Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 01 Agosto |
home iconEspiritualidade
line break icon

5 hábitos que dificultam a cura interior

KieferPix | Shutterstock

Reportagem local - publicado em 30/04/21

Os bloqueios nos neutralizam, criam uma capa de falsa proteção, obstruindo toda a nossa vida

Sabemos que não estamos sozinhos nessa caminhada, que temos um grande assessor, que é o Espírito Santo. Temos de criar mais intimidade com Ele, porque é Jesus quem nos disse que nos mandaria o Paráclito, o Espírito da verdade, para que Ele viesse e habitasse em nós, e Ele nos revelaria tudo (Jo 14,26). Isso significa crescer na vida emocional e espiritual. Por isso, temos de, a cada situação da nossa vida, pedir ao Espírito Santo que nos auxilie, que não nos deixe fazer coisas erradas, mas sim a coisa certa sempre.

Os bloqueios nos neutralizam, criam como que uma capa de falsa proteção, obstruindo toda a nossa vida e cortando a comunicação do nosso inconsciente com a verdade que temos de viver. Aqui estão os maiores bloqueios para a Cura Interior: falta de perdão, mentira, falta de arrependimento, ressentimento e uso de práticas ocultas.

Primeiro bloqueio – A falta de perdão

Poderíamos até dizer que a falta de perdão é o único e o maior bloqueio para uma verdadeira cura interior. A cura acontece, quase que imediatamente, quando perdoamos e vivemos reconciliados, porque é um mandamento do Senhor que está no livro de Lucas (Lc 6,36-37): “Ser misericordioso como nosso Pai celeste é”. Perdoai e será perdoado: Jesus nos pede para perdoarmos, para rezarmos, amarmos e abençoarmos os nossos inimigos. Se é o inimigo que não quer reconciliação, já tentamos tudo, temos testemunhas de que ele não quer, já confessamos, falamos com a Igreja, Jesus nos pede que deixemos este inimigo ser tratado como um pagão. Assim, devemos nos alegrar, estarmos felizes, pois já não há mais culpa em nosso coração.

Na realidade, quando as pessoas nos ferem, pensamos em revidar, em nos vingar, desejar a ela o mesmo sofrimento, e até nos sentimos bem fazendo isso. No fundo, queremos que o outro sofra por causa das nossas dores. Muitas vezes, a pessoa que nos machucou nem percebeu que fez isso, ele não tem consciência do mal que nos fez, talvez seja uma ignorância dela ou mesmo uma incapacidade, mesmo que seja por maldade involuntária (a pessoa faz por fazer, sem pensar nas consequências). Por isso, Jesus diz que a única maneira de se libertar é perdoar.

Segundo bloqueio – Mentira

A mentira é um grande bloqueio para nossa cura e libertação. Podemos dizer que é quase impossível libertar uma pessoa enquanto ela está mentindo. Por causa do sofrimento, muitas vezes, ela inventa histórias sobre seu sofrimento numa tentativa de se justificar.

O demônio, sabendo disso, vai ficar instigando a pessoa a mentir, porque ele é o pai da mentira (Jo 8,44). As pessoas interagem com as histórias de outros e mistura com a sua, ficam inventando desculpas para sua situação, onde a culpa é sempre do outro, ela é uma vítima, contam fatos que misturam com uma realidade virtual. A primeira coisa é que o demônio é mentiroso, você não pode ficar dando muita atenção a ele, é muito mais necessário você escutar o Espírito Santo.

Terceiro bloqueio – A falta de arrependimento

Temos de nos arrepender quando falhamos. Jesus disse que é melhor que o homem vá para o Céu com um olho só do que com dois ir para o inferno. Pedir perdão a Deus e perdoar a Deus é mais fácil do que pedir perdão aos outros e perdoar ao próximo. Nós temos de pedir perdão ao próximo. Reconhecermos nossos erros é uma grande cura para nós e para os outros. É Jesus quem nos vai dizer que devemos perdoar a quem nos ofendeu setenta vezes sete. Se eu machuquei muitas pessoas na família ou mesmo no trabalho, na escola, no lazer, e se os que eu machuquei estão próximos de mim, então, estou cercado por uma camada de ódio que vai impedir que a cura chegue até mim.

Essa é uma das razões de muitas doenças no mundo, porque as pessoas ferem umas às outras, e, geralmente, são pessoas de sua convivência; então, ela se sente cercada por todos os lados e em guerra constante, machucando-se todos os dias. Isso é uma ferida que não cicatriza nunca, e todos os dias ela é aberta. O arrependimento fica nessa situação entre o perdão e a reconciliação verdadeira.

Não basta apenas pedir perdão e virar as costas, é preciso tentar reparar o mal feito, cicatrizar as feridas, assumindo a culpa do erro, até mesmo colocando a sua vida como reparação, dizendo: “O que eu posso fazer para reparar isso?”. Isso já é um sinal do arrependimento.

Quarto bloqueio – Ressentimento

É um sentimento persistente de desagrado contra alguém, é uma mágoa profunda, uma dor persistente, que gera um conflito profundo na vida da pessoa e faz com que ela perca a intimidade com os outros, perca a alegria de estar perto de alguém. A pessoa busca distanciamento, torna-se agressiva. Ressentimento é algo vivo na lembrança! Mesmo se pedir perdão, a pessoa não quer perdoar e fica guardando por anos a fio a situação. Muitas vezes, até diz que não esquece e acaba sofrendo as consequências por muitos anos. É como se o fato tivesse acontecido naquele tempo, nada se distancia do ressentimento. Ele mantém viva a lembrança.

Quinto bloqueio – Lidar com as práticas ocultas

Em primeiro lugar, esclareçamos: oculto significa forças escondidas, cujos segredos não conhecemos todos, que estão sempre revestidas de algo que não compreendemos bastante, são sempre suspeitas, porque não vêm de Deus. Buscar o ocultismo é como achar que há outra pessoa, mais importante que Deus, porque, para o ocultista, os deuses são pessoas que se tornaram divinas, que se tornaram deuses dentro do paganismo.

Os que estão vivendo essa situação estão sendo enganados; e porque não acreditam que Jesus morreu para sua salvação, invocam deuses pagãos. O Senhor, no entanto, abomina os que se entregam a essas práticas (cf. Dt 18,9ss).

Texto extraído do livro “Libertos das forças ocultas“, de padre Vagner Baia (Canção Nova)

Tags:
CuramentiraPecado
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
SIMONE BILES
Cerith Gardiner
Simone Biles deixa as Olimpíadas com uma lição importante para to...
2
Batizado de Davi Henrique, 6 anos
Reportagem local
Davi, de 6 anos, reclama do padre no batizado: “Tá sabendo ...
3
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira rezou todos os dias às 3h...
4
HIDILYN DIAZ
Cerith Gardiner
Olimpíadas: depois de ganhar o ouro, atleta exibe outra medalha e...
5
David Arias
Reportagem local
Ex-satanista mexicano retorna à Igreja e testemunha: “O ter...
6
Claudio de Castro
Como salvar nossas almas nos últimos minutos antes da morte
7
Pessoa idosa rezando o terço
Reportagem local
Brasil: carta de despedida de bisavó de 96 anos comove as redes s...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia