Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 03 Agosto |
home iconAtualidade
line break icon

Cinco grandes discos que completam 50 anos em 2021

RECORD;PLAYER

iStock

Octavio Messias - publicado em 01/02/21

De Chico Buarque a Led Zeppelin, álbuns que fizeram de 1971 um ano ímpar na história da música

Marcando o fim da era hippie e o começo dos anos 70, o ano de 1971 foi histórico na música. Não por apresentar muitas novidades ou pelo surgimento de grandes tendências, mas por concentrar os discos mais maduros de artistas que haviam sido revelados nos prolíficos anos 1960, músicos ou bandas que haviam se sobressaído em meio à alta profusão de lançamentos e não só sobrevivido à  virada da década, como dado um passo além em sua produção. Álbuns clássicos que sobreviveram ao teste do tempo e que chegam em 2021 ainda relevantes e atuais. E como estamos em uma época de escassez de lançamentos, até pela pandemia do coronavírus, nada melhor do que nos voltarmos aos clássicos. 

1- Construção, Chico Buarque

O cancioneiro poético e sambista de Chico Buarque de Hollanda já estava estabelecido com seus cinco primeiros álbuns solo lançados nos anos 1960, que o colocaram entre os maiores nomes da MPB. E como tantos de sua geração, Chico precisou se exilar do Brasil em fuga do regime militar, tendo se assentado na Itália, onde em 1970 gravou um disco de samba no idioma local, com arranjos de Ennio Morricone. Com essa experiência na bagagem, o cantor voltou no ano seguinte com a missão de gravar um disco que expusesse os problemas do Brasil e ao mesmo tempo passasse incólume pela censura. O resultado foi Construção, que combina samba, tropicalismo e bossa nova, com um lirismo cheio de duplos sentidos e mensagens disfarçadas. A faixa-título até hoje é considerada uma das mais importantes da música brasileira. 

2- Sticky Fingers, Rolling Stones 

Desde o seu surgimento, junto com os Beatles, no começo dos anos 1960, os Rolling Stones acompanharam as principais tendências da década, de um rock’n’roll clássico com tempero blues à efervescência da psicodelia em 1967. Mas foi com Sticky Fingers que os Stones viraram a década em que apresentariam seus trabalhos com mais identidade, com discos densos que ultrapassaram classificações de gênero. E o álbum concentrou alguns dos seus principais clássicos, como Wild Horses, Brown Sugar e Dead Flowers

3- What’s Going On, Marvin Gaye

Primeiro colocado na lista dos 500 melhores discos de todos os tempos, publicada pela revista Rolling Stone no ano passado, What’s Going On foi influenciado pelas tensões da Guerra do Vietnã, que estava no auge, e pelos conflitos familiares e interpessoais que o cantor de soul atravessava. Aos 30 anos, Marvin Gaye queria se destacar da febre da gravadora Motown, da qual era um dos principais expoentes, e o resultado é um disco de arranjos densos com orquestração e naipe de metais, além das maiores performances vocais de sua carreira.

4- Pearl, Janis Joplin

Depois de três álbuns, da meteórica ascensão ao estrelato e dos excessos da fama que renderam inclusive uma passagem pelo Brasil, Janis Joplin morreu de overdose em 1970, aos 27 anos. Além da família e dos fãs, ela deixou um disco pronto, Pearl, seu trabalho mais maduro e musicalmente mais elaborado, que foi lançado postumamente três meses depois, em janeiro de 1970. Reúne baladas de cortar o coração – como Cry Baby, A Woman Left Lonely, My Baby e Trust Me –, que exprimem o estado de melancolia profunda e confusão mental em que a artista se encontrava. 

5- IV, Led Zeppelin

A banda liderada por Robert Plant e Jimmy Page já havia desenvolvido um estilo que depois seria classificado como heavy metal, e lotava arenas e estádios com performances apoteóticas. Seu quarto disco, informalmente chamado IV pois a banda não costumava dar títulos aos seus álbuns, expõe um lado mais lírico e delicado do quarteto inglês. Aparecem porradas típicas (e memoráveis) como Black Dog e Rock’n’Roll, mas também canções densas, elaboradas e sensíveis, como The Battle of Evermore, Going to California e Stairway to Heaven, que se tornou a canção-assinatura da banda. 


MUSIC BLACK

Leia também:
Gênio da música brasileira recebe museu virtual


MUSIC STAGE

Leia também:
13 músicas para entender Mark Lanegan

Tags:
ArteMúsica
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
4
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
5
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
6
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
7
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia