Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 23 Outubro |
São João de Siracusa
Aleteia logo
home iconReligião
line break icon

A Moral Católica e o tratamento precoce à Covid-19

FEMME AVEC UN MÉDECIN

© Iryna Rahalskaya - Shutterstock

Vanderlei de Lima - publicado em 24/03/21

A Igreja, ao pronunciar-se [...] não intervém no âmbito próprio da ciência médica como tal, mas chama a todos os interessados à responsabilidade ética e social do seu agir

Muito se debate sobre a importância do tratamento precoce à Covid-19. Importa, pois, ante tais disputas, oferecer a palavra da Moral Católica sobre o assunto.

De início, já surge uma contestação: “A Igreja está se achando no direito de dizer o que a Medicina deve ou não fazer”. Tal afirmação é totalmente falsa. Sim, pois “a Igreja, ao pronunciar-se […] não intervém no âmbito próprio da ciência médica como tal, mas chama a todos os interessados à responsabilidade ética e social do seu agir. Recorda-lhes que o valor ético da ciência biomédica mede-se com a referência ao respeito incondicionado devido a cada ser humano, em todos os momentos da sua existência, e à tutela da especificidade dos atos pessoais que transmitem a vida. A intervenção do Magistério situa-se na sua missão de promover a formação das consciências, ensinando com autenticidade a verdade que é Cristo e, ao mesmo tempo, declarando e confirmando com autoridade os princípios da ordem moral que emanam da própria natureza humana” (Congregação para a Doutrina da Fé. Dignitas personae, 2008, n. 10). Mais ainda: a Congregação para a Doutrina da Fé afirma que, em matéria moral, “o homem não pode emitir juízos de valor segundo o seu alvedrio pessoal: no fundo da própria consciência, o homem descobre efetivamente uma lei que ele não se impôs a si mesmo, mas à qual deve obedecer… O homem tem no coração uma lei inscrita pelo próprio Deus; a sua dignidade está em obedecer-lhe, e por ela é que será julgado” (Persona humana, 1975, n. 3).

Com este breve pano de fundo, registramos, agora, o ponto principal deste artigo: os defensores do tratamento precoce à Covid-19 afirmam que seria ele um dos meios para se evitar o agravamento da doença e, por conseguinte, tantas internações e mortes. Todavia, enfrentam a grande crítica segundo a qual ele não teria comprovação científica. Supondo ser real essa crítica – cabe a cientistas isentos de ideologizações demonstrá-la ou refutá-la –, conviria, à luz da Moral Católica, suspender tal iniciativa? – A resposta é não. Não se deve suspendê-la, mas, sim, levá-la adiante. Se for, com o tempo, comprovada eficaz, terá salvado muitas vidas; se ineficaz, ter-se-á tentado, com os meios lícitos disponíveis, ainda que com efeitos colaterais, fazer o melhor num momento em que nem as vacinas têm 100% de eficácia comprovada. Quem a toma ainda corre o risco de contrair Covid: os sintomas podem ser de leves a moderados, mas a chance de precisar de hospitalização cai muito” (Guia da vacinação: Tire todas as suas dúvidas. Exame online, 24/01/2021, questão 15).

Nesse contexto, a Moral Católica diz que se deve, em momentos de desespero – no comum acordo entre o médico e o paciente (ou quem por ele responde) –, levar avante um tratamento, ainda que este não tenha, por ora, comprovação científica. Sim, entre deixar morrer um ser humano e tentar salvá-lo, opte-se sempre, é óbvio, pela segunda alternativa, mesmo que tais medicamentos tenham efeitos colaterais. Efetivamente, o venerável Papa Pio XII ensina: “Nos casos desesperados, quando o doente estará perdido se não houver intervenção, se existir um medicamento, um meio, uma operação que, sem excluir qualquer perigo, tenha ainda alguma possibilidade de sucesso, um espírito reto e coerente admitirá, sem dúvida, que o médico poderá, com o consentimento explícito ou tácito do paciente, proceder à aplicação desse tratamento” (Elio Sgreccia. Manual de Bioética: fundamentos e ética médica. 3ª ed. São Paulo: Loyola, 2009, vol. I, p. 632). O mesmo vale para o bebê enfermo no ventre materno: “Em uma tentativa extrema e na falta de outras terapias válidas, pode ser lícito o recurso a remédios ou procedimentos ainda não plenamente convalidados” (Congregação para a Doutrina da Fé. Donum vitae, 1987, cap. IV). Afinal, quem, nessas circunstâncias, aceita as terapias sem comprovação científica presta grande serviço à humanidade (Idem. Iura et bona, 1980, cap. IV).

Eis porque médicos e pacientes católicos podem, em consciência, valer-se, de modo tranquilo, do debatido (ou até muito combatido) tratamento precoce à Covid-19.


Vacina covid-19

Leia também:
Viva a Igreja, viva a Ciência e viva a vacina

Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
2
Casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos
Francisco Vêneto
Jovem casal brasileiro com 8 filhos espera gêmeos: “cada um vale ...
3
Reportagem local
A bela lição que este menino deu a todos ao se aproximar do Papa
4
Carlo Acutis
Gelsomino Del Guercio
“Ele fechou os olhos sorrindo”: foi assim que Carlo Acutis morreu
5
São José
Francisco Vêneto
Padre irmão de piloto de avião partido em dois: “São José tem mui...
6
Papa Emérito Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI: “Espero me unir logo” aos amigos que já estão na etern...
7
JESUS
O São Paulo
Que os mortos enterrem seus mortos: o que Jesus quis dizer com is...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia