Aleteia logoAleteia logoAleteia
Segunda-feira 22 Abril |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Ele deixou o hospital segurando a imagem de Nossa Senhora de Nazaré

DEVOTO, COVID

Ascom Pró-Saúde

Reportagem local - publicado em 11/04/21

Venceu a Covid: o paciente de 35 anos precisou ser intubado por 11 dias. Ele não tinha histórico de outras doenças e apresentava 90% de comprometimento pulmonar

Os profissionais de saúde do Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, na região do Xingu, presenciaram na noite da última quarta-feira, 7, um dos momentos mais marcantes na luta contra a pandemia da Covid-19.  

Arlindo Lima, de 35 anos, recebeu alta hospitalar após passar por um momento delicado durante a sua luta pela vida no HRPT. O paciente deu entrada na unidade no dia 22 de março, apresentando comprometimento pulmonar de 90% devido a complicações causadas pelo novo coronavírus. 

Ao todo, foram 13 dias internado em estado grave na UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Mesmo considerado jovem e sem histórico de comorbidades, Arlindo precisou ser intubado por 11 dias, recebendo todos os cuidados da equipe assistencial. 

Após passar pelos cuidados intensivos, apresentou melhora significativa e foi transferido para a enfermaria, onde permaneceu por quatro dias antes de ser liberado para voltar aos braços da família. Durante a despedida do hospital, o reencontro com a irmã, Lucia Lima, foi emocionante. 

De joelhos e agradecendo a Deus, Lucia fez questão de cumprir uma promessa que fez para a Nossa Senhora de Nazaré, entregando um terço de madeira ao irmão. “Eu prometi que entregaria este terço aqui na frente do Regional, no dia da sua alta”, disse.  

Arlindo e toda sua família são extremamente católicos. Ele saiu do hospital segurando a imagem de Nossa Senhora de Nazaré, padroeira dos paraenses. Além disso, recebeu diretamente das mãos da irmã um terço, em cumprimento de uma promessa à Santinha.

Arlindo voltou para a casa com outros membros da família, após vencer uma importante batalha contra a Covid-19 no Regional Público da Transamazônica.  

“Recebemos o Arlindo com insuficiência respiratória grave, com necessidade de ventilação mecânica. Ele conseguiu responder satisfatoriamente ao tratamento. Ele é mais um exemplo do trabalho dedicado de toda a nossa equipe multiprofissional”, afirmou Gabriela Resende, médica da Pró-Saúde com atuação no HRPT.  

Na despedida do hospital, Arlindo saiu segurando a imagem de Nossa Senhora de Nazaré e agradeceu por todo o tratamento que recebeu. 

Paciente de 31 anos é recuperado da Covid-19 

No final de semana, outro paciente, Nilo Aranha, de 31 anos, também deixou a unidade recuperado, após ficar intubado por dez dias para o tratamento intensivo contra a doença.  

Desde o início deste mês de abril, 16 pacientes já receberam alta e puderam voltar para casa recuperados da Covid-19. Eles se unem aos mais de 340 pacientes que receberam alta desde abril do ano passado, quando o HRPT se tornou referência para os casos graves da doença. 

O Regional Público da Transamazônica é uma unidade que pertence ao Governo do Pará, sendo gerenciada pela Organização Social Pró-Saúde. Com atendimento 100% gratuito pelo SUS (Sistema Único de Saúde), o hospital é referência para nove municípios da região de integração do Xingu. 

O HRPT é reconhecido nacionalmente entre os melhores hospitais públicos do Brasil. A unidade possui a certificação ONA 3, concedido pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), um reconhecimento que atesta a qualidade dos serviços prestados à população no interior do Pará. 

Tags:
Covid
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia