Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Março |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Papa Francisco alerta quanto ao problema da migração climática

MIGRANTS

IGNACIO MUNOZ / AFP

Octavio Messias - publicado em 05/04/21

Pontífice publicou declaração na qual ele demonstra preocupação com as condições de vida no meio-ambiente 

Migração climática é quando um povo é obrigado a deixar a sua terra em funções de alterações no meio-ambiente em decorrência do aquecimento global. O que inclui mudanças no volume da chuva, em padrões de inundação, no nível do mar, terremotos e vendavais, para citar algumas. Na última terça (30), Papa Francisco publicou uma declaração na qual demonstra preocupação com esse problema e chama a atenção para a necessidade de se estabelecer como prioridade as condições de vida no meio-ambiente.

“Quando olhamos, o que a gente enxerga? Muitos estão sendo devorados em condições impossíveis de sobreviver. Forçados a abandonar campos e encostas, lares e vilas, pessoas em debandada apressada carregando apenas algumas lembranças e tesouros, vestígios de sua cultura e herança”, escreveu o pontífice. “Eles saem com esperança, com o intuito de reconstruir suas vidas em um lugar com segurança. Mas onde eles geralmente acabam é em cortiços superlotados ou assentamentos rotativos, a mercê do destino.” 

Refugiados ambientais

De acordo com o Centro de Monitoramento de Deslocados Internos, houve 17 milhões de novos deslocamentos relacionados a desastres naturais  em 2018. Um relatório do grupo Banco Mundial prevê que, até 2050, mais de 140 milhões de pessoas podem ter de se mudar de seus países devido a mudanças nas condições climáticas. Estima-se que atualmente já existam mais refugiados ambientais do que refugiados de guerra. Países africanos e asiáticos são os mais afetados, mas também há relatos de migrações para os Estados Unidos devido à seca em países da América Latina como Honduras, Guatemala e El Salvador. 

Como escreveu o Papa, o primeiro passo para lidar com a questão dever ser enxergar aqueles que estão sofrendo e não olhar para o outro lado. “Não importa que pareça distante ou que sentimos como se fosse perto de casa – depende de nós nos darmos ao trabalho de ver o sofrimento que cada história contém de modo a ficar dolorosamente ciente, a ousar mudar o que está acontecendo… em nosso próprio sofrimento, e assim descobrir o que cada um de nós pode fazer a respeito.”

O alerta de Papa Francisco pelo foco em imigrantes forçados a deixar seus lares devido aos efeitos da mudança climática integra o prefácio do documento Pastoral Orientations on Climate Displaced People (“Orientações pastorais para povos deslocados pelo clima”), publicado no site do Vaticano


Cristo Redentor

Leia também:
Papa: respeito, responsabilidade e relação com o meio ambiente

Tags:
Meio ambientePapa Francisco
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia