Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Julho |
Santa Marta
home iconAtualidade
line break icon

Liberdade religiosa corroída na pandemia: a denúncia de um secretário vaticano

Dom Paul Richard Gallagher

MFA Russia-CC

Francisco Vêneto - publicado em 01/03/21 - atualizado em 01/03/21

Secretário do Vaticano para Relações com os Estados denuncia erosão da liberdade religiosa sob justificativas contraditórias

Liberdade religiosa corroída na pandemia: este foi o tema de uma crítica feita pelo Vaticano através do seu secretário para as Relações com os Estados, dom Paul Richard Gallagher, que, em 23 de fevereiro, declarou ao Conselho de Direitos Humanos da ONU:

“A resposta global à pandemia da covid-19 revela que a sólida compreensão da liberdade religiosa foi corroída”.

Em mensagem de vídeo, dom Gallagher reafirmou que, para a Santa Sé, é urgente “proteger o direito à liberdade de pensamento, consciência e religião” porque esses direitos estão “no cerne da dignidade da pessoa humana em sua consciência”.

O secretário acrescentou:

“A Santa Sé gostaria de enfatizar que, como já foi reconhecido em numerosos instrumentos de direitos humanos, a liberdade de religião também protege o seu testemunho público e a sua expressão tanto individual quanto coletiva, tanto pública quanto privada, em formas de culto, observância e ensino”.

Liberdade religiosa corroída na pandemia

Ele ressaltou que o direito à liberdade religiosa possui “valor intrínseco”, exigindo que as autoridades honrem o respeito a ele promovendo essa liberdade de religião. Porém, não é o que tem sido visto:

“Em meio à atual pandemia da covid-19, algumas medidas implementadas pelas autoridades públicas para garantir a saúde pública dificultaram o livre exercício dos direitos humanos”.

Dom Gallagher reconheceu a justa necessidade de proteger a saúde pública adotando algumas limitações pontuais e transparentes em alguns direitos fundamentais, como o de ir e vir ou o de reunir-se com outras pessoas, mas alertou:

“Estas limitações devem ser proporcionais à situação, aplicadas de forma não discriminatória e utilizadas somente quando outros meios não estiverem disponíveis”.

Existe um vínculo intrínseco entre direitos e valores

Indo a fundo na relação entre direitos e valores, ele acrescentou:

“Qualquer prática ou sistema que trate os direitos humanos de forma abstrata, separados dos valores pré-existentes e universais, corre o risco de minar a sua razão de ser. Nesse contexto de ‘direitos’ desprovidos de valores, as instituições de direitos humanos ficam suscetíveis às modas, visões ou ideologias prevalecentes. Podem impor obrigações ou sanções que nunca foram previstas pelo Estado, que podem contradizer os valores que eles deveriam promover”.

Ele observou que algumas dessas instituições até se arrogam a prerrogativa de “criar os chamados novos direitos”, que, porém, carecem de fundamento objetivo. E reforçou: quando um direito é desvinculado da sua base fundamental, corre-se um risco real de minar o valor que se pretende defender.

Dom Gallagher citou o mau exemplo da Observação Geral nº 36 do Comitê de Direitos Humanos sobre o direito à vida:

“Longe de proteger a vida e a dignidade humanas, [a Observação Geral nº 36] distorce o significado para incluir o ‘direito’ ao suicídio assistido e ao fim da vida dos nascituros”.

Interpretações deturpadas dos direitos humanos

E respondendo aos que manipulam o direito à vida em nome de interpretações subjetivas enviesadas, o bispo lhes recordou dois documentos que eles próprios dizem defender: a Declaração Universal dos Direitos Humanos, de 1948, e a Carta das Nações Unidas, de 1945.

Ambos os textos, inteiramente laicos, se comprometem a reconhecer e promover a “dignidade intrínseca de todos os membros da família humana” e os seus “direitos iguais e inalienáveis”, que são o “fundamento da liberdade, da justiça e da paz”.

“Estes dois documentos reconhecem uma verdade objetiva: que toda pessoa humana, inata e universalmente, é dotada de dignidade humana (…) No entanto, estes objetivos estão longe de ser reconhecidos, respeitados, protegidos e promovidos em todas as situações”.

A partir de informações da agência católica CNA.




Leia também:
4 bispos reagem com veemência contra desmandos e hipocrisias nesta pandemia

Tags:
CovidIdeologialiberdade religiosa
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira reza todos os dias às 3h ...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
CANDLELIGHT PROCESSION AND ROSARY
Elizabeth Zuranski
A oração escondida no fim da Ave-Maria
4
menino Lázaro curado câncer
Aleteia Brasil
Brasil: família testemunha cura de menino com câncer por interces...
5
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
6
Padre Zezinho
Reportagem local
Cura pela televisão é possível? Pe. Zezinho desmascara manipulaçõ...
7
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia