Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 23 Outubro |
São João de Siracusa
Aleteia logo
home iconAtualidade
line break icon

Demolição de cruz em Córdoba: bispo pede mais respeito

AGUILAR

diocesisdecordoba.com

Fundação AIS - publicado em 31/01/21 - atualizado em 31/01/21

A retirada da Cruz do espaço público – posteriormente terá sido atirada para uma lixeira pública – veio inflamar o debate sobre a questão da liberdade religiosa na Espanha

Na quarta-feira, dia 20 de Janeiro, funcionários do município de Aguilar de la Frontera, na província espanhola de Córdoba, procederam à demolição e posterior remoção de uma cruz existente num pequeno largo defronte do Convento das Carmelitas Descalças.
A operação, que obrigou à utilização de uma grua, foi acompanhada por diversos populares que protestaram e procuraram opor-se à retirada do símbolo religioso que data do final da década de trinta do século passado.
Os protestos inundaram também as redes sociais e está já a decorrer uma recolha de assinaturas, por parte da organização “advogados cristãos” para que a Justiça faça reverter esta decisão da autarquia local. Até ao momento, já teriam sido recolhidas mais de cem mil assinaturas.
O Bispo de Córdoba, D. Demetrio Fernández, pronunciou-se sobre a retirada deste símbolo cristão da via pública, pedindo para que os “sentimentos religiosos” da comunidade cristã “sejam respeitados”.
A decisão de retirada da cruz do largo defronte do Convento das freiras Carmelitas baseia-se na lei da “Memória Histórica” em que se procura erradicar do espaço público símbolos que contenham elementos de exaltação do regime franquista. Esta situação é contestada pela comunidade cristã local pois uma inscrição alusiva ao governo do General Franco que existiu na Cruz, já tinha sido demolida pelas autoridades locais na década de 1980.
A retirada da Cruz do espaço público – posteriormente terá sido atirada para uma lixeira pública – veio inflamar o debate sobre a questão da liberdade religiosa no país.
D. Demetrio pediu, durante uma missa celebrada na paróquia local, que as autoridades “sejam respeitosas para com os nossos sentimentos religiosos”.
Tags:
Perseguição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
3
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
4
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
5
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
6
Papa Emérito Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI: “Espero me unir logo” aos amigos que já estão na etern...
7
JESUS
O São Paulo
Que os mortos enterrem seus mortos: o que Jesus quis dizer com is...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia