Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 05 Agosto |
Santos Vardan e companheiros
home iconEspiritualidade
line break icon

O que dizem os Papas sobre a misericórdia

POPES

Domaine Public

Dom Orlando Brandes - publicado em 09/04/21

De Paulo VI até o Papa Francisco, nossos pontífices apresentaram a misericórdia como resposta às fraquezas e pecados humanos, à miséria e à violência dos nossos tempos

O Papa João XXIII costumava dizer que “a misericórdia é o nome mais bonito de Deus”. Orientou os participantes do Concílio Vaticano II que “usassem a medicina da misericórdia no lugar da severidade.”

Já Santa Margarida Maria Alacoque recorreu à misericórdia do Coração de Jesus para superar os exageros do medo de Deus, do rigorismo moral e espiritual, do escrúpulo da consciência. O rei Davi encontrou na misericórdia a resposta para seus crimes, como rezamos no Salmo 50.

 João Paulo II

Em nome da misericórdia, os mártires perdoaram seus juízes e algozes, os santos construíram hospitais, orfanatos, abrigos, asilos, casas de acolhimento de pobres e andarilhos. João Paulo II encontrou na misericórdia a resposta para a violência do socialismo marxista e a miséria imerecida dos povos, provocada pelo capitalismo neoliberal. 

A misericórdia tornou-se uma proposta de projeto social: “Que o mundo confie na força da compaixão”, dizia. A misericórdia para com os moralmente perdidos e socialmente excluídos responde aos desafios morais e sociais do mundo.

Paulo VI

Desde Paulo VI  até o Papa Francisco, nossos pontífices apresentaram a misericórdia como resposta às fraquezas e pecados humanos, à miséria e à violência dos nossos tempos. Deus sofre a dor humana e por ser misericordioso, se comove, deixa-se tocar pela compaixão e se coloca do lado do órfão, da viúva, do pobre e do estrangeiro. 

Assim, a misericórdia se torna a plenitude da justiça. O êxodo do Egito para a Terra Prometida, começou com a misericórdia de Deus que viu e ouviu os clamores de seu povo.

Bento XVI

O Papa Bento XVI ensina que a “lógica mercantil” deve ser superada pela “lógica do dom e da gratuidade”, defende a “economia da gratuidade”, fundamentada na misericórdia e na comunhão. O Deus misericordioso é o “Deus de rosto humano”. 

A misericórdia nos dá um coração novo e coragem para procurar o bem de todos. Assim teremos braços levantados para Deus e estendidos para os irmãos. O amor misericordioso de Deus nos sustenta no compromisso a favor da justiça.
Papa Francisco

Papa Francisco

Para o Papa Francisco a “misericórdia é a maior de todas as virtudes” (EG nº 37). Ela nos ajuda a remediar as misérias alheias. A Igreja do Evangelho da misericórdia escuta o clamor pela justiça. Comover-se diante do sofrimento alheio é a misericórdia. Nosso Papa pede que nossas paróquias e comunidades sejam “ilhas de misericórdia” no meio do mar da indiferença. Nossos confessionários não devem ser lugar de tortura, mas de experiência e encontro com Deus rico em misericórdia.

Sim, a misericórdia nos leva ao confessionário, aos hospitais, às prisões, às periferias, ao lava-pés. Nosso Papa fala da “revolução da ternura”. 

O seu lema é: O consumismo seja, pois, superado pelo “sistema da dádiva”, a violência dê lugar à compaixão. Graças à misericórdia o império do mal perde sua força, os inimigos se abraçam, os pobres são saciados, os pecadores são absolvidos.

Crença na misericórdia

Quem acredita na misericórdia crê na recuperação do ser humano e na esperança da salvação. A misericórdia não permite que percamos a capacidade de chorar diante de tanta indiferença, tanta corrupção, tanta intolerância. Isso tudo é veneno mortal. 

A lei da misericórdia é “não prejudicar”, e o outro é visto como um amigo, um irmão, um filho de Deus. A misericórdia cria condições para a empatia e a comunicação interpessoal porque é expressão do amor materno, visceral, uterino. O amor incondicional, gratuito, generoso é sinônimo de misericórdia. A cultura da misericórdia possibilita a globalização da solidariedade.

Dom Orlando Brandes, Arcebispo de Aparecida, via A12

Tags:
IgrejaMisericórdiapapas
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Reportagem local
Gritos levam polícia à casa de dois idosos, que choravam copiosam...
2
Sintomas da depressão
Reportagem local
8 sintomas físicos da depressão: fique atento a si mesmo e ao seu...
3
Philip Kosloski
Mesmo com ouro e glória, Michael Phelps foi ao fundo do poço – ma...
4
MAN
Reportagem local
Oração da noite para serenar o espírito e pacificar a ansiedade
5
Pe. Edward Looney
Padre revela: por que sempre levo água benta comigo ao viajar
6
sacerdotes
Reportagem local
Suicídio de sacerdotes: desabafo de padre brasileiro comove as re...
7
Princesa Diana no Accord Hospice
Reportagem local
Um padre católico acompanhou a princesa Diana na madrugada de sua...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia