Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 08 Dezembro |
Imaculada Conceição de Nossa Senhora
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Incenso na Igreja: o que significa e por que é usado?

Cardeal Nichols usando incenso na liturgia

©Mazur/catholicchurch.org.uk

Francisco Vêneto - publicado em 29/04/21

Entre seus vários simbolismos, ele representa a realidade celestial da Missa, que é um encontro entre o Céu e a terra

O incenso na Igreja: o que significa e por que é usado? Em sua rede social, o pe. Gabriel Vila Verde resumiu:

“O incenso usado na liturgia vem de uma tradição vetero-testamentária, pois, já no início da formação do povo hebreu, o Senhor pediu que o incenso fosse queimado diante da Arca da Aliança. O incenso também aparece no Apocalipse, quando o Apóstolo João vê a liturgia celeste onde os anjos seguram turíbulos de ouro nas mãos, e a fumaça sobe até o trono de Deus junto com as orações dos santos.

Por isso a Igreja incensa o altar, o evangeliário, as oferendas, o Santíssimo Sacramento, o sacerdote, o povo, as cruzes e imagens dos santos: para manifestar a glória de Deus na terra através do sinal da fumaça”.

Elementos sensíveis na liturgia

De fato, o culto público da Igreja contém vários elementos sensíveis, isto é, que envolvem os nossos sentidos físicos.

  • Os mais óbvios são a visão e a audição, vinculados aos símbolos litúrgicos e ao canto, por exemplo.
  • Mas o próprio núcleo da nossa fé, que é a Presença Real de Jesus Cristo vivo na Eucaristia, envolve o nosso paladar.
  • O tato é impactado pelas posturas na oração particular e comunitária e por ritos litúrgicos que envolvem elementos tangíveis como a água no batismo ou os santos óleos na confirmação, na ordem e na unção dos enfermos, além da mútua entrega física dos cônjuges na vivência do matrimônio.

E quanto ao olfato?

Pois bem, o incenso é o elemento sensível que mais diretamente o envolve, embora a função principal do incenso não seja a de gerar “sensações olfativas” nos fiéis e sim a de simbolizar a sacralidade do que é incensado. Ainda assim, é fato que o aroma do incenso é profundamente marcante e ajuda a envolver todos os nossos sentidos durante a celebração da liturgia, elevando a nossa mente a Deus.

Sinais e símbolos

A respeito do papel dos sentidos na liturgia, o Catecismo da Igreja Católica ensina em seu número 1146:

“Os sinais e os símbolos ocupam um lugar importante na vida humana. Sendo o homem um ser ao mesmo tempo corporal e espiritual, exprime e percebe as realidades espirituais através de sinais e símbolos materiais. Como ser social, o homem tem necessidade de sinais e de símbolos para comunicar com o seu semelhante através da linguagem, dos gestos e de ações. O mesmo acontece nas suas relações com Deus”.

O incenso na Igreja

RUSSIA,CATHOLIC

Em artigo para a edição de Aleteia em inglês, Philip Kosloski informa que o incenso já era um elemento importante dos cultos religiosos da antiguidade, incluindo o culto judeu ao Deus Único. No Tabernáculo e no Templo, de fato, o próprio Deus ordenou que fosse construído um “altar de incenso”. De acordo com Êxodo 30,8, Ele mandou o sumo sacerdote Aarão queimar “incenso perpétuo perante o Senhor ao longo de suas gerações”.

Uma célebre frase dos Salmos (141,2) também destaca essa tradição: “Suba a minha oração perante a tua face como o incenso, e as minhas mãos sejam levantadas como o sacrifício da tarde”. O Novo Testamento registra claramente a adoção do incenso pelos cristãos: no Apocalipse (8,4), São João descreve que “a fumaça dos perfumes subiu da mão do anjo com as orações dos santos, diante de Deus”.

A Igreja Católica, em resumo, preserva a tradição do incenso como elemento de profundas raízes espirituais que simboliza há milhares de anos a adoração a Deus. Além disso, ele representa a elevação das nossas orações a Deus e, principalmente, a realidade celestial da Santa Missa, que é um encontro entre o Céu e a terra.

Tags:
EspiritualidadeLiturgiaMissasimbolos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia