Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sexta-feira 01 Julho |
Bem-aventurada Madre Assunta Marchetti
Aleteia logo
Estilo de vida
separateurCreated with Sketch.

O poder das palavras bondosas

PRZYJAŹŃ

sebra | Shutterstock

Mathilde de Robien - publicado em 23/06/21

Segundo o padre e poeta inglês Frederick William Faber, elas são "a música do mundo"

Padre e poeta… essa dupla vocação fez de Frederick William Faber (1814-1863), um teólogo calvinista inglês que se converteu ao catolicismo, o autor de magníficas reflexões espirituais. Como poeta, ele era amigo de Wordsworth e, como um convertido do anglicanismo para o catolicismo, ele foi inspirado por St. John Henry Newman.

Em seus escritos espirituais sobre a bondade, ele louvou palavras de elevação e demonstrou seu poder: “Na verdade, mal há um poder na Terra equivalente a elas. É como se elas pudessem fazer quase o que apenas Deus na realidade pode fazer – designadamente, suavizar os corações duros e raivosos dos homens”. 

Pregador no oratório

Um pregador eloquente, Faber fundou uma comunidade religiosa chamada St. Wilfrids na Arquidiocese de Birmingham, que mais tarde se fundiu com a congregação Oratório, liderada por St. John Henry Newman.

Newman decidiu estabelecer um segundo oratório em Londres, conhecido como o Oratório de Londres, do qual Faber permaneceu na chefia até sua morte. Enquanto Frederick William Faber dedicou muito do seu trabalho a escrever sobre as vidas de santos padroeiros, ele também nos deixou o lindo texto a seguir sobre palavras bondosas.

Não existe coração imperdoável

“Palavras bondosas são a música do mundo. Elas têm um poder que parece além da causalidade natural, como se fossem a canção de um anjo que tivesse se perdido e vindo parar na Terra e sido cantada eternamente, encantando os corações dos homens com os machucados mais doces e colocando em nós a natureza de um anjo…

Palavras bondosas corrigem coisas que se tornaram intrinsecamente erradas. Na verdade um coração imperdoável é um monstro raro. A maioria dos homens se cansa das disputas mais justas. Até mesmo aquelas disputas em que a disputa é unilateral, que são sempre as mais difíceis de corrigir, cedem com o tempo às palavras bondosas.”

Antigas feridas

“[…] Todas as disputas provavelmente residem no mal-entendido e só existem pelo silêncio, que, como tal, estereotipa o mal-entendido. Um mal-entendido é mais do que um bebê de um mês geralmente possa ser considerado incapaz de explicar. Explicações renovadas se tornam mal-entendidos renovados. Palavras bondosas proferidas juntas pacientemente por muito tempo e sem um intuito visível são nossa única esperança. 

Elas vão suceder; não irão explicar o que foi mal-entendido, mas farão o que é muito melhor – tornar a explicação desnecessária, e assim evitando o risco que sempre acompanha as explicações de abrir antigas feridas.”

Nos aproximam do sagrado

“Em todas as instâncias previamente mencionadas, o poder das palavras bondosas é remédio. Mas também pode ser produtivo; palavras bondosas produzem felicidade. Quantas vezes não tornamos mais felizes devido a palavras bondosas, de tal modo e em uma extensão que somos um tanto incapazes de explicar? Nenhuma análise nos permite detectar o segredo das palavras bondosas; até o amor próprio se revela inadequado como causa. 

Agora, como eu já disse antes, a felicidade é um grande poder do sagrado. Assim, palavras bondosas, pelo seu poder para produzir felicidade, também têm o poder de produzir sacralidade e de ganhar homens para Deus.”

Tags:
AmizadeRelacionamentoVirtudes
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

PT300x250.gif
Oração do dia
Festividade do dia





Envie suas intenções de oração à nossa rede de mosteiros


Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia