Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sexta-feira 25 Junho |
São Salomão
home iconEstilo de vida
line break icon

5 gestos que fortalecem o amor conjugal

MARRIAGE

Bbernard - Shutterstock

Padre Michel Martin-Prével - publicado em 08/06/21

O amor se fortalece nos pequenos e simbólicos gestos do dia a dia

Quantas vezes já ouvimos as pessoas nos dizerem “Eu creio, mas não sou praticante”? Como se bastasse acreditar e como se a prática estivesse um pouco desatualizada. Da mesma forma, na vida a dois, um pode querer se livrar facilmente de ter que praticar o amor quando tem certeza que ama o outro – e quando isso deve ser suficiente para satisfazê-lo. 

“Você sabe muito bem que eu disse ‘eu te amo’ quando nos casamos, e que isso ainda se aplica!”, costumam dizer. Mas aí é que está: quem sabe que é amado aprecia ainda mais ouvir o outro dizer dizer que ama, mostrar, provar com gestos, palavras, atitudes. O fogo na lareira não precisa ser alimentado regularmente com toras e ser sacudido com frequência para reacender a chama?

Apreciamos com alegria os gestos do outro que nos diz sobre seu amor, e esquecemos que devemos esbanjar o nosso amor em troca. O amor vem com o amor, ele se fortalece com exercícios. 

Portanto, aqui estão cinco gestos para fortalecer o amor conjugal:

1Dizer “eu te amo”

Algumas pessoas devem pensar que dizer “eu te amo” pode fazer a boca cair, de tão raro que é pronunciar essas palavras. E vai ficando pior ao longo dos anos. Os noivos dizem “eu te amo” cinco vezes ao dia, os casados cinco vezes por semana, os mais maduros cinco vezes por mês…Conheço casais mais velhos que há vários anos não dizem “eu te amo” um para o outro.

O fato é que o “sim” inicial do relacionamento é renovado nestes regulares “eu te amo”. Nem sempre medimos o poder dessas três palavras que começam com “eu”, para nos encorajar à ação, depois com “você”, quem é o destinatário do amor e quem nos afasta de nós mesmos e, finalmente, pelo verbo de ação “amar”! Os espanhóis dizem Te quiero e os italianos Te voglio bene colocando o outro em primeiro lugar e esquecendo o “eu”! Existem muitas variações: “Você é meu amor, meu tesouro …”, com efeitos igualmente deliciosos.

2Pedir desculpa

“Desculpa”! Esta pequena palavra mágica é difícil de pronunciar porque requer humildade. No entanto, este esforço traz tanta paz e reconciliação! Mas por que muitos não pedem desculpa? Talvez seja por falta de costume, falta de educação neste bom hábito ou por dificuldade interior. Vivemos o perdão nas pequenas coisas. E depois as vivemos nas grandes ofensas. Perdoar é sinônimo de amar. Pedir perdão é adotá-lo!

3Agradecer

Nosso mundo está redescobrindo a gratidão, uma virtude conhecida dos antigos, especialmente quando é magnetizada pelo Autor da graça. No casal, trata-se de perceber mais as coisas boas do outro do que de suas faltas, de silenciar as censuras para pensar em encorajar com mais frequência, de alegrar-se com o que é bom antes de corrigir o que está errado. Um “obrigado” do fundo do coração refaz um coração entristecido pelo cansaço, um cônjuge fechado por uma discussão, uma mente aflita pelo cansaço. Um agradecimento acende os olhos com um sorriso recém-descoberto.

4Prontificar-se a ajudar

O amor não deve permanecer teórico, mas pode ser provado através do desejo de ajudar o outro, de servi-lo. A mão é uma extensão do coração, é bem sabido. E a mão faz maravilhas para cumprir sua parte nas tarefas domésticas, na educação dos filhos e nos muitos serviços que são bons para o outro cônjuge. 

5Praticar a ternura

O amor conjugal tem três marcas essenciais que o personificam profundamente no coração da vida a dois: perdão, serviço e ternura. Na ausência de um ou dois deles, não é de admirar que o amor esteja diminuindo. A ternura aloja-se no cotidiano, através de gestos, palavras, sorrisos e uma afetuosa benevolência. Abraços castos, carícias delicadas, palavras ternas e olhares fixos alimentam os momentos fugazes e reconfortantes dos cônjuges. A ternura envolve a sexualidade e dá a ela seus aposentos de nobreza.

Tags:
AmorCasamentoRelacionamento
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
BABY GIRL
Mathilde de Robien
12 nomes de meninas cujo significado é ligado a Deus
2
CARLO ACUTIS
Francisco Vêneto
Corpo incorrupto: quais foram os tratamentos aplicados ao rosto d...
3
Lucía Chamat
A curiosa foto de “Jesus” que está comovendo a Colômb...
4
Aleteia Brasil
O dia em que os cães farejadores detectaram Alguém vivo no Sacrár...
5
Leticia e Juliano Cazarré
Reportagem local
Filha de Juliano Cazarré e Leticia é batizada na Igreja Católica
6
ST JOSEPH,THE WORKER CARPENTER, JESUS,CHILDHOOD OF CHRIST
Philip Kosloski
Esta antiga oração a São José é “conhecida por nunca ter falhado”
7
ŚMIERĆ CÓRKI
Reportagem local
A assustadora sociedade em que a última criança nasceu há 25 anos
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia