Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 20 Abril |
Santa Inês de Montepulciano
home iconEm foco
line break icon

Testemunho: a pandemia trouxe um grande impulso à fé de muitos

PRAYING

eldar nurkovic | Shutterstock

Tom Hoopes - publicado em 22/03/21

Deus sempre encontra seus meios de tocar nosso coração com Sua misericórdia infinita

Santo Agostinho disse que Deus nunca permitiria que qualquer mal existisse em suas obras se Ele não fosse tão poderoso e bom a ponto de fazer com que o bem emergisse do próprio mal e do sofrimento.

A Pew Research relatou em janeiro que na América quase 3 em cada 10 adultos norte-americanos dizem que a pandemia do novo coronavírus aumentou sua fé e cerca de 4 em 10 dizem que estreitou os laços familiares.

Isso certamente aconteceu comigo. Senti-me dominado pelo amor de Deus e compelido a fazer mais com meu tempo e aprofundar minha fé depois de minha própria infecção por coronavírus e de testemunhar o incrível poder da oração.

Uma mãe de seis filhos teve a mesma experiência de graça que eu. Therese Rodriguez me contou como, em 19 de abril de 2020, festa da Divina Misericórdia, domingo, ela se ajoelhou para adoração na porta de vidro da entrada de sua igreja paroquial.

“Senti uma atração magnética apenas pela beleza de Deus”, disse. Ela encontrou palavras para descrever o que também senti na oração durante a pandemia: “Meu coração foi capturado em uma profunda quietude libertadora”.

“Eu senti que tudo iria bem com o mundo, mesmo sabendo que meu mundo precisava de ajustes e que eu precisava aceitar vários problemas pessoais”, disse ela. “Quase pude ouvir o Senhor falar de coração a coração com profunda clareza” – disse – no que chamou de “cirurgia cardíaca do tipo devocional”.

Mais testemunhos

São inúmeros os relatos de pessoas que redescobriram a força da Palavra de Deus neste tempo difícil.

Alexa Paul, de Washington, D.C., me contou que todos os dias ela e sua irmã liam juntas, por meio de uma chamada de vídeo, um capítulo das cartas de São Paulo.

Já o jovem Benjamin Pio, do Benedictine College, me disse que ele e seus amigos descobriram um mundo inteiro de conteúdo na internet sobre a fé e a espiritualidade católica.

Por outro lado, Carolyn Smith, de Mason, New Hampshire, mãe de nove filhos, tornou-se uma evangelizadora digital na pandemia.

“Muitos padres buscaram formas de transmitir suas missas pela internet, e eu divulgava”, disse ela. “Recebi muitas homilias maravilhosas que eu nunca teria a chance de ouvir de outra forma”.

O cristianismo revigorou depois da primeira pandemia que enfrentou em sua história. Parece que Deus está trabalhando arduamente nesta também.


Papa Francisco

Leia também:
Esta é a indulgência para os falecidos indicada pelo Papa na pandemia


Pope Audience

Leia também:
Papa: pandemia é um momento de provação

Tags:
CoronavírusCovidPandemia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia