Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 20 Abril |
Santa Inês de Montepulciano
home iconEspiritualidade
line break icon

Domingo de Páscoa: Jesus está vivo, e tudo muda

RESURRECTION

Renata Sedmakova | Shutterstock

Hozana - publicado em 04/04/21

O encontro com Jesus Ressuscitado é transformador: Ele nos coloca de pé, nos faz avançar e crescer na caridade

A liturgia do Domingo de Páscoa nos propõe um trecho maravilhoso do Evangelho de são João (20,1-9) que nos conta: “No primeiro dia da semana, Maria Madalena foi ao túmulo de Jesus, bem de madrugada, quando ainda estava escuro, e viu que a pedra tinha sido retirada do túmulo. Então ela saiu correndo e foi encontrar Simão Pedro e o outro discípulo, aquele que Jesus amava…”

Provavelmente você conhece essa piada de Páscoa… “por que Jesus apareceu ressuscitado pela primeira vez às mulheres?” E, sorrindo, alguém responde: “para que a notícia se espalhasse mais rápido!”

Sabendo que muitos acusam a Igreja de misoginia, é melhor evitar esse tipo de piada. Sobretudo, temos que evitá-la porque essa que é a Grande Notícia, a grande Boa Nova, razão de nossa fé cristã, é a missão de todos os cristãos: temos que dizer ao mundo que Cristo está vivo, que Ele venceu a morte e as trevas.

Páscoa é ressurreição

São Paulo nos diz que, se Cristo não ressuscitou dos mortos, a nossa fé é vã (cf. 1 Cor 15,14). Devo acrescentar: se Ele não ressuscitou, todos podemos ficar em casa, fechar todas as igrejas, parar de orar e de exercer a caridade. Quanto a mim, pego minha mala e vou para casa certo de que perdi meu tempo.

Mas não! Cristo ressuscitou! E já que Cristo está vivo, tudo muda, pois o encontro com Jesus Ressuscitado é transformador: Ele nos coloca de pé, nos faz avançar e crescer na caridade. Ele nos torna “melhores”: mais humanos, mais espirituais, mais fortes, mais corajosos, vitoriosos…

Esta é a experiência de Maria Madalena, dos apóstolos e de bilhões de pessoas ao longo da história. Este encontro não cessa de transformar os corações em todo o mundo.

Ao ler isso que escrevo, talvez algumas pessoas pensem que essa realidade é grandiosa demais e impossível. Ou, que isso pode ser verdade, mas que é preciso já estar bem “avançado” na fé para fazer este encontro com o Ressuscitado.

Se alguém se sente o pior e indigno de Jesus: bem-vindo! Ele veio para os pobres, para os enfermos e para os pecadores… ou seja, para nós!

É pensando em todas essas questões que proponho para você três itinerários on-line:

1. Viver a gratidão

A Páscoa é o tempo que Deus nos dá para mergulharmos de forma mais profunda na vivência da Gratidão. A gratidão é reconhecer um feito, uma graça, onde mergulharemos mais e mais nesse tempo.

Queremos reconhecer que a Ressureição de Cristo é a fonte da gratidão e o objeto principal da nossa ação de Graças. Reconhecemos que Cristo, por amor a nós, se entregou na cruz, morreu para nos dar vida, esperança.

No retiro de Páscoa online, O Milagre da Gratidão, iremos nos aprofundar sobre a Gratidão nesse tempo no qual vivemos, mas nunca tirando o olhar do sentido maior da nossa fé que Cristo está vivo e Ressuscitado em meio a nós. Clique aqui para se juntar a nós nessa experiência online. 

2. Proclamar que Ele vive!

No Tempo Pascal podemos vivenciar pela fé, uma profunda experiência com o Ressuscitado. Viver a alegria, a esperança e a paz trazidas a nós pela Ressurreição de Jesus, que passa pela Cruz, mas vence a morte por sua morte, nos garantindo a vida eterna.

Movidos pela alegria da ressurreição, trilharemos um caminho de reflexões ao longo dos Domingos do Tempo Pascal, percebendo a face misericordiosa de Deus, que sendo Bom Pastor, nos ama com ternura e nos convida a termos esperança. Te convidamos a viver o retiro de Páscoa, Ele vive, conosco! Clique aqui para se inscrever.

3. Celebrar a alegria que passa pela Cruz

Você conhece o Terço da Alegria da Paixão? Este terço surgiu por uma inspiração suscitada no coração do Diácono Luiz Santana, fundador da Comunidade Católica Passio Domini. Fundamentado na Palavra de Deus, tem por intuito motivar o olhar para Paixão do Senhor para além da comoção e o emocionalismo, dor e sofrimento pelo sofrimento, remetendo-nos a uma nova perspectiva desvelada e revelada pelo Senhor na sua Paixão; a potência da ressurreição, da vida nova, da santidade proporcionada por esse momento singular, único e marcante na História.

A Paixão do Senhor, momento de tamanha dor, sofrimento e perdas, é a causa da grande alegria para os cristãos pois nela somos restaurados, libertos, resgatados e justificados pelo sangue preciosíssimo do Senhor. A sua morte nos deu uma nova vida. Nesta Páscoa venha aprender a celebrar a alegria que passa pela Cruz. Clique aqui para beber dessa graça. 

Oração: Senhor, quebra as cadeias

A grande oração que os convido a fazer no dia da Páscoa é seguinte: – “Senhor, quebra cadeias!”

Quando ressuscitou, Jesus destruiu as portas da morte que mantinham a humanidade cativa nas trevas: nenhuma cadeia pôde resistir à sua luz poderosa!

Ainda hoje, vamos pedir a Ele que venha ao nosso encontro:

– Senhor, quebra as cadeias do ódio: o diabo, o grande perdedor, semeia em nós a xenofobia, a intolerância e o racismo; inspira-nos o perdão e a amar até o fim.

– Senhor, quebra as cadeias da falta de confiança: diante das provações da vida, especialmente da traição, da doença e da velhice, a tristeza se instala e pode nos cegar. Sem esperança, aguardamos apenas o pior: sentimos que nossa vida nada mais é do que ansiedade e desconfiança dos outros e de Deus. Que Cristo ressuscitado nos dê esperança e gosto pela vida e pela Eternidade.

– Senhor, quebra as cadeias do medo: porque num contexto de epidemia, guerras e ataques, no qual é nítido o aumento significativo da violência, o medo nos paralisa e nos impede de sermos testemunhas da Luz de Cristo: paramos de lutar pelo Bem e nos escondemos! Que o Senhor nos dê força e coragem.

Por tantas outras razões: “Senhor Jesus, ressuscitado e vitorioso, quebra as cadeias do mal!”

Feliz Páscoa. Feliz vida nova!

Pe. André Favoretti, do Hozana 


FAMILY,GRACE,DINNER

Leia também:
Jesus nos diz: “É em tua casa que celebrarei a Páscoa”

Tags:
PáscoaRessurreição
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
KRZYŻYK NA CZOLE
Beatriz Camargo
60 nomes de bebês que carregam mensagens poderosas
2
Ordenação sacerdotal
Francisco Vêneto
Ex-testemunha de Jeová será ordenado padre católico aos 25 anos
3
MIGRANT
Jesús V. Picón
O menino perdido no deserto nos convida a refletir
4
BENEDICT XVI
Francisco Vêneto
Em nova e extensa biografia, Bento XVI desmascara o atual “...
5
Philip Kosloski
3 poderosos sacramentais para ter na sua casa
6
Reportagem local
Hoje celebramos Santa Bernadette, a menina que viu Nossa Senhora ...
7
Papa Bento XVI
Francisco Vêneto
Bento XVI faz 94 anos e é o primeiro Papa a atingir essa idade na...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia