Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Julho |
Santa Marta
home iconAtualidade
line break icon

Etiópia: situação alarmante no norte, com relatos de centenas de mortos

ETIOPIA

Martchan|Shutterstock

Fundação AIS - publicado em 09/02/21 - atualizado em 09/02/21

Há quase três semanas que a região está totalmente isolada do resto do mundo, sem internet ou telefone, as notícias que chegam dos que puderam visitar a área são dramáticas

“A situação no norte da Etiópia é alarmante”, diz Regina Lynch, directora de projetos da Fundação AIS a nível internacional. “A comunicação é muito precária e há quase três semanas que a região está totalmente isolada do resto do mundo, sem internet ou telefone”, diz ainda a responsável, acrescentando que “as notícias” que chegam dos que puderam visitar a área “são terríveis”. Lynch refere-se à região de Tigray, situada na zona mais setentrional da Etiópia cuja capital é Mekele.

Conflito

“Centenas de cidadãos estão a ser mortos nos conflitos na região de Tigray. Ninguém sabe ao certo o número de mortos, mas disseram-nos que há padres e líderes da igreja entre eles. Lojas, escolas, igrejas e conventos foram roubados e destruídos. Milhares de pessoas fugiram das suas casas. Muitos atravessaram a fronteira para o Sudão, mas outros procuraram refúgio em áreas remotas, nas montanhas, sem água ou acesso a comida”, confirma Regina Lynch. Na região de Tigray, que faz fronteira com a Eritreia e o Sudão, cerca de 95% da população é Cristã e pertence à Igreja Ortodoxa Copta Etíope.

Nas últimas semanas foram veiculadas notícias do assassinato de mais de sete centenas de pessoas num ataque, que teria ocorrido em Novembro do ano passado, à Igreja Ortodoxa de Santa Maria de Sião (Maryam Tsiyon) em Aksum, local onde, segundo a tradição, poderá estar a Arca da Aliança.

A diretora de projectos da Fundação AIS não conseguiu confirmar estes dados, que, a serem verdadeiros, configuram um “verdadeiro massacre”.

Neste momento é praticamente impossível viajar para a região e as comunicações são muito difíceis. No entanto, Regina Lynch afirma que a Fundação AIS recebeu “a confirmação de uma série de mortes e ataques a pessoas inocentes em muitas partes da região e também na zona de Aksum”. “A população está aterrorizada”, sublinha esta responsável. Aliás, de acordo com informações recebidas pela Ajuda à Igreja que Sofre, poderia, em Dezembro, ter havido outro massacre com mais de uma centena de vítimas na igreja de Maryam Dengelat.

Origem da violência

Esta violência não tem por base conflitos de ordem religiosa mas sim política. As eleições legislativas que deveriam ter ocorrido no final de Agosto do ano passado foram adiadas por causa da pandemia do coronavírus, mas, na região de Tigray, o partido nacionalista Frente Popular para a Libertação de Tigray (PFLT), organizou sem autorização do governo central uma consulta popular, o que motivou uma crise política que levou à intervenção dos militares.

Depois de Abiy Ahmed, o primeiro-ministro etíope, ter enviado em Novembro de 2020 tropas federais em reforço das estruturas do exército na luta contra elementos desta força nacionalista do PFLT, os combates generalizaram-se.

Esta situação foi confirmada pela Fundação AIS por uma fonte local que tem de permanecer anónima por questões de segurança. “O problema é que as tropas da Eritreia estão envolvidas desde o início. O governo negou, mas aqueles que estão a matar no leste e no noroeste de Tigray são as tropas eritreias”.

Segundo esta fonte contactada pela Fundação AIS, “é quase impossível comprovar os números, mas recebemos informações de pessoas mortas pelas tropas eritreias em Irob, em Zalambassa e em Sebeya. Também ouvi falar de dezenas de pessoas, incluindo padres, mortas numa igreja em Gietelo, Gulemakada.”

Para Regina Lynch, esta é “uma situação terrível”, e é necessário auxiliar estas populações apesar da dificuldade de se conseguir chegar a uma região que se encontra tão isolada. “Este é um problema político, mas aqueles que estão a pagar com a vida são os cidadãos e os civis. Esta é uma situação terrível. O sofrimento de tantas pessoas deve ser aliviado, e o conforto deve ser dado aos nossos irmãos e irmãs cristãos que estão isolados do mundo numa situação de angústia, ameaçados pela violência e pelo terror”, acrescenta a diretora de projetos da Fundação AIS.


FORGIVE

Leia também:
Lembrete de Papa: “A nenhum cristão é permitido odiar seja quem for”

Tags:
ÁfricaGuerra
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira reza todos os dias às 3h ...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
CANDLELIGHT PROCESSION AND ROSARY
Elizabeth Zuranski
A oração escondida no fim da Ave-Maria
4
menino Lázaro curado câncer
Aleteia Brasil
Brasil: família testemunha cura de menino com câncer por interces...
5
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
6
Padre Zezinho
Reportagem local
Cura pela televisão é possível? Pe. Zezinho desmascara manipulaçõ...
7
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia