Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 02 Agosto |
home iconEstilo de vida
line break icon

10 dicas para saúde emocional e psicológica ao trabalhar de casa

CONFERENCING CALL,

Girts Ragelis | Shutterstock

Merche Crespo - publicado em 17/02/21

Existem algumas coisas simples que podemos fazer para trabalhar de casa com qualidade de vida

A pandemia, entre tantas outras coisas, causou a entrada abrupta e forçada do teletrabalho em nossas vidas. Desde então, essa forma de trabalhar cresceu rapidamente em todo o mundo.

Essa situação é um avanço para o teletrabalho como tendência. Temos provas de que é possível trabalhar assim e ainda desfrutar de algumas vantagens.

Trabalhar de casa pode aumentar sua qualidade de vida de várias maneiras. Essas pessoas passam mais tempo em casa, podem trabalhar de qualquer lugar, têm um maior nível de concentração e produtividade e têm maior flexibilidade de tempo.

Além disso, quem trabalha de casa economiza dinheiro, uma vez que não precisa se deslocar para seu local de trabalho. Outro benefício é que a poluição é reduzida, pois eles estão usando menos meios de transporte.

Perfil

No entanto, de certa forma, o teletrabalho também pode ser um retrocesso. Muitos de nós não escolheram livremente esse estilo de trabalho, o que pode causar sentimentos de isolamento. Isso leva a um nível de estresse e ansiedade que pode causar depressão e nos dar aversão ao trabalho remoto.

Na verdade, nem todas as pessoas têm um perfil de “teletrabalhador” ideal. Eva Cifre, professora de psicologia da Universitat Jaume I de Castelló, descreve o teletrabalhador ideal como disciplinado, eficiente, planejador, consistente, capaz de se adaptar às circunstâncias e capaz de trabalhar com pouco contato social. Também ajuda a se destacar em automotivação e facilmente tomar decisões e resolver problemas. Isso definitivamente não descreve a todos!

Além disso, esse tipo de trabalho não leva em consideração nossa necessidade de interação social real e viva. Pode nos isolar em uma espécie de bolha, por ficar em casa e passar muito tempo em dispositivos onde tudo acontece por meio de uma tela, não pessoalmente.

Além disso, o teletrabalho pode levar a uma diminuição no vínculo emocional com nossa empresa e colegas, devido ao isolamento prolongado. A falta de interação face a face e apoio de outras pessoas causa fadiga física, intelectual e psicológica. A própria condição humana exige uma certa proximidade física entre as pessoas que trabalham juntas.

Outra desvantagem é o tédio e a monotonia que o isolamento pode trazer. Podemos experimentar uma alteração da percepção do tempo, pois não há separação entre as horas de trabalho e de lazer. Podemos nos descobrir negligenciando nossa aparência pessoal e não nos preocupando em fazer exercícios. Essa combinação pode levar à depressão se não administrarmos bem.

Cada um de nós é diferente, portanto, variam as coisas que devemos fazer para nos ajudar a manter a saúde física, psicológica e emocional. Muita coisa também depende de morarmos sozinhos, com a família ou com colegas de quarto. O importante é estarmos atentos à necessidade de cuidarmos de nós mesmos (e uns dos outros) nessas circunstâncias incomuns, principalmente porque não sabemos quanto tempo durarão.

Felizmente, existem algumas coisas que todos nós podemos fazer para ajudar nessa situação. Aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a manter o equilíbrio ao trabalhar em casa.

Tags:
CoronavírusEstressePandemiaSaúdeTrabalho
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
4
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
5
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
6
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
7
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia