Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 16 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

5 maneiras pelas quais os avós tornam nossa vida melhor

BABCIA Z WNUKAMI

Tania Kolinko | Shutterstock

Cerith Gardiner - publicado em 27/07/21

Nunca podemos esquecer de honrar e valorizar os avós e os idosos

Acaba de ser celebrado o primeiro Dia Mundial dos Avós. Refletindo sobre isso, não fica difícil entender porque eles são uma verdadeira bênção em nossas famílias. Selecionamos abaixo 5 lindas histórias sobre avós inspiradores:

1. Eles lideram pelo exemplo

Enquanto o mundo tentava se adaptar à pandemia, os idosos desde o início foram os mais afetados. Muitas vezes separados de membros da família, eles não reclamavam. Eles seguiram as regras e mantiveram a si mesmos e seus entes queridos protegidos. Esta história resume o poder de seu amor:

Imagem tocante: janela separa avós do neto recém-nascido durante a quarentena

2. Eles são cheios de sabedoria

O mundo moderno parece se mover em uma velocidade incrível. À medida que os pais de hoje tentam compreender o mundo e educar os filhos, às vezes pérolas de sabedoria das gerações mais velhas são muito necessárias:

9 dicas de “pais à moda antiga” para as famílias modernas

3. Eles ajudam a cuidar dos outros

Esta história encantadora é sobre avós treinadas na “conversa da terapia”. Com uma enorme falta de profissionais médicos e instalações para ajudar aqueles que sofrem de depressão, algumas senhoras foram chamadas a tentar encontrar uma solução:

Como as avós estão ajudando a tratar a depressão no mundo

4. Eles nos dão conselhos importantíssimos

A dona Anna Del Priore, de 107 anos, conseguiu sobreviver ao coronavírus depois de contraí-lo no início do verão europeu. E não foi a primeira vez que ela teve que lidar com uma doença tão mortal:

O conselho da senhora de 107 anos que sobreviveu à gripe espanhola e Covid-19

5. Eles são uma fonte constante de inspiração

Um engenheiro de 104 anos concluiu durante a pandemia sua tese de doutorado na Universidade de Manchester (Reino Unido). Ele aproveitou o lockdown da pandemia para encerrar uma pesquisa à qual ele se dedicou por mais de 30 anos:

Aos 104 anos engenheiro conclui tese de doutorado durante a pandemia

Tags:
FamíliaIdososTestemunho
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia