Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 20 Fevereiro |
Aleteia logo
Atualidade
separateurCreated with Sketch.

Música sacra: uma versão incrível do clássico “Ave Verum Corpus”

J-P Mauro - publicado em 30/06/21

O grupo Gesualdo Six faz uma performance única na catedral de Ely, na Inglaterra

Não faltam músicas de tirar o fôlego na liturgia católica. Mesmo em uma coleção tão prolífica, algumas peças se destacam como obras-primas. Este é o caso do “Ave Verum Corpus”, de William Byrd, um hino eucarístico do século 16 que incorpora a emoção da missa por meio do uso requintado da polifonia.

Esta obra notável, considerada por muitos como a melhor de Byrd, é tão complexa que livros inteiros foram dedicados à sua análise. O uso da dinâmica cria uma atmosfera apaixonada, e o estilo coloca as letras em primeiro plano. Este é um dos elementos mais importantes da música sacra, pois os textos são de suma importância para a Missa. Embora permitam aos fiéis a oportunidade de meditar sobre o texto, também atuam como uma metáfora musical que reflete o sacrifício que Cristo fez em sua Paixão.

Grandiosidade da música sacra

Este é um dos aspectos mais incríveis da música sacra: é preciso inserir elementos teológicos na estrutura musical. Uma análise do Wicker Park Choral Singers explica melhor esse simbolismo audível:

Um bom exemplo disso começa com a frase “O dulcis”, em que a parte do soprano começa independentemente e é seguida pelas três vozes graves. Cada uma das três frases nesta seção soam juntas para significar seu reconhecimento unificado do sacrifício de Jesus. No entanto, quando o texto chega ao “miserere”, há uma mudança repentina para a polifonia. Essa mudança engrossa a textura musical, como que para mostrar a natureza multifacetada da misericórdia.

The Gesualdo Six

O grupo The Gesualdo Six, um coro inglês de seis membros, captou habilmente a essência da peça de Byrd em 2018. O coro de câmara é notável por sua estrutura vocal excepcional e dicção perfeita, mas o tenor rouba o show.

Com um tom nítido e inabalável, suas notas altas criam uma reverberação rica que praticamente encanta a melodia. Auxiliado pelos tetos altos da Catedral Ely de Cambridgeshire, o hino torna transcendente.

Tags:
LiturgiaMúsica
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia