Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 25 Julho |
home iconReligião
line break icon

Acordo Brasil-Santa Sé não fere a laicidade do Estado, afirma cardeal

Brasil e Santa Sé

Antoine Mekary | ALETEIA

Arquidiocese de São Paulo - Reportagem local - publicado em 30/06/21

"Existe amplo desconhecimento do acordo, tanto da parte dos representantes do Estado quanto da Igreja"

O Acordo Brasil-Santa Sé não fere a laicidade do estado, afirmou o cardeal dom Odilo Pedro Scherer ao jornal O São Paulo, da arquidiocese paulistana. O acordo é tema de um curso de extensão realizado pela Faculdade de Direito Canônico São Paulo Apóstolo.

Confira a seguir alguns destaques das declarações do Arcebispo de São Paulo sobre o assunto.

Os conceitos em questão

O que é o acordo e por que foi necessário? – Acordos ou tratados são instrumentos jurídicos do Direito Internacional, mediante os quais dois entes reconhecidos internacionalmente estabelecem entre si questões de recíproco interesse. Neste caso, o acordo em questão foi assinado entre a Santa Sé e o Brasil porque, desde a proclamação da República brasileira em 1889, o país não tinha um instrumento jurídico formal para reconhecer a Igreja Católica perante o Estado, o que mantinha a Igreja ao desamparo da lei.

O acordo é com a Santa Sé ou com o Vaticano? – É com a Santa Sé. O Vaticano é um Estado territorial situado no coração da cidade de Roma. Ele é a sede da Santa Sé, que, por sua vez, não é um Estado, mas sim a entidade que representa o governo da Igreja sob a autoridade do Papa. Quem toma decisões em nome da Igreja não é o Estado do Vaticano, mas sim a Santa Sé: é ela que estabelece acordos e concordatas com outros países.

As tramitações e os conteúdos

Como se elaborou o acordo? – Desde o início da República, a Igreja procurou formalizar a sua relação com o Estado brasileiro, mas as tentativas não avançavam. Somente no início do século XXI foi possível concretizar uma série de encontros bilaterais entre os representantes da Igreja Católica (Nunciatura Apostólica e a Conferência Episcopal) e os do Estado (Itamaraty) para definir os termos do acordo e assiná-lo em 2008. O Congresso Nacional aprovou sua validade de lei.

O que o acordo prevê? – O acordo estabelece compromissos recíprocos mediante 20 artigos que abordam a natureza jurídica da Igreja Católica e das suas instituições no Brasil; a liberdade religiosa; o reconhecimento de títulos acadêmicos obtidos em universidades da Igreja fora do Brasil; o ensino religioso; o casamento religioso com efeito civil; a homologação civil de sentenças canônicas em matéria matrimonial; o sigilo da confissão; os espaços religiosos; os bens culturais da Igreja; as imunidades tributárias; as condição trabalhista dos ministros religiosos e das pessoas consagradas; a entrada de missionários estrangeiros no Brasil; e a possibilidade de ajustes complementares.

Acordo Brasil-Santa Sé não fere a laicidade do Estado

Por que o acordo não fere a laicidade do Estado? – Porque a laicidade do Estado significa precisamente que o Estado brasileiro garante a liberdade religiosa a todos os seus cidadãos, sem lhes impor nenhuma religião e sem assumir nenhuma religião como oficial. Por isso mesmo, o Estado se compromete a não interferir na religião. O acordo apenas formaliza as relações mútuas entre o Estado e a Igreja Católica, representada pela Santa Sé. É graças à laicidade do Estado que ambas as partes reconhecem suas competências específicas, que não devem confundir-se. O acordo se tornou lei aprovada pelo Congresso Nacional e deve ser respeitado por qualquer governo que represente o Estado brasileiro. A clareza dos termos acordados é uma garantia jurídica importante para ambas as partes.

Como o acordo está sendo posto em prática? – Há questões que precisam ser ajustadas entre as partes, razão pela qual é necessário que ambas estudem e divulguem o Acordo para que tanto os representantes do Estado quanto os da Igreja o conheçam mais a fundo e evitem equívocos no caso das questões que envolvem as duas instituições. O cardeal Scherer considera que “ainda existe um amplo desconhecimento do Acordo entre o Brasil e a Santa Sé, tanto da parte dos representantes do Estado quanto dos representantes da Igreja”.

Tags:
Igreja CatólicaJustiçaPolítica
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
6
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
7
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia