Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quarta-feira 04 Agosto |
São João Maria Vianney
home iconReligião
line break icon

O demônio existe: os testemunhos da Tradição

GABRIELE AMORTH

AFP/EAST NEWS

Ciekawy życiorys o. Amortha. Przy okazji wielu zajmujących rozmów, które z kapłanem przeprowadziła Elisabetta Fezzi, poznajemy ciekawy życiorys ks. Gabriele, od niego samego dowiadujemy się, jakim jest człowiekiem, czym się kieruje w życiu, jak to się stało, że został księdzem, a później egzorcystą. To bardzo szczery, więcej – intymny wywiad, ocierający się o biografię, a tym samym bardzo wciągający. Tym bardziej cenny, że przeprowadzony niemal u schyłku życia włoskiego paulisty, kiedy to człowiek niemal automatycznie rozlicza się już z życiem.

Vanderlei de Lima - publicado em 21/03/21

Eis o que a Igreja sempre ensinou (aqui vai apenas uma pequena amostra) sobre a existência e ação do demônio

Ante a negação gratuita da existência do demônio reafirmamos – com a Igreja – que ele realmente existe. É um anjo que Deus criou bom, mas se perverteu pelo pecado (cf. Carta de S. Leão, Papa, ao Bispo de Astorga, ano 447, in Justo Collantes, SJ. La fé de la Iglesia católica: las ideas e los hombres en los documentos doctrinales del Magisterio. 3ª ed. Madri: BAC, 1983, p. 147-148, n. 199). Vejamos o testemunho da Tradição.

Diga-se, logo, que “a Tradição Apostólica é a transmissão da mensagem de Cristo, realizada desde as origens do cristianismo, mediante a pregação, o testemunho, as instituições, o culto, os escritos inspirados. Os Apóstolos transmitiram aos seus sucessores, os Bispos, e, através deles, a todas as gerações até ao fim dos tempos, tudo o que receberam de Cristo e aprenderam do Espírito Santo” (Compêndio do Catecismo da Igreja Católica n 12; cf. Jo 20,30-31). São Vicente de Lérins († 450) diz: “Quem quiser descobrir as fraudes dos hereges nascentes, evitar seus laços e permanecer íntegro na sadia fé, há de resguardá-la, sob o duplo auxílio divino: primeiro, com a autoridade da Lei Divina e segundo com a Tradição da Igreja Católica”. Para tanto, importa “que nos atenhamos ao que, em toda a parte, sempre e por todos foi professado como de fé” (Commonitorium, 2). A Constituição Dogmática Dei Verbum (1965), por sua vez, assevera que “o ensinamento dos santos Padres testemunha a presença vivificadora desta Tradição, cujas riquezas se transfundem na prática e na vida da Igreja crente e orante” (n. 8). Ora, os Padres da Igreja – homens que, nos primeiros 8 séculos da Igreja, muito ajudaram na formulação da reta fé – também escreveram sobre o demônio. Citemo-los.

São Justino Mártir († 165) diz: “Todo demônio é exorcizado, vencido e submetido no nome daquele que é o Filho de Deus e primogênito de toda criatura, nascido por meio de uma Virgem e que se tornou homem sujeito ao sofrimento, crucificado sob Pôncio Pilatos pelo vosso povo, morto e elevado aos céus” (Diálogo com Trifão 85,2). Hipólito de Roma († 236) afirma que, durante o Batismo, “após a renúncia de cada um, unja-o com o óleo do exorcismo, dizendo-lhe: ‘Afaste-se de ti o espírito impuro’ (Tradição Apostólica, 46). Santo Ambrósio de Milão († 397) escreve: “O Senhor que arrancou vosso pecado e perdoou vossas faltas está disposto a vos proteger e a vos guardar contra os ardis do Diabo que vos combate, a fim de que o inimigo, que costuma engendrar a falta, não vos surpreenda. Quem se entrega a Deus não teme o Demônio: ‘Se Deus é por nós, quem será contra nós?’ (Rm 8,31)” (Vida de Antão, 42).

Dando um passo além, chegamos à Idade Média. Aí, São Tomás de Aquino († 1274) escreve: “Deus permite ao Diabo enganar certas pessoas em certos tempos e lugares, por uma razão oculta dos seus juízos. Mas sempre, pela Paixão de Cristo, está preparado aos homens o remédio para se defenderem das perversidades dos demônios, mesmo no tempo do Anticristo. E o fato de alguns descuidarem de servir-se desse remédio em nada faz diminuir a eficácia da Paixão de Cristo” (Suma Teológica III a, q. 49, a 2, ad. 3). São Boaventura († 1274), contemporâneo de São Tomás, registrou o seguinte: “A crueldade do Diabo é tal que ele nos devoraria a qualquer momento se o poder divino não nos protegesse” (Diaeta salutis, VII, cap. 1).

São João Maria Vianney († 1859) escreve que “o demônio tenta principalmente as almas belas. Sempre que prevê que alguém fará o bem, redobra seus esforços. Os maiores santos foram os mais tentados” (George Huber. O diabo hoje. São Paulo: Quadrante, 1999, p. 51). São João Paulo II († 2005), em fevereiro de 2004, recordou – entre tantas vezes – que o próprio Cristo combateu Satanás. “Somos chamados a uma luta decidida contra o diabo. Só assim, com renovada visão da vontade de Deus, podemos ser fiéis à vocação cristã de ser testemunhas do Evangelho” (O papa que enfurece o diabo: São João Paulo II fez exorcismo dentro do Vaticano, Aleteia, 26/10/2016, online).

Eis o que a Igreja sempre ensinou (aqui vai apenas uma pequena amostra) sobre a existência e ação do demônio. Não é lícito nem sábio falar demais dele, assim como é errôneo não falar, pois ele existe e age – sobretudo disfarçado – para perder as almas. 

Peçamos, pois, que Deus nos guarde sempre do Mal. Amém.

Tags:
DemônioMal
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
4
MAN
Reportagem local
Oração da noite para serenar o espírito e pacificar a ansiedade
5
Pe. Edward Looney
Padre revela: por que sempre levo água benta comigo ao viajar
6
sacerdotes
Reportagem local
Suicídio de sacerdotes: desabafo de padre brasileiro comove as re...
7
Princesa Diana no Accord Hospice
Reportagem local
Um padre católico acompanhou a princesa Diana na madrugada de sua...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia