Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Domingo 25 Julho |
home iconReligião
line break icon

O milagre para a canonização de Foucauld confirma o seu carisma

EAST NEWS

Vanderlei de Lima - publicado em 04/07/21

Charles de Foucauld primou por dois grandes pontos: ser um irmão universal e sempre valorizar a possibilidade de estar em terras de missão

A rápida recuperação, sem sequelas, do jovem Charle, que, de uma altura de 16 metros, caiu sobre um banco de madeira e teve o corpo atravessado por um pedaço desse banco é o milagre de Deus que confirma, com a assinatura divina, a santidade de Charles de Foucauld, como vimos no artigo anterior.

Pois bem, o milagre para a canonização de Foucauld confirma o seu carisma, pois se deu em favor de um não cristão que se julga “sem fé”. Por que destacar isso? – Porque Charles de Foucauld primou por dois grandes pontos: ser um irmão universal e sempre valorizar a possibilidade de estar em terras de missão, especialmente entre os muçulmanos. Sim, é ele mesmo quem, em Bênni Abbês, escreve sobre como se sente enquanto irmão universal: “Eu quero acostumar todos os habitantes, cristãos, muçulmanos, judeus e idólatras, a me perceberem como seu irmão, como um irmão universal. Eles começaram a chamar a casa [de Charles de Foucauld – nota nossa] ‘a fraternidade’ (khauja, em árabe) e isto me deixa muito contente” (Jean-François Six. Charles de Foucauld: o irmãozinho de Jesus. São Paulo: Paulinas, 2008, p. 66). 

O interessante é que o amor de Foucauld não é excludente, pois ama os soldados franceses que dominam a região e também os nativos locais dominados. Se excluísse um dos dois grupos, seu amor universal se tornaria mera hipocrisia ou luta de classes marxista. E isso é o que, anos mais tarde, a Irmãzinha Madalena de Jesus, uma de suas grandes seguidoras e fundadora das Irmãzinhas de Jesus, afirmará em vários de seus escritos: “Gostaria de amar a todos os seres humanos do mundo inteiro. Gostaria de colocar uma centelha de amor em cada recanto do mundo” (Irmãzinha Annie de Jesus. Irmãzinha Madalena de Jesus: a experiência de Belém até os confins do mundo. São Paulo: Cidade Nova, 2012, p. 51). Daí sai uma consequência prática para as irmãzinhas e para cada um de nós: “Há um obstáculo a evitar: o de dar todo o nosso amor aos pequenos, aos pobres, aos oprimidos, e ter pelos grandes e pelos ricos um olhar duro e indiferente. No Marrocos, se o amor de vocês se destina aos marroquinos, sem saber que, ao seu lado, alguns franceses sofrem, seu amor será parcial e incompleto […]. É difícil ter o coração aberto a todos os seres humanos. Vocês não têm mais o direito de excluir sequer uma só pessoa, senão o amor de vocês destrói-se em sua base de universalidade e o mal penetra em seus corações. Ele destruirá tudo” (ibidem, p. 97; cf. p. 141).

A respeito dos muçulmanos, nosso eremita – confirmando, uma vez mais, o seu desejo de fraternidade universal, sem renunciar à fé católica –, afirma: “Vou para o sul da província de Oran, até a fronteira do Marrocos, para uma das guarnições francesas sem sacerdote, viver lá como monge, em silêncio e retraído do mundo exterior, sem título de pároco ou capelão; como monge, em oração, e administrando os sacramentos. O objetivo é duplo: primeiro, impedir que os nossos soldados morram sem os sacramentos, nesses lugares onde a febre mata muitos e onde não há sacerdote perto. Segundo, sobretudo fazer o máximo possível de bem à população muçulmana tão numerosa e tão abandonada, levando até ela Jesus na Eucaristia, assim como Maria foi uma bênção para João Batista, levando Jesus até ele” (Charles de Foucauld: o irmãozinho de Jesus, p. 62-63). A Irmãzinha Madalena de Jesus, cinco anos após a morte de Foucauld, também desejava partir para a terra do Islã (cf. Irmãzinha Madalena de Jesus: a experiência de Belém…, p. 19). Seu desejo se realizou em 1939, quando, com outra irmãzinha, conseguiu chegar ao Saara “com uma roupa parecida com a das mulheres árabes, sobre a qual colocaram o coração e a cruz de padre de Foucauld, querendo mostrar assim que iam simplesmente para amar” (idem, p. 29). Para ela a caridade está acima de todas as regras (cf. ibidem, p. 37).

Eis a verdadeira fraternidade universal (que é católica, de kat’holon, pois abraça todo o universo) confirmada no milagre de Deus, por intercessão de Charles de Foucauld, em favor de Charle, o jovem gravemente acidentado, mas que se recuperou rapidamente e sem sequela alguma.

Tags:
MilagreSantos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Top 10
1
Reportagem local
A arrepiante oração de uma mulher no corredor da morte por ser ca...
2
CROSS;
Reportagem local
O que significa o sinal da cruz feito sobre a testa, os lábios e ...
3
Aleteia Brasil
Sorrisão e joelhos: 2 pais brasileiros e seus bebês que emocionar...
4
Papa Francisco
Reportagem local
Papa: como não culpar Deus diante da morte de um ente querido
5
JENNIFER CHRISTIE
Jeff Christie
Minha mulher engravidou de um estuprador – e eu acolhi o bebê nas...
6
st charbel
Reportagem local
Por acaso não está acontecendo o que São Charbel disse?
7
PADRE PIO
Philip Kosloski
A oração que Padre Pio fazia todos os dias ao Anjo da Guarda
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia