Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 19 Outubro |
Santos Mártires Canadenses
Aleteia logo
home iconReligião
line break icon

São Vicente Pallotti: 226 anos de seu nascimento

VINCENT-PALLOTT

Public Domain

Padre Judinei Vanzeto - publicado em 26/04/21

Atualmente, os Palotinos estão espalhados em todos os continentes e em mais de 60 países. No Brasil, desde julho de 1886. Todos no ensejo de “reavivar a fé e reacender a caridade”

Vicente Pallotti nasceu no dia 21 de abril de 1795, em Roma, na Itália. Tinha orgulho dessa sua origem e tirou dela motivos eficazes para sua vida e apostolado. Seus pais eram Pedro Paulo Pallotti e Maria Madalena Rossi. Pequenos comerciantes da cidade de Roma, mas a sua verdadeira riqueza era a fé cristã vivida de maneira sincera. 

Desde a infância, Vicente sentiu-se chamado para a dedicação a Deus. Quis, primeiro, entrar na Ordem dos Capuchinhos, mas sua constituição física frágil o impediu. Resolveu, pois, entrar para o clero diocesano, obedecendo a um conselho de seu diretor espiritual Pe. Bernardino Fazzini. Na tenra idade tinha grande dificuldade em progredir nos estudos e sua mãe fez com ele uma novena ao Espírito Santo. Desde, então, começou a ter progresso nos estudos. Recebeu uma formação aprimorada nas ciências humanas, na filosofia e na teologia. Coroou sua formação acadêmica com o doutorado em filosofia (obtido em 1816) e em teologia (em 1818). Durante um decênio dedicou-se à vida acadêmica, como professor na Universidade Sapienza de Roma. 

Vicente Pallotti foi ordenado sacerdote no dia 16 de maio de 1818, na Basílica São João do Latrão, em Roma.  

Na verdade, o trabalho no Magistério não o satisfazia nas suas aspirações mais íntimas. Abandonou por isso, a cadeira de professor em 1829, para dedicar-se exclusivamente ao trabalho pastoral. 

Entregou-se totalmente, na humilde situação de simples padre romano, ao trabalho pastoral, recusando toda e qualquer promoção exatamente para manter-se sempre disponível a todos os fiéis. Às honrarias, preferiu a presença no meio do povo, principalmente dos mais necessitados. 

Tornou-se conhecido pelo seu empenho apostólico, pela prática da oração contínua. Sua vida de oração foi marcada por uma admirável intimidade mística com Jesus Cristo e com Maria Santíssima. A sua dedicação pastoral não tinha limites. Era confessor incansável, procurado por ricos e pobres; pregador inspirado na mesa da palavra, nas missões populares e nos exercícios espirituais. 

Dedicava especial atenção e afeto aos jovens, os órfãos e viúvas, os doentes, os soldados, os encarcerados e os condenados à morte. Na Roma de seu tempo, as pessoas tinham a impressão de que Vicente fosse onipresente. De fato, não havia iniciativa pastoral, instituição educativa e caritativa, mosteiro ou casa religiosa que não contasse com o apoio, a direção e o conselho de Vicente. 

A partir da sua forte sensibilidade pela presença de Cristo Eucarístico, após a celebração, em 9 de janeiro de 1835, recebe a inspiração da Fundação: Pia Sociedade do Apostolado Católico. Esta inspiração divina deu-lhe uma certeza em seu coração que o impulsionava ao cumprimento de forma radical e confiante; esta foi a força motriz na Fundação da União do Apostolado Católico (UAC).

O pano de fundo de seu carisma consiste em “reavivar a fé e reacender a caridade em todas as pessoas”, tendo presente o protagonismo dos leigos e leigas, na força do batismo recebido, na comunidade e na sociedade.

Pallotti queria que todos fizessem parte da UAC – bispos, padres, irmãos, irmãs, leigos e leigas. E nesse sentido fez um Apolo ao Povo de Roma que vale para todos os tempos: “Todos, grandes e pequenos, formados, estudantes, operários, ricos e pobres, padres, leigos, religiosos e seculares, comerciantes e empresários, funcionários, artistas e artesãos, comunidades e indivíduos, cada qual no seu próprio estado, na própria condição, de acordo com os próprios dons, podem dedicar-se às obras do Apostolado Católico para reavivar a fé, reacender a caridade e propagá-las em todo o mundo”.

Tendo consumido suas forças físicas para consolar e fortalecer os outros, morreu, na mesma cidade em que nascera, em 22 de janeiro de 1850. Sua fama de santidade não permaneceu uma impressão privada, mas foi confirmada pela Igreja com sua beatificação no dia 22 de janeiro de 1950 por Pio XII e com a sua canonização o dia 20 de janeiro de 1963, por João XXIII, em pleno Concílio Ecumênico Vaticano II (1962-1965).

Atualmente, os Palotinos estão espalhados em todos os continentes e em mais de 60 países. No Brasil, desde julho de 1886. Todos no ensejo de “reavivar a fé e reacender a caridade”, conforme o carisma de seu fundador! 

Tags:
História da IgrejaSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
2
AVENIDO BROTHERS
Agnès Pinard Legry
Três irmãos são ordenados padres no mesmo dia
3
MARRIAGE
Matrimonio cristiano
Beijar a aliança todos os dias: uma indulgência especial aos casa...
4
COMMUNION
Philip Kosloski
Oração ao seu anjo da guarda antes de receber a comunhão
5
Aleteia Brasil
O segredo da cidade bósnia onde jamais houve um divórcio
6
Reportagem local
O grande crucifixo submerso que só pode ser visto quando o lago c...
7
VENEZUELA
Ramón Antonio Pérez
Quando a vida surge do abuso atroz a uma jovem deficiente
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia