Aleteia logoAleteia logo
Aleteia
Segunda-feira 27 Setembro |
Santos Sebastião Nam I-gwan e oito companheiros
home iconReligião
line break icon

Padre exorta outros padres a respeitarem a fórmula da absolvição

confissão e absolvição

Philippe Lissac | Godong

Reportagem local - publicado em 03/08/21

"Com frequência recebo mensagens de fiéis preocupados com a validade de suas confissões"

O pe. Wellington José de Castro exortou os outros padres a respeitarem a fórmula da absolvição no sacramento da confissão:

“Padres, por favor, usem a fórmula da absolvição prevista no ritual!”

Reproduzimos a seguir o comentário publicado via rede social pelo sacerdote brasileiro, que é da arquidiocese de Campo Grande, MS, mas atualmente se encontra na Itália:

“Há duas situações que me preocupam e creio que o mesmo aconteça com [outros] meus irmãos padres. Com muita, muita frequência, recebo mensagens de fiéis preocupados com a validade de suas confissões pelo fato de o sacerdote alterar a fórmula da absolvição.

Tal prática, infelizmente, é muito comum. Por exemplo, há umas semanas fui me confessar e o meu confessor não estava. Fui a outra igreja e me confessei, então, com outro sacerdote. No momento da absolvição, ele simplesmente rezou a oração de absolvição do ato penitencial da Missa. Pedi, com respeito, que ele rezasse a absolvição sacramental. Resmungou, mas fez. Muito provavelmente faz sempre o uso desta fórmula inadequada e… errada!

Porém, uma coisa é validade e outra é licitude. Os canonistas e os moralistas não são unânimes sobre este assunto, mas a maioria afirma que, para a validade da absolvição, requer-se certamente que o sacerdote pronuncie, como mínimo, as palavras: ‘Eu te absolvo de teus pecados’, ainda que lhes acrescente outros elementos, como ‘de todos os teus pecados’, ou omita a invocação final à Santíssima Trindade (o que, convenhamos, é muitíssimo raro)”.

A fórmula da absolvição

O padre prosseguiu:

“Para alguns autores seriam suficientes para a validade da Confissão as palavras ‘Eu te absolvo’, já que indicam claramente tanto o sujeito que é absolvido quanto a absolvição do débito por ele contraído ao pecar. Com efeito, a palavra ‘absolvo’, pronunciada por um sacerdote munido do poder de perdoar pecados em nome de Deus, tem por si mesma força para significar a solução do vínculo dos pecados, ainda que não os expresse direta e explicitamente.

Ao mesmo tempo, é ilícito e injustificável usar outra fórmula distinta daquela que prevê a Igreja, ou seja: ‘Deus, Pai de misericórdia, que, pela Morte e Ressurreição de seu Filho, reconciliou o mundo consigo e enviou o Espírito Santo para a remissão dos pecados, te conceda, pelo Ministério da Igreja, o perdão e a paz. E eu te absolvo dos teus pecados, em nome do Pai e do Filho e do Espirito Santo’ (Ritual Romano, Rito da Penitência).

É verdade que a ação de Deus vai além dos sacramentos e os fiéis contritos e com o desejo de se reconciliar com o Senhor e de reaver a graça não mereceriam que tal não acontecesse por descuido / má-fé / despreparo /erro do sacerdote. Por isso, particularmente, creio sim na validade (embora haja ilicitude) destas confissões”.

Penitentes despreparados

O padre prosseguiu:

“A outra situação que me preocupa (e aqui na Itália tenho visto com frequência, não que não tivesse já visto no Brasil) é o penitente que chega ao confessionário sem saber o que veio fazer, sem ter feito um exame de consciência, sem nem saber discernir o que é pecado e o que não é.

Não é raro ouvir ‘Padre, diga-me o senhor o que eu devo dizer’, ao que sempre respondo: ‘eu só conheço e acuso os meus pecados’. Ou quando percebemos claramente que falta sinceridade ao acusar os pecados, confessam os mais ‘bonitinhos’ e escondem os mais ‘pesados’, e nós, como confessores, temos que ir ‘puxando pra fora’ para ver o que sai. Também estas confissões são passíveis de invalidade, porque faltam a consciência, a verdade, a humildade e o sincero arrependimento. Se não se confia no valor do Sacramento ou se o faz apenas para ter a consciência tranquila, uma ou duas vezes ao ano, não se confia também na Misericórdia de Deus, que pode e quer perdoar todas as nossas falhas.

Isso sem contar que muitos sacerdotes não impõem aos fiéis, ao final da acusação dos pecados, a penitência (que dá nome ao sacramento) ou satisfação, que pertence à integridade da Confissão e que deve ser cumprida pelo fiel penitente o mais rápido possível após a liturgia sacramental.

Enfim, há muito o que se tratar desta questão delicada. Aqui foi só um pensamento a partir de experiências pessoais e pastorais.

Padres, por favor, usem a fórmula da absolvição prevista no ritual! Para o bem das almas, para não gerar dúvidas. É tão simples decorá-la. Não descuidemos dos sacramentos!”

Tags:
ConfissãoIgreja CatólicaPadresPerdãoSacramentos
Apoiar a Aleteia

Se você está lendo este artigo, é exatamente graças a sua generosidade e a de muitas outras pessoas como você, que tornam possível o projeto de evangelização da Aleteia. Aqui estão alguns números:

  • 20 milhões de usuários no mundo leem a Aleteia.org todos os meses.
  • Aleteia é publicada diariamente em sete idiomas: inglês, francês,  italiano, espanhol, português, polonês e esloveno
  • Todo mês, nossos leitores acessam mais de 50 milhões de páginas na Aleteia.
  • 4 milhões de pessoas seguem a Aleteia nas redes sociais.
  • A cada mês, nós publicamos 2.450 artigos e cerca de 40 vídeos.
  • Todo esse trabalho é realizado por 60 pessoas que trabalham em tempo integral, além de aproximadamente 400 outros colaboradores (articulistas, jornalistas, tradutores, fotógrafos…).

Como você pode imaginar, por trás desses números há um grande esforço. Precisamos do seu apoio para que possamos continuar oferecendo este serviço de evangelização a todos, independentemente de onde eles moram ou do quanto possam pagar.

Apoie Aleteia a partir de apenas $ 1 - leva apenas um minuto. Obrigado!

Oração do dia
Festividade do dia





Top 10
1
Vulcão Cumbre Vieja
Violeta Tejera
Vulcão Cumbre Vieja obriga pároco a evacuar capela às pressas
2
Maria Paola Daud
O dia em que Nossa Senhora parou a lava do vulcão Etna
3
Claudio de Castro
O Purgatório e o misterioso alarme das 3 da manhã
4
Oração católica para pedir chuva
Reportagem local
Existe oração católica para pedir chuva? Sim, e aqui vai ela
5
Gelsomino Del Guercio
Padre Pio tinha os estigmas, mas uma ferida secreta era mais dolo...
6
Padre Pio
Maria Paola Daud
3 orações a Padre Pio para pedir por uma causa urgente
7
PADRE PIO,I ABSOLVE YOU
Philip Kosloski
A poderosa oração de cura de São Padre Pio
Ver mais
Boletim
Receba Aleteia todo dia