Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 15 Abril |
São Damião Veuster
home iconEspiritualidade
line break icon

Por que Deus se preocupa com os ‘pequenos’ pecados?

CROSS

Rick Schroeppel | Shutterstock

Robert McTeigue, SJ - publicado em 19/03/21

A Quaresma é um momento para reconhecer nossa necessidade de um salvador e abraçar nosso próprio Purgatório

Eu estava assistindo a um debate entre um ateu e um defensor de Deus. O ateu levantou uma questão interessante: “Por que Deus se importa tanto com o pecado?” Talvez essa pergunta possa ser feita com mais precisão: “Por que Deus se preocupa com os ‘pequenos’ pecados?” São boas perguntas a se fazer, especialmente durante a Quaresma.

A experiência mostra que cada vez mais pessoas são indiferentes ao pecado, especialmente aos pecados do tipo “não se preocupe tanto, pois isso é coisa pequena”. Essas pessoas só podem ter uma Quaresma morna antes de uma Páscoa enfadonha. A moral da história é: “Se você apenas brinca de ser pecador, só pode brincar de ser salvo”.

O pequeno pecado e a cruz

Então, qual é o problema do pecado, mesmo o “pequeno” pecado? Uma resposta verdadeira, mas incompleta: “O pecado pode mantê-lo fora do Céu!” Sim, pode, mas tal visão pode nos levar a temer o pecado, mas não a evitá-lo, muito menos odiá-lo. É preciso aprender a odiar o pecado trabalhando durante toda a vida (com a graça de Deus, é claro) para livrar-se do pecado moldando-se no amor, na santidade e na virtude.

Posso começar olhando para um crucifixo e dizendo: “Sou eu – e fiz isso comigo mesmo. Os grandes dons do corpo e da alma, vindos da natureza e da graça (tudo de Deus), eu cuspi, esbofetei, bati, pisei, negligenciei e abusei até a morte. Cada ferida pecaminosa autoinfligida pode ser encontrada na cruz.”

Preciso olhar para o crucifixo novamente e dizer: “Esse é o Cristo de Deus – e eu fiz isso com ele. Eu matei o amor. Eu rejeitei a inocência. Isso aconteceu porque coloquei meu coração no que não é sagrado. Eu fiz isso. Isso não é culpa de ninguém, apenas minha.”

Em estrita justiça, a história pode terminar aí, comigo recebendo minha justa sentença. Um Deus totalmente santo não pode suportar a presença do pecado; da mesma forma, um pecador impenitente como eu acharia insuportável a presença de um Deus santo, como um homem em uma caverna sem luz repentinamente exposto à luz ofuscante e implacável do sol.

Misericórdia e quaresma

Graças a Deus, há mais do que justiça estrita em ação. Com misericórdia insondável, o Deus todo-poderoso escolhe salvar pecadores como eu a um custo terrível para Ele mesmo. No Calvário, Deus expõe a feiura do pecado; no túmulo, Deus expõe as consequências do pecado; no Domingo de Páscoa, Ele revela a vitória sobre o pecado. Em seguida, Ele nos convida a nos juntar a seu Filho unigênito na grande obra contra o pecado, incluindo a peregrinação purificadora à santidade antes da felicidade do Céu.

Isso nos leva ao tempo da Quaresma. É a hora do nosso próprio purgatório, não é? Lemos em Êxodo 3 sobre o encontro de Moisés com a sarça ardente; o arbusto está em chamas, mas não é consumido. A Quaresma é um convite para entrar no fogo sagrado, para ser purgado, para ser purificado – sem ser destruído. Por que hesitamos em nos aproximar desse fogo sagrado?

Eu respondo a essa pergunta com estas palavras forte do falecido Padre Louis Evely:

A única maneira de curar-se da tristeza e libertar-se do mal é não amando o mal.

Hesitamos em ser purificados do pecado porque amamos nosso pecado mais do que amamos a Deus; confiamos no pecado mais do que temos esperança no Céu. Dito de maneira tão clara, nossa condição é terrível, não é?

Sim, claro. E agora admitamos sobriamente nossa necessidade de purificação; vamos alegremente declarar nossa admiração pela repetida oferta de salvação de Deus; vamos oferecer resolutamente nossos egos quebrantados ao Deus todo-santo, ecoando Maria Imaculada: “Faça-se em mim segundo a tua palavra.”


MOJŻESZ, DZIESIĘĆ PRZYKAZAŃ

Leia também:
Mandamentos, pecado e Quaresma: façamos as perguntas certas!

Tags:
PecadoQuaresma
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
3
Pe. Zezinho
Reportagem local
Não desprezem o templo nem posem de católicos avançados, alerta o...
4
LOVE AND MERCY FILM
Aleteia Brasil
O filme sobre Santa Faustina e a Divina Misericórdia já está disp...
5
DIVINE MERCY
Reportagem local
Como obter indulgência plenária no Domingo da Divina Misericórdia...
6
agnus Dei
Catholic Link
Filme “Agnus Dei”: o dilacerante calvário das freiras...
7
Aleteia Brasil
Havia um santo a bordo do Titanic?
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia