Aleteia logoAleteia logoAleteia
Domingo 14 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Freira católica falecida por covid é premiada até por governo muçulmano

Irmã Ruth Lewis, freira católica "mãe dos esquecidos" no Paquistão

YouTube | Captura de Tela

Francisco Vêneto - publicado em 20/04/21

Irmã Ruth Lewis, chamada de "mãe dos esquecidos", dedicou a vida aos pobres e deficientes mentais

Freira católica falecida por covid-19 em 2020 no Paquistão, a irmã Ruth Lewis, conhecida como a “mãe dos esquecidos”, recebeu do governo paquistanês o prêmio póstumo Sitara-e-Imtiaz (“Estrela da Excelência”), uma das maiores honrarias civis do país. O prêmio é concedido a quem presta serviços relevantes e meritórios à nação.

A irmã Ruth foi missionária durante 52 anos no Paquistão, dedicando-se aos mais pobres independentemente de religião ou classe social. No começo de julho de 2020, ela trabalhava no centro de acolhimento Dar-ul-Sukun, voltado a cuidar de pessoas com deficiência mental, quando 21 crianças da instituição testaram positivo para a covid-19. Era preciso, no entanto, continuar a lhes prestar os serviços fundamentais – e a irmã Ruth o fez, adotando as medidas de prevenção disponíveis. Contagiada e colocada em tratamento no dia 8 de julho, a missionária acabou partindo para a Casa do Pai em 20 de julho de 2020.

Arcebispo emérito de Karachi, a metrópole paquistanesa, o cardeal Joseph Coutts declarou à agência Fides:

“Somos gratos à irmã Ruth Lewis e às irmãs da congregação religiosa dos Missionários Franciscanos de Cristo Rei (FMCK) pelo seu grande trabalho com as crianças abandonadas. Em 1959, as irmãs responderam à crescente necessidade verificada na cidade portuária de Karachi, no sul do Paquistão, aceitando assumir e servir às crianças com deficiências físicas e mentais.

Após a morte da fundadora da casa de acolhimento, que foi a irmã Gertrude Lemmens, a irmã Ruth Lewis assumiu a responsabilidade de administrar a casa que dependia de doações de benfeitores e apoiadores. Graças ao seu trabalho paciente e constante, Dar-ul-Sukun, aquela Casa da Paz e do Amor, cresceu e se tornou uma das maiores instituições dessa área de atuação nesta cidade de mais de 21 milhões de habitantes.

A irmã Ruth era uma pessoa muito tranquila e humilde, tinha uma enorme energia para servir a essas pessoas mental e fisicamente deficientes. Ela era bem conhecida na sociedade civil e entre as ONGs da sociedade civil em Karachi. Na cidade, ela era conhecida como a ‘mãe dos esquecidos’. E ela demonstrou isso até o último suspiro”.

Freira católica falecida por covid é premiada por governo muçulmano

O prêmio “Estrela da Excelência” foi anunciado pelo governo do país no Dia do Paquistão, 23 de março de 2021, e quem o recebeu em nome da irmã Ruth foi Cookie, uma das crianças abandonadas que a religiosa católica acolheu e que hoje faz parte da equipe do Dar-ul-Sukun. Cookie declarou sobre a irmã Ruth:

“A irmã Ruth era a mãe de todas as crianças do Dar-ul-Sukun. Ela cuidou de todos nós como uma mãe cuida de seus filhos”.

Esta não foi a primeira vez que o Paquistão reconheceu os meritórios serviços da irmã Ruth Lewis. Em 2014 ela já havia recebido o prêmio “Orgulho de Karachi”, pelo seu trabalho junto às “crianças especiais”, e, em 2018, o prêmio “Hakim Mohammad Saeed”, do governo da província de Sindh, pelos seus “serviços em prol da humanidade”. Na ocasião, a casa Dar-ul-Sukun comemorava os seus 50 anos de fundação e o governo provincial financiou a construção de um prédio de três andares para permitir que a casa continuasse recebendo crianças necessitadas, em número crescente.

É particularmente relevante observar os reconhecimentos prestados à irmã Ruth Lewis por instituições governamentais do Paquistão ao se considerar que o país é oficialmente muçulmano e tem ficado tristemente famoso pelas suas famigeradas “leis anti-blasfêmia”, instrumentalizadas com frequência para perseguir cristãos. Saiba mais a respeito acessando os artigos recomendados abaixo:

Tags:
CaridadeCovidfreirasIgrejaMuçulmanos
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia