Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Quinta-feira 29 Julho |
Santa Marta
home iconCultura e Viagem
line break icon

Uma peregrinação virtual à primeira casa do Padre Pio

PADRE PIO FIRST HOME

Photo Courtesy of Gianfranco Vitolo

Bret Thoman, OFS - publicado em 22/06/21

Siga os passos de um dos santos modernos mais admirados no mundo

Não muito longe da cidade de Benevento, na região da Campânia, fica Pietrelcina, uma vila rural de origens no final da Idade Média. É conhecida pelos católicos como o local de nascimento do Padre Pio, um dos santos modernos mais conhecidos da Itália.

Uma peregrinação a Pietrelcina

Pietrelcina é um tesouro de memórias do Padre Pio, pois está associada à infância do santo e ao início de seu sacerdócio.

Desprovida de lojas de souvenirs e hotéis, igrejas grandiosas e obras de arte modernas, Pietrelcina conservou em grande parte suas origens como uma vila agrícola rústica.

Padre Pio, ao relembrar sua aldeia natal, disse certa vez: “Em Pietrelcina, ninguém nunca tinha cinco liras no bolso. Mas além do dinheiro, tínhamos tudo.”

As casas do Padre Pio

Também na parte antiga de Pietrelcina estão as “casas do Padre Pio” onde ele viveu logo após a ordenação enquanto estava em sua cidade natal devido a seus problemas de saúde. Entre as casas estão a Torre (La Torretta); a casa de seu irmão, na via Santa Maria degli Angeli, 44; a Casa Materna (a casa dos avós maternos do Padre Pio) na Via Sant’Anna, 2; e a Casa do Sacerdote (Casa del Sacerdote), na Via Sant’Anna 44.

Piana Romana e os estigmas de Padre Pio

A poucos quilômetros do centro histórico de Pietrelcina, em uma colina no interior, está uma área que ficará para sempre associada ao Padre Pio. Na região de Piana Romana, o Padre Pio recebeu os estigmas pela primeira vez.

Uma convidativa avenida arborizada recebe visitantes e peregrinos neste espaço que tem um pequeno santuário rico em memórias do santo estigmatizado.

Os pais do Padre Pio tinham uma casa de fazenda aqui, onde trabalhavam na terra. Quando menino, ele passou muitos meses ajudando seus pais a cuidar dos campos e dos rebanhos de ovelhas. Aqui, o futuro santo conheceu um frade chamado que o influenciou a se tornar um frade capuchinho.

Depois de sua ordenação, Padre Pio passou muito tempo nesta área. O ar fresco ajudava seus pulmões. Ele passou seus dias estudando, orando e lendo sob os olmos.

A masseria (casa de fazenda) pertencente à família Forgione foi preservada da mesma forma que era na época do Padre Pio. Os visitantes podem observar a vida no início do século 20 com ferramentas e equipamentos agrícolas originais.

Perto estão duas grandes pedras conhecidas como seggiolone (cadeira alta) onde o Padre Pio costumava sentar-se e observar o pôr do sol.

Existe também um poço de pedra. Quando Padre Pio era adolescente, seu pai ficava irritado por não conseguir encontrar água. O jovem disse a seu pai para cavar neste local. Depois de alguns dias cavando, ele descobriu água em abundância.

Capela de São Francisco

O local mais importante de Piana Romana é a capela de São Francisco, construída sobre o tronco de um olmo, sob o qual o Padre Pio costumava se refugiar dos dias quentes de verão. Aqui o santo recebeu os “estigmas invisíveis”.

A primeira vez foi em 7 de setembro de 1910. Depois que o Padre Pio mostrou as mãos ao pároco, os dois rezaram para que desaparecessem. As feridas físicas desapareceram e permaneceram invisíveis, embora as dores continuassem.

Existe um percurso pedestre entre Piana Romana e Pietrelcina, conhecido como Caminho do Rosário. Padre Pio costumava fazer essa rota de 3 quilômetros. Ele foi restaurado e os fiéis podem andar por ele atualmente.

Enfim, Padre Pio nunca perdeu o carinho por Pietrelcina. Quando falava de Pietrelcina, muitas vezes ficava visivelmente comovido. Uma vez, refletindo sobre sua casa, ele disse: “Lembro-me de pedra sobre pedra em Pietrelcina”.

Tags:
Padre PioperegrinacaoSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Ítalo Ferreira
Reportagem local
Ouro no surfe em Tóquio, Ítalo Ferreira reza todos os dias às 3h ...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
CANDLELIGHT PROCESSION AND ROSARY
Elizabeth Zuranski
A oração escondida no fim da Ave-Maria
4
menino Lázaro curado câncer
Aleteia Brasil
Brasil: família testemunha cura de menino com câncer por interces...
5
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
6
Padre Zezinho
Reportagem local
Cura pela televisão é possível? Pe. Zezinho desmascara manipulaçõ...
7
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia