgá-los, mas que tem princípios claros e os aplica para si mesmo e para os outros com autenticidade e gentileza.

2. As pessoas só prestam atenção ao vocabulário que entendem.

“Jesus, o Mestre, ensina as multidões e o pequeno grupo dos seus discípulos adaptando-se à sua capacidade de entender. Jesus não tenta bancar o professor. Em vez disso, ele procura chegar ao coração das pessoas, à sua razão e às suas vidas, para que elas possam dar frutos” (Papa Francisco, 7 de julho de 2015, na viagem ao Equador).

O mundo de hoje acha que o casamento é uma declaração pública de afeto e de romance, e não uma instituição que, baseada no amor e na complementaridade entre homem e mulher, promove a procriação. O mundo de hoje não entende por que os sentimentos românticos não são suficientes para um verdadeiro casamento.

Traduzindo o conceito cristão de matrimônio em termos que o mundo de hoje pode compreender melhor, você poderia dizer algo como isto: “Eu acredito que o casamento é o ápice do romance: são duas pessoas totalmente unidas, tão totalmente que elas consagram a vida uma à outra, com tamanha força que elas geram nova vida uma com a outra. É uma entrega sem volta, um amor que supera tudo e que não se fecha para a vida”.

3. Mostre que o casamento faz bem, desde que não faça mal à família.

Em geral, a modernidade rejeita todos os princípios morais, exceto um: “Não faça o mal para os outros”. E muita gente acha que o casamento homossexual não faz mal a ninguém – mas proibi-lo faz mal aos homossexuais.

Acontece que a redefinição do conceito de casamento machuca, sim, a própria unidade básica da sociedade: a família. Uma família intacta e amorosa eleva muitos indicadores sociais: as crianças nascidas e criadas por seu pai e sua mãe têm mais estabilidade psicológica, têm maior probabilidade de se formar e ter um bom trabalho e são menos propensas a cometer crimes, a sofrer a pobreza ou a ter filhos fora do casamento.

Falando a diplomatas no Vaticano, o papa Francisco declarou:

“A família, não com pouca frequência, é considerada descartável, graças à expansão de uma cultura individualista e centrada em si mesma, que rompe os laços humanos e leva a dramáticas quedas nas taxas de natalidade, assim como a legislações que beneficiam várias formas de coabitação em vez de promover adequadamente a família para o bem da sociedade como um todo”.

4. Mostre que Jesus e a Igreja são relevantes

Ainda no Equador, o papa declarou:

“Jesus sabe que a felicidade, a verdadeira, a que preenche os nossos corações, não está nas marcas caras. Ele sabe que a real felicidade é se aproximar dos outros, aprendendo a chorar com os que choram, estando perto dos que se sentem tristes, dando-lhes um ombro onde chorar, um abraço. Se não sabemos chorar, também não sabemos rir, não sabemos viver”.

O mundo de hoje acha que a Igreja não tem nada de bom a oferecer – ela apenas machuca as pessoas com seus dogmas insensíveis. Na verdade, bem diferente de ser um peso, ela é um alívio dos pesos do mundo e um caminho para a verdadeira felicidade com Jesus.

Se vivermos de modo a demonstrar essa certeza em nossa vida, nossos amigos e colegas vão querer saber um pouco mais sobre os nossos porquês.

Tags:
CasamentoFamília
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KOMUNIA NA RĘKĘ
Claudio de Castro
Padre chora copiosamente diante da falta de respeito com a Eucari...
2
missionárias mártires iêmen
Reportagem local
A corajosa última oração destas 4 freiras antes de serem mortas p...
3
PRAYER
Desde la Fe
Coisas que você não deve fazer na Missa e talvez não saiba
4
HOLY FAMILY
Philip Kosloski
A antiga oração a São José que é “conhecida por nunca ter falhado...
5
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
6
Kathleen N. Hattrup
O homem que beijou a testa do Papa diz que se curou em Lourdes
7
PRAY YOUNG
Arquidiocese de São Paulo
Rezar o terço sem contemplar os mistérios é válido?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia