Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 23 Julho |
Bem-aventurada Joana de Orvieto
home iconEstilo de vida
line break icon

Como voltaremos a nos abraçar?

father and son

Di sebra|Shutterstock

Octavio Messias - publicado em 22/04/21

Especialistas preveem que "medo de voltar a se relacionar" pode ser um efeito pós-pandemia

Conforme nos aproximamos do nosso 15º mês de distanciamento social, é esperado que já tenhamos aprendido a conviver com o medo, que é natural sentirmos, por menos conscientes dele que estejamos. Afinal, há mais de um ano convivemos com um inimigo invisível letal que pode nos atingir quando menos esperarmos. É comum criarmos reflexos, como sentir-se tenso em um lugar público como o supermercado ou até mesmo ao ver pessoas aglomeradas sem máscara em um filme. Como será quando voltarmos a nos encontrar? Daremos as mãos, trocaremos beijos no rosto, o quão à vontade nos sentiremos para nos abraçar? 

Como voltaremos a nos relacionar é assunto que intriga muitos especialistas. E algumas fobias são esperadas. 

Tendências de comportamento

Analistas de comportamento costumam criar siglas para designar comportamentos. Uma que estava em voga antes da pandemia era o F.O.M.O (Fear of Missing Out; ou, em português, medo de estar perdendo), que alude quanto à ansiedade para estar em lugares ou para ver tudo que se passa nas redes sociais dos aplicativos. Com o avançar da quarentena, tornou-se mais comum o J.O.M.O (Joy of Missing Out, ou prazer de estar por fora).  

Novas siglas

Já no segundo ano de distanciamento, novas siglas que representam novos padrões de comportamento começam a aparecer. Uma delas é o F.O.N.O (Fear of a New Outlook, medo de uma nova perspectiva), que diz respeito tanto à negação da nova realidade, onde tantos cuidados e restrições são necessários, quanto ao excesso de positividade, aquele que visa tapar um buraco, como tantos deixados nas vidas de muitos de nós em função da pandemia, a chamada positividade tóxica.

E, por conta de pesquisas que antecipando um provável estranhamento que venha a se formar entre novos casais, o aplicativo de relacionamentos Hinge deu nome ao F.D.A (Fear of Dating Again, medo de voltar a se relacionar), que seria resultado da ansiedade provocada pelo isolamento e da falta de prática em estabelecer novos contatos. 

Impacto nos relacionamentos 

O estresse e o aumento de convivência provocados pela pandemia levaram o número de pedidos de divóricio no Brasil a subir 54% em 2020, comparado ao ano anterior. Por outro lado, uma pesquisa do portal imobiliário Homes.com junto aos seus clientes indica que 63% dos casais que permaneceram juntos estreitaram seus laços durante a pandemia, muitas vezes com a ajuda de novas rotinas, adaptações na casa, adotando animais de estimação e até decidindo ter filhos. Ao que tudo indica, os relacionamentos no pós-quarentena devem envolver círculos menores de convivência, mas a qualidade das relações deve ser muito maior.  

Tags:
CoronavírusPandemia
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Reportagem local
A arrepiante oração escrita pela mulher que está no corredor da m...
4
PRIEST-EUCHARIST-ELEVATION-HOST
Philip Kosloski
O que devemos rezar quando o padre eleva a hóstia e o cálice?
5
Mãe de Nina Rios, Fernanda Rocha Kanner exclui redes sociais da filha
Reportagem local
Brasil: médica exclui redes sociais da filha e recebe ataques e e...
6
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
7
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia