Aleteia logoAleteia logoAleteia
Quarta-feira 24 Abril |
Aleteia logo
Espiritualidade
separateurCreated with Sketch.

Por que Matias foi escolhido para substituir Judas como apóstolo

SAINT MATTHIAS

Public Domain

Philip Kosloski - publicado em 14/05/21

Havia um conjunto particular de critérios que qualificava Matias para ser o próximo apóstolo

Nos Atos dos Apóstolos, São Pedro discute quem deveria substituir Judas. Ele então começa repassar um conjunto de critérios e a rezar a Deus por orientação. Acaba escolhendo Matias.

Em uma homilia de São João Crisóstomo que é apresentada no Ofício de Leituras da Igreja, aprendemos que havia requisitos muito específicos para a substituição.

Viveu entre nós

Então – Pedro continua – devemos escolher entre aqueles homens que viveram entre nós. Observe como ele insiste que eles deveriam ser testemunhas oculares. Mesmo que o Espírito viesse para ratificar a escolha, Pedro considera essa qualificação anterior como a mais importante. Ou seja, aqueles que conviveram conosco – continua ele – durante todo o tempo em que o Senhor Jesus veio e passou entre nós. Ele se refere àqueles que conviveram com Jesus, não apenas aqueles que foram seus discípulos. É claro que, desde o início, muitos o seguiram.

Era importante para Pedro que o substituto fosse alguém que estava lá com eles e que, assim, tivesse convivido de perto com Jesus e aprendido diretamente com ele.

Testemunha da ressurreição de Jesus

E convivido até o dia – acrescenta Pedro – em que Jesus foi arrebatado de nós, tendo assim sido testemunha conosco de sua ressurreição. Ele não disse “uma testemunha do restante de suas ações”, mas “testemunha da ressurreição”. Seria mais confiável aquela pessoa que pudesse testemunhar de fato que Jesus foi crucificado e ressuscitou dos mortos. Precisava ser uma testemunha não dos tempos anteriores ou posteriores daquele evento, e não apenas dos sinais e milagres, mas da própria ressurreição. Pois o restante aconteceu por testemunho geral, abertamente; mas a ressurreição ocorreu secretamente e era conhecida apenas por esses homens.

Ser uma testemunha da ressurreição de Jesus era uma qualificação importante, especialmente para uma jovem Igreja que precisava convencer os outros de que Jesus ressuscitou dos mortos.

Eles precisavam de líderes fortes, aqueles que tivessem uma fé firme em Jesus e pudessem atestar pessoalmente sua ressurreição por experiência própria.

No final, eles deixaram a escolha de Matias para a providência de Deus, não contando com seu próprio poder, e ele foi escolhido por Deus para substituir Judas.

Tags:
BíbliaHistória da IgrejaJesus
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia