Aleteia logoAleteia logoAleteia
Terça-feira 23 Abril |
Aleteia logo
Histórias Inspiradoras
separateurCreated with Sketch.

Jovem enfermeiro é ordenado padre em Portugal

Pe. Rúben Figueiredo

Rúben Figueiredo | Facebook

Reportagem local - publicado em 29/07/21

"As pessoas estão afastadas de Deus, mas também delas próprias"

Jovem enfermeiro é ordenado padre em Portugal: Rúben Marques de Figueiredo passou a ser o padre Rúben no último dia 16 de julho, quando recebeu a ordenação na Sé de Santarém. A partir de setembro, será o responsável pelas paróquias de Ulme, Parreira, Chouto e Vale Cavalos, no concelho da Chamusca.

Durante a infância, a figura de Jesus já fascinava Rúben, mas ele ainda não tinha muita ideia sobre a futura descoberta da vocação. Aliás, aos 19 anos, parecia que o seu caminho se voltaria para bem longe dos altares. Ele já frequentava o primeiro ano da Faculdade de Teologia na Universidade Católica Portuguesa quando, em 8 de setembro de 2002, uma tragédia inesperada o fez desistir da vida religiosa e até parar de frequentar a igreja: a sua mãe, infelizmente, faleceu num grave acidente rodoviário.

Ele relatou ao jornal local O Mirante:

“Foi um momento muito difícil da minha vida e da minha família (…) Questionei-me por que tinha acontecido aquele acidente fatal. Estava zangado. Achei que não conseguiria continuar a missão religiosa e, depois de falar com os padres, decidi sair, apesar de me terem deixado a porta aberta”.

Após abandonar o curso de Teologia, Rúben se licenciou em enfermagem e trabalhou dois anos como enfermeiro, mas o chamamento de Jesus não estava silencioso em seu coração. O jovem fez diversos retiros espirituais e, depois de muita oração e discernimento vocacional, retomou a Teologia em 2011.

Jovem enfermeiro é ordenado padre em Portugal

Aquele que tinha se formado enfermeiro para ajudar a cuidar da saúde do corpo agora se ordena padre para cuidar da saúde da alma. Ainda em suas declarações a O Mirante, o pe. Rúben testemunhou:

“O que me encanta na figura de Jesus é a sua compaixão pelas pessoas, estar próximo das pessoas, não discriminar ninguém. É esta também a minha missão. Por isso sempre quis ser como Jesus, no sentido de também poder ajudar e estar próximo das pessoas. Ser padre é um projeto de vida e uma relação com algo que é transcendente e que tem um nome, que é Jesus Cristo”.

E finalizou:

“Sinto que as pessoas estão afastadas de Deus, mas também delas próprias. Nós só nos damos bem com os outros se conhecemos a nós próprios, e o problema é que as pessoas nem querem conhecer a si próprias, porque dá trabalho e nem sempre é fácil; quanto mais conhecerem a Igreja e tudo o que a envolve. Ficam fechadas em si próprias e vão-se afastando dos outros e do afeto entre pessoas”.

Tags:
PadresTestemunhoVocação
Top 10
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia