Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 06 Dezembro |
São Nicolau
Aleteia logo
Cultura e Viagem
separateurCreated with Sketch.

Peregrinação virtual a Pietrelcina, a terra do Padre Pio

Pietrelcina

DinoPh | Shutterstock

Bret Thoman, OFS - publicado em 05/03/21

A vila italiana é um tesouro de memórias do São Padre Pio

Não muito longe da cidade de Benevento, na região da Campânia, sul da Itália, fica Pietrelcina, uma vila rural com origens no final da Idade Média. Para os católicos, é conhecida em todo o mundo como o local de nascimento de um dos santos modernos mais conhecidos: São Padre Pio.

Pietrelcina é desprovida de lojas de souvenirs e hotéis, igrejas grandiosas e obras de arte modernas. De fato, a vila conservou em grande parte suas origens agrícolas.

Padre Pio, ao relembrar sua terra natal, disse uma vez: “Em Pietrelcina, ninguém nunca tinha cinco liras no bolso. Mas além do dinheiro, tínhamos tudo.”

A casa onde o Padre Pio nasceu

Em 25 de maio de 1887, Maria Giuseppa de Nunzio deu à luz um menino em sua casa, na Rua Vico Storto Valle, 27. Eram 5 horas da tarde. Seus pais, Maria e Grazio, confiaram a proteção de seu filho recém-nascido a São Francisco e o batizaram em homenagem ao santo de Assis.

Hoje, a casa onde o Padre Pio nasceu está aberta ao público. Os visitantes costumam se surpreender com sua simplicidade.

De fato, os turistas podem observar a cozinha, com lareira e móveis originais. Além disso, ainda existem os utensílios da época, incluindo alguns recipientes de terracota, potes e uma lamparina a óleo. Atrás da cozinha fica um quarto onde as crianças dormiam, mas que foi transformado em sala de jantar. Há também o quarto dos pais, onde Padre Pio nasceu.

A Igreja de Sant’Anna

No dia seguinte ao nascimento, os pais de Francisco o levaram para a pequena igreja de Sant’Anna, a cerca de 250 metros da casa. Foi ali que o futuro Padre Pio recebeu o Batismo com o nome de  Francisco de Assis.

Sant’Anna é a igreja mais antiga da cidade e está localizada perto do Belvedere, ou mirante de Pietrelcina. Suas origens remontam ao século 13, mas ela foi reconstruída após um terremoto, em 1688.

A pia batismal em que o jovem Francisco foi batizado fica perto da entrada. Ali, ele também recebeu outros sacramentos, incluindo sua primeira comunhão, confirmação e confissão regular.

Dignas de nota são as relíquias de São Pio Mártir, um papa do século II enterrado nas Catacumbas de Santa Priscila, em Roma. Suas relíquias foram doadas a esta igreja por senhores feudais em 1801. Essas relíquias foram reverenciadas pelo jovem Francisco e o influenciaram na escolha de seu nome religioso (Pio).

Igreja de Santa Maria dos Anjos

Mais perto da casa de nascimento do Padre Pio está a Igreja de Santa Maria dos Anjos. Foi ali que Padre Pio celebrou sua primeira missa, em 14 de agosto de 1910, quatro dias após sua ordenação. Por causa de sua doença, o Padre Pio foi dispensado de seu voto de viver em comunidade em um convento capuchinho.

Enquanto o Padre Pio viveu em Pietrelcina, o seu ministério pastoral era nessa igreja. O templo ganhou uma porta de bronze no ano 2000. Há também oito azulejos de bronze que contam a história de Pietrelcina e do Padre Pio.

Igreja da Sagrada Família e Museu Padre Pio

A Igreja da Sagrada Família, que fica na entrada da cidade, foi construída durante a vida de Padre Pio, seguindo seu desejo expresso. A igreja e o convento capuchinho adjacente receberam recursos financeiros da benfeitora americana Mary Pyle. As obras começaram em 1926 e terminaram em 1951.

Ao lado da igreja está um museu simples que abriga relíquias e objetos relacionados à vida de São Padre Pio.

Portal da Madonella

Adjacente ao portão da cidade velha que leva às “Casas” do Padre Pio, bem como ao antigo e característico bairro “Castello”, está o Portal da Madonella.

Aqui, Padre Pio se reunia em oração com os moradores locais. Com o tempo, o grupo se tornou o primeiro grupo de oração do Padre Pio.


group pray

Leia também:
O santo que ajudou a criar os grupos de oração como conhecemos hoje

Tags:
EspiritualidadePadre PioSantosViagem
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia