Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 23 Setembro |
São Constâncio
home iconAtualidade
line break icon

Ministério de Catequista: uma “autêntica vocação laical”

catequista

© Marko Vombergar - ALETEIA

I. Media - publicado em 11/05/21 - atualizado em 11/05/21

O novo ministério é um convite dirigido às Igrejas locais para que valorizem a contribuição de homens e mulheres que pretendem consagrar a vida à catequese como forma privilegiada de evangelização

A criação do novo Ministério de Catequista pelo Papa Francisco visa apoiar os leigos que “pretendem dedicar a vida à catequese como forma privilegiada de evangelização”. Foi o que explicou Dom Rino Fisichella, presidente do Conselho para a Nova Evangelização. O bispo Franz-Peter Tebartz-van Elst, ex-bispo de Limburgo, por sua vez, alertou contra a armadilha de qualquer forma de clericalização dos leigos.

É pela “Igreja do terceiro milênio” que o Papa Francisco está instituindo o novo Ministério de Catequista, explicou Dom Fisichella. Este ministério sempre acompanhou o caminho de evangelização da Igreja em todos os tempos e em todas as longitudes. Com a instituição deste ministério, insistiu o prelado, o Papa Francisco promove a formação e o empenho dos leigos na missão.

Ministério de Catequista: “autêntica vocação laical”

Este novo ministério é um “convite” dirigido às Igrejas locais para que valorizem a contribuição de homens e mulheres que “pretendem consagrar a vida à catequese como forma privilegiada de evangelização”. “Receber um ministério leigo como o de um catequista enfatiza ainda mais o compromisso missionário típico de cada batizado, que deve ser realizado de forma plenamente secular”, disse o arcebispo italiano.

Este ministério está reservado às pessoas que reúnam certas condições enumeradas no motu proprio, como a de “servir a Igreja onde o bispo a considere mais qualificada”. O ministério não é dado por uma “gratificação pessoal”, advertiu o presidente do Conselho para a nova evangelização, “mas pelo serviço que se pretende prestar à Igreja local e ao serviço onde o bispo considera necessária a presença do catequista ”.

Nem clericalização dos leigos, nem secularização do clero

“Autêntica vocação laical”, o Ministério de Catequista não deve levar a crer na “clericalização dos leigos”, segundo os dois prelados. Os fiéis são, de fato, chamados a exprimir a sua vocação baptismal «com toda a sua capacidade», «não como substitutos de sacerdotes ou consagrados, mas como autênticos leigos», insiste Dom Fisichella. Para eles, trata-se de experimentar “plenamente” o chamado batismal a testemunhar um serviço eficaz na comunidade e no mundo.

Por sua vez, Dom Franz-Peter Tebartz-van Elst saudou o fato de que o motu proprio, ao fortalecer a função do catequista na Igreja, não o fez “derivar do ministério da hierarquia”, mas o orientou para ele. Com efeito, o Papa Francisco sublinha o risco de que “a definição do perfil do Ministério de Catequista conduza a uma nova forma de clericalização”.

Nesse sentido, o ex-bispo de Limburgo recordou que o Papa Francisco, apoiando-se na noção de “espiritualidade de comunhão” formulada por João Paulo II, nos convida sempre a discernir a especificidade de cada batizado, “na aceitação como enriquecimento para serviço próprio ”.

O prelado alemão insistiu também no fato de que toda “catequese autêntica” “faz parte da comunhão da Igreja e requer uma comunicação constante com Deus e com os fiéis”. Além da importância dada à “formação específica e sólida” do catequista, o motu proprio especifica claramente, segundo Dom Franz-Peter Tebartz-van Elst, que o catequista “não deve assumir tarefas ou responsabilidades principalmente litúrgicas ou pastorais de ‘outros ministérios’, mas que ele mesmo é em seu testemunho “mestre e mistagogo, acompanhante e pedagogo da própria vocação e talento, entendido de maneira evangélica”.

Agência I. Media

Tags:
evangelizacaoIgrejaVocação
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
2
Sangue de São Januário ou San Gennaro
Reportagem local
Milagre do sangue de São Januário volta a ser registrado em Nápol...
3
RECONSTRUCTED CHRIST
Lucandrea Massaro
Assim era Jesus: o misterioso Homem do Sudário, reconstruído em 3...
4
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
5
Jim Caviezel
J-P Mauro
Jim Caviezel presta uma homenagem eletrizante a Maria
6
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
7
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia