Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Sábado 24 Julho |
home iconAtualidade
line break icon

Relatores da ONU atacam a Santa Sé e são acusados de manipular narrativa

ONU

UN Photo-Rick Bajornas-(CC BY-NC-ND 2.0)

Francisco Vêneto - publicado em 22/06/21 - atualizado em 22/06/21

Relatório que acusa o Vaticano é represália pela postura da Igreja contra o aborto, diz agência

Relatores da ONU atacam a Santa Sé e são acusados de manipular a sua narrativa e de agir em represália ao Vaticano devido à postura da Igreja contra o aborto. Quem informa sobre o caso é a agência católica norte-americana CNA, do grupo EWTN (Eternal World Television Network), fundado pela Madre Angélica.

A reportagem da CNA registra que um relatório de consultores da Organização das Nações Unidas está acusando a Santa Sé de utilizar os seus acordos internacionais para driblar a própria responsabilidade no tocante aos casos de abusos sexuais perpetrados por indivíduos que são membros da Igreja.

Esta acusação é formulada em um relatório assinado por Fabián Salvioli, Mama Fatima Singhateh, Nils Melzer e Gerard Quinn, apresentados como “relatores especiais” da organização. A ONU define os assim chamados “relatores especiais” como “peritos independentes em direitos humanos” que trabalham em parceria com o seu Conselho de Direitos Humanos. Eles não seriam funcionários da ONU, não falariam oficialmente pela entidade e trabalhariam “em regime de voluntariado”.

Entretanto, o próprio fato de publicarem um documento na qualidade de “relatores especiais da ONU” explicita a relação entre a organização e o conteúdo do seu texto.

Pode-se ler no documento assinado pelos quatro relatores:

“Pedimos às autoridades da Santa Sé que se abstenham de práticas de obstrução e cooperem plenamente com as autoridades civis judiciais e policiais dos países envolvidos, assim como se abstenham de assinar ou usar os acordos existentes para evitar a responsabilidade dos membros da Igreja acusados de abuso”.

Relatores da ONU atacam a Santa Sé e são acusados de manipular narrativa

A agência CNA informa que manteve contato com um funcionário da Igreja que pediu anonimato porque não tem autorização formal para tratar do assunto publicamente. De acordo com a agência, a fonte considera que o relatório dos assim descritos “peritos da ONU” indica uma tentativa de represália contra a Igreja por parte dos promotores da agenda pró-aborto e dos temas “SOGI” (Orientação Sexual e Identidade de Gênero, pela sigla em inglês):

“É um sinal do quanto as forças pró-aborto e pró-SOGI estão frustradas porque não conseguem empurrar a sua agenda na ONU devido ao trabalho de vários países-membros e de um observador permanente. Daí a tentativa concertada de minar a credibilidade da Santa Sé”.

O relatório em questão, publicado em 7 de abril, se baseia numa carta enviada ao Vaticano em abril de 2019 por Maud de Boer-Buquicchio, que, na época, também era “relatora especial” da ONU para casos de tráfico e exploração sexual de menores. O novo documento faz menção também a um comunicado da ONU de dezembro de 2019, no qual a entidade elogiava a decisão do Papa Francisco de não mais aplicar caráter de “sigilo pontifício” à investigação de casos de abusos contra menores e pessoas vulneráveis. Entretanto, os relatores da ONU criticam o fato de que o Vaticano não tenha tornado obrigatório denunciar esse tipo de caso às autoridades civis.

O Vaticano, por sua vez, questiona o conceito de “denúncia obrigatória” porque ele exigiria que os sacerdotes católicos violassem o segredo de confissão. De fato, vários países propuseram leis que impõem essa violação, sendo a Austrália o caso de maior repercussão. O próprio Papa Francisco enfatizou em julho de 2019, porém, que o sacramento da confissão deve preservar a “inviolabilidade absoluta” do que o penitente revela.

Os “relatores especiais” da ONU exigiram que o Vaticano fornecesse “respostas detalhadas” em até 60 dias, período após o qual tornariam público o seu relatório.

O documento também acusa a Igreja de negligência na investigação de “todas as alegações de abuso sexual de crianças e seu encobrimento por parte de clérigos da Igreja Católica em vários países do mundo”.

A Santa Sé já expôs a sua posição sobre o assunto em 2014, quando respondeu a outro relatório crítico do Comitê da ONU para os Direitos da Criança. A respeito desse relatório e da resposta vaticana, confira o seguinte artigo de Aleteia publicado na mesma época:

Tags:
AbortoAbusos SexuaisIdeologiaIgreja Católica
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
6
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
7
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia