Aleteia logoAleteia logoAleteia
Sábado 13 Abril |
Aleteia logo
Religião
separateurCreated with Sketch.

Fundado o primeiro mosteiro católico no Tajiquistão, país com 120 fiéis

Lago-Karakul-no-Tajiquistao.jpg

БорисМир, CC BY-SA 4.0, via Wikimedia Commons

Lago Karakul, no Tajiquistão (imagem meramente ilustrativa do país)

Francisco Vêneto - publicado em 22/07/21

O país, que pertencia à extinta e ateia União Soviética, conta agora com 7 freiras e 2 padres

Acaba de ser fundado o primeiro mosteiro católico no Tajiquistão, um país de 9 milhões de habitantes e somente 120 fiéis da Igreja Católica Apostólica Romana.

O Instituto do Verbo Encarnado é a família religiosa responsável pelo novo mosteiro de vida contemplativa no território desse país da Ásia Central, cuja população é majoritariamente muçulmana. O mosteiro é dedicado a São João Paulo II.

O Tajiquistão conta com a presença da Igreja Católica desde o final da década de 1970, quando o país fazia parte da hoje extinta União Soviética. O regime comunista, ferozmente ateu, impedia a prática pública da fé e considerava a religião um veneno, mas, por coisas da Providência, esse mesmo regime acabou favorecendo a chegada do catolicismo àquela região: os primeiros padres e leigos católicos foram enviados para lá como deportados.

O pe. Pedro López, que está a serviço pastoral da pequena comunidade católica tajique, assim declarou sobre o novo mosteiro:

“Ele tem um significado muito importante, porque são religiosas rezando pelos frutos dos apostolados em que estamos trabalhando. E é muito oportuno nesses tempos de conflito. É um privilégio muito grande”.

Primeiro mosteiro católico no Tajiquistão

Na fundação do mosteiro, a Celebração Eucarística foi presidida pelo pe. Jerzy Maculewicz, administrador apostólico do vizinho Uzbequistão. Houve também uma tocante procissão com a imagem de Nossa Senhora de Luján, padroeira da Argentina, que foi entronizada no edifício do mosteiro. O pe. López comenta:

“Foi emotivo porque não são coisas que costumamos ver nestes países. Não há proibições explícitas, mas não é costume haver manifestações públicas da fé [cristã]”.

O novo mosteiro conta com quatro religiosas do Instituto do Verbo Encarnado, procedentes do Uzbequistão, do Paraguai e da Argentina. O edifício se localiza junto a uma das únicas duas igrejas católicas existentes no país: trata-se de uma paróquia dedicada a São José.

Além das quatro religiosas contemplativas recém-chegadas, a comunidade católica local inclui outras três freiras de vida ativa e dois sacerdotes.

Tags:
comunismofreirasIgrejaPadresVocação
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia