Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Terça-feira 21 Setembro |
home iconAtualidade
line break icon

Existe só um pároco católico na Faixa de Gaza: “maior prisão a céu aberto do mundo”

Faixa de Gaza

https://pixabay.com/photos/gaza-strip-palestine-3829379/

Francisco Vêneto - publicado em 17/05/21 - atualizado em 17/05/21

Dos 2 milhões de habitantes, somente 1.077 são cristãos e, dentre eles, apenas 133 são católicos

Existe só um pároco católico na Faixa de Gaza: o pe. Gabriel Romanelli, membro do Instituto do Verbo Encarnado e pároco da igreja da Sagrada Família – que, por conseguinte, também é a única paróquia católica da região. Em recentes declarações à agência ACI Prensa, ele contou que, dos 2 milhões de habitantes da Faixa de Gaza, somente 1.077 são cristãos e, dentre eles, apenas 133 são católicos.

“Nossa paróquia é uma comunidade pequena, mas bonita e forte. Os ortodoxos gregos também vêm até ela. Somos 133 católicos, contando os 13 religiosos da comunidade do Verbo Encarnado. Nós nos organizamos para entrar em contato com as famílias, para que a proximidade espiritual e material da paróquia seja sentida tanto pelos católicos quanto pelos ortodoxos, assim como pelas famílias muçulmanas pobres”.

No tocante aos atuais conflitos entre o Estado de Israel e as milícias palestinas do Hamas e da Jihad Islâmica, o pe. Gabriel comentou:

“A situação está muito ruim. Temos bombardeios de noite e de dia. Normalmente eles ocorriam à noite, e a vida durante o dia era mais ou menos normal, mas nestes dias tem havido bombardeios tanto de noite quanto de dia; mísseis da Faixa e outros que são a resposta israelense, com aviação e tanques. Até quando param, o silêncio é estranho. Fazem a gente se sentir no olho do furacão”.

O que está acontecendo?

As violências atuais foram sendo deflagradas gradualmente desde abril, a partir de diversos confrontos entre grupos de palestinos e de judeus nacionalistas. A escalada das tensões envolveu ainda o despejo de famílias palestinas de um bairro de Jerusalém sobre cujos imóveis a justiça reconheceu a propriedade a colonos israelenses.

A situação se agravou ainda mais com o início dos disparos de centenas de foguetes do Hamas contra Israel, que, com um sofisticado sistema antimísseis, consegue interceptar a grande maioria dos ataques. Ainda assim, foguetes têm caído sobre áreas residenciais israelenses, ferindo e matando civis.

Por sua vez, Israel está respondendo com ataques poderosos contra alvos estratégicos do Hamas e das Brigadas Al Quds, vinculadas à Jihad Islâmica. Nesses ataques, porém, centenas de civis palestinos da Faixa de Gaza também têm sido feridos e mortos, em número muito superior ao dos mortos e feridos entre os judeus israelenses.

Nenhum dos lados se mostra disposto a ser o primeiro a parar.

Existe só um pároco católico na Faixa de Gaza

Os palestinos que vivem na Faixa de Gaza são predominantemente árabes muçulmanos. Ainda assim, a presença de entidades cristãs é bastante relevante no território. O pe. Gabriel menciona explicitamente o Patriarcado Latino de Jerusalém e as associações católicas de caridade, por cujo meio chegam ajudas materiais imprescindíveis a uma parte da população local.

O sacerdote relatou à reportagem da ACI Prensa que a situação na região vinha experimentando certo progresso desde novembro de 2019, sem “ares de guerra” e até com o surgimento de novos negócios. No entanto, depois da explosão do conflito atual, “não há bairro ou cidade que não tenha sido atingida” na Faixa de Gaza, descreve o padre. Os enfrentamentos dos últimos dias, de fato, são os mais destrutivos e letais desde 2014.

Apesar de ter havido em 2020 um período de relativa tranquilidade, não obstante o fantasma da pandemia de covid-19, o pe. Gabriel declara que persiste constantemente em Gaza um ambiente de dificuldades e carências. Ele comenta que população enfrenta “todo tipo de embargo há anos”, razão pela qual a Faixa de Gaza é chamada de “maior prisão a céu aberto do mundo”.

O sacerdote reforça, diante do preocupante panorama atual, um convite a todos para rezarem pela paz e, em especial, para “que sejam iluminados os governantes e todos os que podem instaurar uma trégua nesta situação”.

Tags:
PadresPolíticaReligiãoViolência
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
BEATRIZ
Reportagem local
Mistério do sumiço de uma mulher em Aparecida já dura 9 anos
2
Exorcista padre Gabriele Amorth
Gelsomino Del Guercio
Os assombrosos diálogos entre o diabo e um exorcista do Vaticano
3
Berthe and Marcel
Lauriane Vofo Kana
O segredo do casal que tem a união mais longa da França
4
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
5
Papa Francisco
Francisco Vêneto
Papa reafirma: casamento sacramental é só entre homem e mulher
6
HOLY COMMUNION
Reportagem local
A Santa Missa não pode ser trocada por orações pessoais: sem ela,...
7
Pe. Zezinho
Reportagem local
Pe. Zezinho faz alerta sobre orações de cura e libertação
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia