Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 02 Março |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Sabia que a mãe do Papa Francisco queria que ele fosse médico?

Regina Bergoglio and Pope Francis

HO | Bergoglio Family | AFP

Gelsomino Del Guercio - publicado em 09/06/21

Jorge Mario Bergoglio chegou até a omitir da mãe que estudava teologia

Quando jovem, Jorge Mario Bergoglio prometeu à mãe que se tornaria médico. E, quando sua mãe, Regina, percebeu que ele não estudava medicina, mas teologia, acusou-o de ter mentido para ela. Ele, então, respondeu: “Eu não menti; estou estudando medicina, mas para as almas ”, escreve AdnKronos.

“Vou estudar medicina”

Emanuela Pizziolo conta, no livro “Papa Francesco, la forza dell’umiltà ” (Papa Francisco, a força da humildade), que o futuro pontífice, aos 19 anos, logo após a formatura, disse à mãe que queria continuar os estudos . “Que boa notícia, filho!” sua mãe exclamou.

“E o que você quer estudar?”

“Medicina”, respondeu Jorge. A família ficou entusiasmada com a escolha do jovem; toda a família esperava ouvi-lo dizer que se matricularia na universidade.

Quarto de estudos

Regina, pensava que um jovem que precisava estudar medicina não poderia fazê-lo em uma casa cheia de irmãos e cheia de barulho a qualquer hora do dia.

Então ela decidiu preparar um quarto de estudos só para ele, reformando um closet para esse fim. Jorge começou a passar os dias naquele quartinho.

Orgulho de mãe

“Meu filho vai se tornar um grande médico”, garantiu Regina aos vizinhos e a quem quisesse ouvir suas palavras, orgulhosa do filho mais velho. “Às vezes ele até se esquece de comer, de tanto que fica nos livros.”

Por outro lado, Jorge havia garantido à mãe que cuidaria da limpeza do pequeno espaço.

A descoberta

Uma tarde de 1957, porém, Regina decidiu que o filho estava muito ocupado estudando para encontrar tempo para fazer a limpeza. Então, aproveitando um momento em que ele estava ausente, ela entrou na sala armada com panos e um esfregão.

Mas, diz o livro de Pizziolo, ela entendeu imediatamente que as coisas não se alinhavam. Em vez de livros médicos, ela encontrou uma quantidade impressionante de textos de teologia e filosofia. A mulher saiu da sala com as mãos trêmulas e se dirigiu para a cozinha.

Remédio para almas

Pouco tempo depois, Jorge chegou em casa. Regina o chamou e disse: “Jorge … você me disse que estudava medicina”, lutando para conter as lágrimas. “Sim, mãe”, respondeu ele. “Porque você mentiu para mim?” Regina o repreendeu. “Não, mãe, estou estudando medicina, mas para as almas!”

Sua mãe ficou decepcionada: para uma família de imigrantes como a deles, ter um filho médico significaria ter um status social mais elevado e um pouco de segurança.

Jorge Bergoglio, entretanto, havia lutado contra o chamado de Deus por dois anos. Porém, quanto mais ele tentava escapar do que agora sabia ser o seu destino, mais inevitável se tornava a necessidade de se entregar totalmente ao Senhor.

Sabia que a mãe do Papa Francisco queria que ele fosse médico?
Leia também:
Tags:
Papa Francisco
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia