Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 24 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

São José Moscati é o “médico dos pobres”, celebrado pela Igreja em 12 de abril

Giuseppe Moscati

Inviaggio | CC BY-SA 3.0

Reportagem local - publicado em 12/04/21

São João Paulo II o canonizou após milagre de cura da leucemia do jovem José Montefusco, em 1979

São José Moscati é o “médico dos pobres” porque atendia gratuitamente os pacientes que não tinham condições de pagar pelas consultas, em particular crianças e idosos da região de Nápoles, na Itália, onde viveu.

Cientista e professor universitário, ele sempre manteve a fé e o amor a Deus em primeiro lugar. Não deixava de lado o propósito diário de participar bem cedo da Santa Missa e receber a Comunhão. Só depois de nutrir a alma com o Corpo de Cristo é que o jovem médico ia visitar a periferia napolitana para atender alguns doentes e, em seguida, prosseguia com os trabalhos no hospital a partir das 8h30 da manhã.

Um episódio que se conta a seu respeito envolve uma erupção do vulcão Vesúvio. Segundo o relato, o doutor Moscati correu com toda a pressa até os Hospitais Reunidos de Nápoles e conseguiu retirar todos os doentes das dependências hospitalares antes que o teto viesse abaixo, o que só aconteceu depois que o último doente havia sido evacuado. Muito humilde, o médico rejeitou todas as formas de elogio pelo seu heroísmo.

O doutor José Moscati faleceu pouco antes de completar 47 anos de idade, no dia 12 de abril de 1927. Sua vida breve, mas repleta de entrega e serviço aos necessitados, garantiu que o povo de Nápoles o aclamasse rapidamente como “o médico santo”.

São José Moscati é o “médico dos pobres”

Além dos cidadãos pobres da região, que sentiram profundamente a sua perda, também as autoridades civis e eclesiásticas reconheceram o grande testemunho e legado cristão e profissional do doutor José Moscati.

O cardeal Ascalesi, que fez questão de participar do funeral, afirmou perante as pessoas presentes que até mesmo os pacientes que o médico não tinha podido curar fisicamente iriam agora ao seu encontro enquanto ele subia ao céu, pois ele havia curado a sua alma.

O “médico dos pobres”, beatificado em 1975 pelo Papa São Paulo VI, foi canonizado por São João Paulo II em 25 de outubro de 1987. O milagre que o levou à canonização foi a intercessão pela cura da leucemia do jovem José Montefusco, em 1979.

Tags:
CâncerDoençaMilagreSantosSaúde
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia